Alison dos Santos supera mais uma barreira com título da Liga Diamante de forma invicta

Brasileiro conquista o troféu de diamante e 30 mil dólares ao vencer a final do circuito internacional de atletismo, em Zurique. Ele se torna o primeiro brasileiro a levar o prêmio em provas masculinas. Pichardo e Cá também conquistam bons resultados.

Sheila Vieira
Foto: GETTY IMAGES

Alison dos Santos teve mais um dia de coroação como maior corredor dos 400m com barreiras da atualidade nesta quinta-feira, 8 de setembro de 2022, ao vencer a final da Liga Diamante, em Zurique, na Suíça.

Com o tempo de 46,98s, Alison se tornou o primeiro brasileiro a conquistar o troféu de diamante do circuito internacional de atletismo em provas masculinas. Fabiana Murer foi campeã em 2010 e 2014 no salto com vara.

Alison sacramenta sua melhor temporada da carreira, aos 22 anos. O domínio na Liga Diamante também se repetiu em outros meetings e no Campeonato Mundial de Oregon, em que superou os maiores corredores da história da prova, Karsten Warholm e Rai Benjamin.

Antes de voltar ao Brasil, Piu ainda compete na segunda-feira (12/9) no Gala dei Castelli, em Belinzona, Suíça, fechando a temporada 2022. A competição é válida pela série prata do Continental Tour da World Athletics. Depois entra em férias e mira 2023, continuando a preparação para Paris 2024.

Thiago Braz ficou fora do pódio no salto com vara masculino, ao errar as três tentativas para 5,81m. O brasileiro foi o sexto colocado na final.

No salto triplo, Almir Júnior terminou na quinta colocação na final, com marca de 17,10m, sua melhor da temporada. Já Rafael Pereira colidiu com uma barreira e terminou em nono nos 110m com barreiras, com tempo de 13,73s.

MAIS | Alison quer curtir momento, sem perder o foco

Pichardo prata e Cá bronze para Portugal

Campeão Olímpico, mundial e europeu neste ano, o português Pedro Pichardo perdeu a invencibilidade dos últimos meses ao ficar em segundo na final da Liga Diamante no salto triplo masculino.

Pichardo foi superado pelo cubano Andy Díaz Hernández, que alcançou 17,70m na primeira tentativa, sua melhor marca. O português saltou 17,63m também na primeira oportunidade.

Outro pódio português veio com Liliana Cá no lançamento do disco feminino, com 63,34m. Ela foi a terceira colocada da final, superada pela americana Valarie Allman (67,77m) e pela croata Sandra Perkovic (67,31m).

No salto triplo feminino, a medalhista Olímpica Patricia Mamona terminou na sexta colocação, com 14,24m. Como esperado, a venezuelana campeã Olímpica e mundial Yulimar Rojas levou o troféu de diamante, com 15,28m. Leandro Ramos também ficou em sexto no lançamento do dardo, com 71,96m.

Na quarta-feira, dia 7, Auriol Dongmo havia conquistado o primeiro pódio de Portugal na final da Liga Diamante 2022, com o bronze no arremesso do peso feminino.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual