Franceses encantam na dança no gelo e bobsled começa em Beijing 2022: veja resumo

Papadakis e Cizeron alcançam o lugar mais alto do pódio na patinação artística com direito a novo recorde mundial, enquanto EUA fazem dobradinha na primeira prova de bobsled nestes Jogos de Inverno. 

Foto: GETTY IMAGES

Na dança no gelo, a disputa pelo ouro foi de uma nota só - ou melhor, de uma dupla só.

Gabriella Papadakis e Guillaume Cizeron, da França, fizeram outra apresentação impecável na dança livre, com direito a aplausos de pé do público presente ao Estádio Nacional Indoor, e conquistaram o ouro na dança no gelo da patinação artística nos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022.

Se a dupla francesa sobrou no quesito harmonia, quem tirou nota dez em evolução foram as veteranas norte-americanas Kailie Humphries e Elana Meyers Taylor, medalhistas em outros eventos de bobsled e que foram capazes de se adaptar facilmente ao monobob, ganhando ouro e prata, respectivamente.

Confira estes e muitos outros eventos realizados hoje no resumo do dia:

Primeiro ouro Olímpico e novo recorde

Depois de encantar a plateia e quebrar o recorde mundial da dança rítmica no último sábado, hoje foi a vez de Gabriella Papadakis e Guillaume Cizeron realizarem outra apresentação de gala na dança livre e faturarem o ouro na dança no gelo da patinação artística.

Ao som de "Elegie", de Gabriel Faure, o desempenho de hoje também significou a quebra do recorde mundial, com a nota de 226.98. A melhor marca anterior era de 2019 e igualmente pertencia aos franceses.

A prata foi para Victoria Sinitsina e Nikita Katsalarov, do ROC, e o bronze para Madison Hubbell e Zachary Donohue, dos Estados Unidos.

Veteranas dos EUA brilham na estreia do monobob feminino

No Centro de Esportes de Pista de Yanqing, a norte-americana Kaillie Humphries, de 36 anos, venceu a primeira prova do monobob feminino do bobsled em Jogos de Inverno. Ela já havia obtido três medalhas Olímpicas em Jogos anteriores quando defendia o Canadá, mas agora representa os EUA.

Logo depois dela veio a também americana Elana Taylor Meyers, de 37 anos e que retornou às pistas após ser mãe, e o bronze foi para Christine de Bruin, do Canadá.

Áustria vence no salto de esqui por equipes masculino

Sob uma temperatura abaixo de 20 graus Celsius, a Áustria obteve a medalha de ouro na prova de salto de esqui por equipes masculinas.

A Eslovênia terminou com a prata, e a Alemanha obteve um bronze graças ao seu desempenho no último salto.

Foi a terceira vitória da Áustria no evento Olímpico por equipes - ganhou em Torino 2006 e Vancouver 2010 -, em que também foi prata em Sochi 2014.

República Popular da China leva ouro inédito no aerials feminino

Xu Mengtao garantiu um inédito ouro para a República Popular da China na prova de aerials feminino no esqui estilo livre. 

A prata foi para Hanna Huskova, de Belarus, enquanto o bronze acabou com Megan Nick, dos Estados Unidos.

Ela é a primeira atleta chinesa a conquistar essa prova na história dos Jogos de Inverno. Sua nota final foi de 108.61.

Mais um EUA x Canadá na final do hóquei feminino

A rivalidade entre Estados Unidos e Canadá no hóquei no gelo feminino terá mais um capítulo em Beijing 2022. Hoje, os dois países garantiram suas vagas na decisão.

Enquanto as canadenses atropelaram a Suíça por 10-3, os EUA golearam a Finlândia por 4-1.

A final está marcada para quinta-feira, dia 17 de fevereiro, às 12h10 locais (1h10 de Brasília). As americanas tentam defender o ouro obtido em PyeongChang 2018 justamente em cima das canadenses.

No masculino, amanhã acontecem as partidas que definirão os confrontos das quartas de final: Eslováquia-Alemanha, Dinamarca-Letônia, República Tcheca-Suíça e Canadá-China.

Quatro times estão garantidos nas quartas: Estados Unidos (primeiro do grupo A), ROC (primeiro do grupo B), Finlândia (primeiro do grupo C) e Suécia (melhor segunda colocada no geral).

No curling, Canadá vence e sobrevive

Maior potência do curling mundial - nunca esteve fora do quadro de medalhas desde que a modalidade integrou oficialmente os Jogos de Inverno, em Calgary 1988, o Canadá vem sofrendo para manter a escrita nas disputas masculina e feminina em Beijing 2022.

Hoje a equipe feminina ganhou do ROC (11-5) e da Grã-Bretanha (7-3), chegando às três vitórias e três derrotas na classificação. As canadenses aparecem dividindo a quinta colocação com as britânicas - a liderança é da Suíça, com campanha de 5-1.

Entre os homens, o Canadá ganhou da Itália por 7-3 e aparece em terceiro na classificação (4-2).

Os quatro primeiros colocados dos torneios masculino e feminino passam às semifinais.

Dupla brasileira é 29ª no início do bobsled

O Brasil terminou na 29ª colocação na dupla masculina do bobsled após duas baterias. A dupla formada pelo piloto Edson Bindilatti e por Edson Martins acabou com um tempo somado de 2min02s47.

No geral, a liderança é dos alemães Francesco Friedrich, piloto, e Thorsten Margis. Eles lideram com um tempo de 1min58s38 - o menor tempo é o melhor classificado.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual