Nicole Silveira vence primeira prova da Copa América no skeleton

Uma das prováveis representantes do Brasil nos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022, a atleta brasileira mostrou força na estreia do torneio que soma pontos para a classificação Olímipica, em Whistler, no Canadá.

Sheila Vieira
Foto: 2020 Getty Images

A equipe brasileira de esportes no gelo estreou neste domingo (7 de outubro) na Copa América de bobsled e skeleton, com a primeira etapa em Whistler, no Canadá. O destaque brasileiro foi a vitória de Nicole Silveira no primeiro dia do skeleton, com uma descida de 54s41.

A vitória rendeu a Silveira 75 pontos no ranking da IBSF (Federação Internacional de Bobsled e Skeleton), colocando-a na liderança. A brasileira retorna à pista nesta segunda e terça para mais duas disputas em Whistler.

As segunda e terceira colocações ficaram com as canadenses Hallie Clark (54s97) e Madison Charney (55s27). Duas descidas contariam para o resultado final, mas as condições climáticas impediram a segunda, portanto, apenas os resultados da primeira definiram a classificação.

"Surreal. É honestamente incrível ver todo o meu trabalho duro valendo a pena. Sim, o primeiro lugar foi uma sensação incrível, mas ver o número 1 ao lado do meu tempo de push foi uma conquista ainda maior. Trabalhei tanto para melhorar minha corrida nos últimos três anos, que ver esse resultado final é a cereja no bolo. Estou motivada mais que nunca", afirmou Silveira após a prova.

Saiba mais sobre Nicole Silveira

Este foi o segundo resultado expressivo de Silveira nas últimas semanas, já que ela ficou na oitava colocação no evento teste de Beijing 2022, em Yanqjing. A brasileira tenta ser a primeira representante do Brasil no skeleton nos Jogos Olímpicos.

Para se classificar a Pequim, ela precisa estar entre as 25 melhores em janeiro. Dessas vagas, 11 são destinadas a atletas de países que têm apenas uma competidora, que será o caso do Brasil.

Anteriormente do bobsled, Silveira mudou para o esporte individual neste ciclo Olímpico e tem mostrado uma evolução notável. Residente do Canadá há 20 anos, ela sempre teve os esportes de inverno como parte de sua vida, além de atuar como enfermeira.

No monobob, Marina Tuono também estreou em Whistler e ficou em sexto lugar, com 1min58s36, 5s87 a mais do que a vencedora, a canadense Alyssia Rissling. Na competição do 2-man do bobsled, os brasileiros Edson Bindilatti e Erick Vianna ficaram em nono lugar, com tempo de 1min47s59, 2s17 acima dos canadenses Taylor Austin e Daniel Sunderland, que venceram a prova.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual