Beijing 2022: Yu Jing é a pioneira asiática no Para hóquei no gelo, um esporte dominado por homens

República Popular da China estreia no Para hóquei no gelo goleando a Eslováquia por 7 a 0. Jogadora Yu Jing é a primeira asiática a competir no esporte nos Jogos Olímpicos de Inverno.

Foto: 2022 Getty Images

A organização dos Jogos Olímpicos de Inverno promove a estreia da República Popular da China no Para hóquei no gelo. O esporte tem tradição na América do Norte e na Europa Central e no Leste Europeu, mas não tanto no continente asiático.

O legado dos Jogos Olímpicos é esse mesmo: promover o contato com novos esportes e descobrir talentos em países onde até agora esse potencial estava por descobrir.

O torneio Paralímpico de hóquei no gelo sobre trenó demorou apenas um dia para mostrar o potencial do país-sede dos Jogos, que em seu primeiro jogo na história goleou por 7 a 0 uma nação tradicional como a Eslováquia. Recentemente, após Beijing 2022, os eslovacos foram recebidos como heróis no regresso a casa após conquistarem a primeira medalha no hóquei no gelo.

Ao contrário do hóquei no gelo Olímpico, onde homens e mulheres competem por separado, nos Jogos Paralímpicos o evento é misto, ainda que em toda a história apenas três mulheres tenham conseguido quebrar a barreira do domínio masculino.

A chinesa Yu Jing é uma dessas três mulheres, sendo a única jogando Para hóquei no gelo nos Jogos Paralímpicos de Inverno Beijing 2022. Há apenas dois precedentes em toda a história Paralímpica: Yu segue os passos das norueguesas Brit Mjaasund Oeyen (Lillehammer 1994) e Lena Schroeder (PyeongChang 2018).

No caso de Brit Mjaasund Oeyen, não só se tornou a primeira mulher jogando no Para hóquei sobre o gelo, mas também venceu a medalha de prata após perder a final por 1 a 0 contra a Suécia nos Jogos Paralímpicos de Lillehammer 1994.

China assinala estreia no Para hóquei no gelo ganhando da Eslováquia em Beijing 2022
Foto: Steph Chambers/Getty Images

Yu Jing é a pioneira asiática

Tendo em conta que até agora os dois precedentes de mulheres disputando o Para hóquei no gelo eram duas atletas da Noruega, Yu Jing é a primeira não-europeia e a pioneira asiática fazendo história. Tudo isso na primeira vez que a China compete no esporte a nível Paralímpico.

O Para hóquei tem subido de nível na China com o aproximar dos Jogos Paralímpicos. A nação ganhou a promoção ao Torneio A do Campeonato do Mundo para a temporada 2022/2023 após terminar sem derrotas no Mundial de 2021.

Jogadora da linha da frente, com 28 anos, a trajetória de Yu Jing não poderia ter começado melhor tendo em conta que derrotaram uma potência do esporte como a Eslováquia. Não marcou nem assistiu, mas sua simples presença no gelo foi histórica e de bem pertinho assistiu à grande exibição de Shen Yifeng: quatro gols para a referência do time chinês que saiu do Mundial com 14 gols e 12 assistências.

China e Eslováquia integram o Grupo B junto com República Tcheca e Itália, com os tchecos abrindo com vitória por 5 a 0 sobe os italianos. O Grupo A tem EUA, campeão mundial e Paralímpico, Canadá, vice-campeão mundial e Paralímpico, além da República da Coreia, que competindo em casa levou o bronze há quatro anos.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual