Pela primeira vez nos Jogos Olímpicos, Brasil fica fora dos pódios no vôlei de praia

Últimos brasileiros nas chaves de Tóquio 2020 em 2021, Alison e Álvaro são eliminados por dupla letã. Ana Patricia e Rebecca também perderam nas quartas de final.

Sheila Vieira
Foto: 2021 Getty Images

A participação do Brasil no vôlei de praia se encerrou nesta quarta (4), com a derrota de Alison e Álvaro nas quartas de final para a dupla da Letônia formada por Martins Plavins e Edgars Tocs, por 2 sets a 0, parciais de 21-16 e 21-19.

Esta será a primeira vez desde que o vôlei de praia entrou nos Jogos Olímpicos, em Atlanta 1996, que o Brasil não subirá ao pódio nem no masculino quanto no feminino.

“Estávamos na frente, tivemos a bola para fazer 12-9 e acabamos errando, tomando 14-12. Foi concentração pura, calor para os dois lados, eu errei muito ataque hoje, mas é jogo de detalhes. Eles não erraram nenhum saque, estavam deixando só para o nosso time errar. Nosso sistema de bloqueio e defesa não funcionou como nos outros jogos, mas até times experientes como o nosso são surpreendidos”, disse Alison.

“Acho que toda a nossa trajetória foi muito bacana. Foi uma derrota em um mata-mata e hoje não consegui ter a concentração em alguns lances para ajudar o nosso time, mas a jornada é o que fica. E a jornada foi muito bacana, aprendi muita coisa e sou muito grata ao Alison e a toda a comissão de Vitória, que me recebeu tão bem”, completou Alvaro.

Plavins e Tocs venceram o Brasil pela segunda rodada seguida, já que também foram os responsáveis pela queda de Bruno Schmidt e Evandro nas oitavas.

Na terça (3), Ana Patricia e Rebecca haviam perdido também nas quartas para as suíças Anouk Verge-Depre e Joana Heidrich no tiebreak, parciais de 21-19, 18-21 e 15-12.

Por fim, as favoritas ao ouro, Agatha e Duda, caíram nas oitavas para as alemãs Ludwig e Kozuch.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual