Mundial de Vôlei de Praia 2022: confira a programação do Brasil e onde assistir

Com 31 medalhas, o Brasil é o país mais bem-sucedido na história da competição. Desta vez, oito duplas do país buscam medalhas em Roma, entre 10 e 19 de junho. Confira quem são os favoritos, a programação e onde assistir ao Mundial.

Sheila Vieira
Foto: 2021 Getty Images

A cidade de Roma recebe, entre 10 e 19 de junho de 2022, o Mundial de Vôlei de Praia 2022. Como sempre, o Brasil chega para brigar por medalhas, mas com uma motivação ainda maior.

Nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, o Brasil ficou de fora do pódio pela primeira vez desde que o esporte entrou nas Olimpíadas, em Atlanta 1996. Em 2019, última edição realizada do Mundial, o país também não ganhou medalhas.

No Mundial, o Brasil é de longe o país com mais pódios conquistados, 31, contra 16 do segundo colocado, os EUA. Para tentar retornar à elite nos principais torneios do esporte, oito duplas (cota máxima por país) brasileiras disputam o evento na capital italiana.

Entre os dias 10 e 13 de junho, acontecem os jogos da fase de grupos. São 48 duplas divididas em 12 grupos. Os dois melhores de cada grupo, mais os quatro melhores terceiros colocados, avançam para o mata-mata. As outras oito duplas que ficaram em terceiro disputam uma repescagem no dia 14. A partir do dia 15, começam as rodadas eliminatórias, com 32 times, afunilando até as finais em 19 de junho.

As duplas brasileiras estão nos seguintes grupos:

Feminino
  • Grupo B: Ana Patrícia/Duda (BRA), Hermannova/Stochlova (CZE), Schützenhöfer/Plesiutschnig (AUT) e Wang/Xia (CHN)
  • Grupo D: Bárbara/Carol Solberg (BRA), Megan/Nicole (CAN), Diana/Margarita (COL) e Erika/Poletti (PAR)
  • Grupo G: Talita/Rebecca (BRA), Day/Stockman (USA), Lahti/Ahtiainen (FIN) e Payano/Rosario (DOM)
  • Grupo I: Taiana/Hegê (BRA), Müller/Tillmann (GER), Worapeerachayakorn/Naraphornrapat (THA) e Viktoria Orsi Toth/Reka Orsi Toth (ITA)
Masculino
  • Grupo A: Bruno Schmidt/Saymon (BRA), Carambula/Rossi (ITA), Nicolás Capogrosso/Tomás Capogrosso (ARG) e Jawo/Jarra (GAM)
  • Grupo E: André Stein/George (BRA), Samoilovs/Smedins (LAT), Huber/Dressler (AUT) e Salemi/Vakili (IRI)
  • Grupo L: Renato/Vitor Felipe (BRA), Alison/Guto (BRA), Nicolaidis/Carracher (AUS) e Mora/Lopez (NCA)

Masculino: André e George sólidos na temporada

Os brasileiros André Stein e George Wanderley ocupam atualmente a liderança do ranking da FIVB (Federação Internacional de Voleibol). Eles venceram o Challenge de Itapema neste ano e são a única dupla brasileira que é cabeça de chave no Mundial, no Grupo E. André tenta o bicampeonato mundial, cinco anos após levar o ouro com Evandro.

Alison/Guto e Renato/Vitor caíram na mesma chave, no Grupo L. Alison foi campeão mundial em 2011 com Emanuel e em 2015 com Bruno Schmidt, que está no Grupo A junto a Saymon.

“Tenho muitas lembranças de 2011. Dos momentos difíceis que passamos, mas o momento mais marcante foi a final. Foi incrível o Foro Italico lotado, com três medalhistas olímpicos, o Marcio (Araujo), o Ricardo e o Emanuel. Eu era o garoto na época. Lembro muito bem do último ponto. O Emanuel falou ‘Vamos fazer o ponto e correr para a equipe’. A gente fez e subiu em cima de um carro que era do patrocinador do torneio. Foi muito emocionante”, lembra Alison. “Hoje sou o cara experiente do meu time. Estou jogando com o Guto, um menino que dispensa comentários como atleta. É o segundo Mundial dele, o meu sétimo, e está sendo muito importante essa troca entre experiência e juventude. Nosso time vem crescendo no momento certo, e a minha motivação é grande por essa quarta medalha”, disse Alison, campeão Olímpico na Rio 2016.

Já Renato encara seu primeiro Mundial: “Estou preparado. Tudo na vida são fases e encaro todas da melhor maneira possível. É para isso que treino todos os dias. Só consigo pensar em dar meu melhor, focar no nosso time, no que a gente tem de bom”.

Os principais favoritos no masculino são os noruegueses Mol/Sorum, medalhistas Olímpicos de ouro em Tóquio 2020 e vencedores da etapa Elite 16 de e Ostrava (República Tcheca) neste ano.

Outros fortes candidatos também são os italianos Nicolai/Cottafava, que triunfaram em Jurmala (Letônia) e os cataris Cherif/Ahmed, bronze em Tóquio e campeões em Rosarito (México), uma etapa Elite 16.

Feminino: Barbara e Carol mostram consistência

Um dos principais nomes do vôlei de praia mundial, a americana April Ross está fora do Mundial, devido a uma lesão não revelada. Ela havia vencido Tóquio 2020 com Alix Klineman. Já as medalhistas de prata Clancy/Mariafe, da Austrália, estão confirmadas e assumem o status de favoritas.

Bárbara Seixas e Carol Solberg estão em segundo lugar no ranking mundial, com dois títulos Challenge e uma prata no Elite 16 de Jurmala, na Letônia. Elas são cabeça de chave no Grupo D. Se vencerem, este será o segundo título mundial de Bárbara, vencedora em 2015 com Ágatha.

Cabeças de chave do Grupo B, Ana Patricia e Duda chegam a Roma em seu melhor momento na temporada, após o bronze em Jurmala. Vice-campeãs na etapa do Elite 16 de Ostrava, Talita e Rebecca lideram o Grupo G no Mundial. A quarta dupla do Brasil em Roma é formada por Taiana e Hegê, favoritas para avançar no Grupo I.

CAROL SOLBERG | 'Me sinto outra jogadora'

Programação dos jogos do Brasil no Mundial de Vôlei de Praia 2022

10 de junho de 2022, sexta-feira

  • 7:00 – Talita/Rebecca (BRA) x Payano/Rosario (DOM) – Grupo G
  • 8:00 – Barbara/Carol (BRA) x Erika/Poletti (PAR) – Grupo D
  • 9:00 – Ana Patricia/Duda (BRA) x Wang/Xia (CHN) – Grupo B
  • 10:00 – André/George (BRA) x Salemi/Vakili (IRI) – Grupo E
  • 12:00 – Bruno/Saymon (BRA) x Capogrosso/Capogrosso (ARG) – Grupo A
  • 16:00 – Taiana/Hegê (BRA) x Orsi/Orsi (ITA) – Grupo I

11 de junho de 2022, sábado

  • 5:00 – Alison/Guto (BRA) x Nicoladis/Carracher (AUS) – Grupo L
  • 5:00 – Renato/Vitor Felipe (BRA) x Mora/Lopez (NCA) – Grupo L
  • 9:00 – André/George (BRA) x Huber/Dressler (AUT) – Grupo E
  • 10:00 – Ana Patricia/Duda (BRA) x Schutzenhofer/Plesiutschnig (AUT) – Grupo B
  • 11:00 – Barbara/Carol (BRA) x Diana/Margarita (COL) – Grupo D
  • 14:00 – Bruno Schmidt/Saymon (BRA) x Jawo/Jarra (GAM) – Grupo A

12 de junho de 2022, domingo

  • 6:00 – Taiana/Hegê (BRA) x Worapeerachayakorn/Naraphornrapat (THA) – Grupo I
  • 6:00 – Renato/Vitor Felipe (BRA) x Nicolaidis/Carracher (AUS) – Grupo L
  • 7:00 – Alison/Guto (BRA) x Mora/Lopez (NCA) – Grupo L
  • 9:00 – Talita/Rebecca (BRA) x Lahti/Ashtiainen (FIN) – Grupo G
  • 10:00 – Ana Patricia/Duda (BRA) x Hermannova/Williams (CZE) – Grupo B
  • 11:00 – Barbara/Carol (BRA) x Megan/Nicole (CAN) – Grupo D

13 de junho de 2022, segunda-feira

  • 7:00 – Talita/Rebecca x Day/Stockman (USA) – Grupo G
  • 8:00 – Renato/Vitor Felipe (BRA) x Alison/Guto (BRA) – Grupo L
  • 10:00 – André/George (BRA) x Samoilovs/Smedins (LAT) – Grupo E
  • 11:00 – Bruno Schmidt/Saymon (BRA) x Carambula/Rossi (ITA) – Grupo A
  • 13:00 – Taiana/Hegê (BRA) x Muller/Tillman (GER) – Grupo I

14 de junho de 2022, terça-feira

Repescagem – masculino e feminino

15 de junho de 2022, quarta-feira

Primeira rodada eliminatória – masculino e feminino

16 de junho de 2022, quinta-feira

Oitavas de final – masculino e feminino

17 de junho de 2022, sexta-feira

Quartas de final – masculino e feminino

18 de junho de 2022, sábado

Semifinais – masculino e feminino

19 de junho de 2022, domingo

Final e disputa de terceiro lugar – masculino e feminino

Onde assistir ao Mundial de Vôlei de Praia 2022

No Brasil, o Sportv 2 transmite o evento, com comentários de Emanuel e Ágatha.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual