Hirano triunfa, Shaun White desiste e brasileiros não alcançam índice Olímpico do halfpipe na Califórnia

Em etapa dramática das Copas do Mundo de snowboard e esqui estilo livre, no halfpipe e no slopestyle, em Mammoth Moutain, o tricampeão Olímpico sentiu o tornozelo na classificação e ainda não está confirmado em Pequim. Já os brasileiros Augustinho Teixeira e irmãos Bowler não atingiram os pontos necessários para a classificação Olímpica no halfpipe.

Sheila Vieira
Foto: 2022 Getty Images

As pistas de halfpipe e slopestyle de Mammoth Mountain, no estado da Califórnia, nos EUA, foram palco de muitos adiamentos e incertezas na reta decisiva de classificação para os Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022, que começam em 4 de fevereiro.

Tricampeão Olímpico, em busca de sua despedida dos Jogos de Inverno, o snowboarder Shaun White sentiu o tornozelo na fase de classificação do halfpipe e acabou desistindo da final.

“Se você não está tão bem e não sente seu ‘A game’, nesse nível, à noite na neve, é arriscado, então ele decidiu fazer uma pausa”, explicou o treinador de White, Mike Jankowski. A equipe americana de snowboard deve ser anunciada nos próximos dias.

O japonês Hirano Ayumu foi o vencedor do snowboard halfpipe, com o compatriota Hirano Ruka em segundo e o alemão Andre Hoeflich em terceiro. No feminino, o pódio foi 100% do leste asiático, com as irmãs Tomita (Ruki em primeiro e Sena em terceiro) e Cai Xuetong, da República Popular da China, em segundo. As americanas Chloe Kim e Maddie Mastro decidiram se poupar.

No slopestyle, foram dois vencedores americanos: Jamie Anderson no feminino e Red Gerard no masculino.

Augustinho tem última chance na Suíça

A promessa brasileira do snowboard Augustinho Teixeira, de apenas 16 anos, competiu em Mammoth Mountain para tentar os pontos FIS necessários para o índice Olímpico no halfpipe, mas sofreu uma queda em sua descida.

Augustinho terá uma última chance de tentar a vaga Olímpica em Laax, na Suíça, em 13 de janeiro. O brasileiro teve Covid-19 na virada do ano e não conseguiu treinar antes de Mammoth Mountain.

Já os irmãos Dominic e Sebastian Bowler não têm mais chance de classificação no halfpipe, cuja última etapa de Copa do Mundo foi em Mammoth Mountain. Sebastian ficou em 30º e obteve 31 pontos FIS, abaixo do necessário para o índice Olímpico. Dominic, que havia se lesionado na virada do ano em Calgary, no Canadá, ao chegar em Mammoth fez um exame que apontou uma fratura incompleta do osso sacro. Logo, o irmão mais velho não disputou a etapa.

Sem outros eventos no calendário, os irmãos agora focam no próximo ciclo Olímpico.

Augustinho Teixeira (BRA) durante o classificatório do halfpipe do snowboard no GP de Copper Mountain, Colorado (Estados Unidos), no início de dezembro.
Foto: 2021 Getty Images

Michel Macedo 17º no slalom em Whiteface Mountain

O esquiador alpino brasileiro Michel Macedo também esteve em ação no fim de semana, na etapa FIS de Whiteface Mountain, nos EUA. Ele ficou em 17º no slalom tanto no sábado quanto no domingo.

Macedo volta à neve nesta segunda para a prova do slalom gigante.

O Brasil já tem uma vaga garantida no esqui alpino masculino e os resultados apontam que Macedo deve ser o escolhido para ocupá-la em 17 de janeiro. Seria a segunda participação Olímpica do brasileiro, que esteve em PyeongChang 2018.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual