De lenda para lenda, Tony Hawk dá conselho a Shaun White: 'Se ele quiser voltar ao skate, sabe onde me encontrar'

Ícone do skate Tony Hawk disse ao Olympics.com que deu um conselho ao seu amigo e rei do halfpipe Shaun White horas após o maior snowboarder da história encerrar sua carreira profissional em Beijing 2022.

Jonah Fontela
Foto: 2016 Getty Images

“Meu conselho para Shaun White, quando tudo acabar, seria esse: continue andando.”

É o que Tony Hawk – um dos maiores skatistas de todos os tempos e figura mais conhecida dele - disse ao Olympics.com algumas horas depois de White, o maior snowboarder de halfpipe da história, se apresentar pela última vez na carreira nos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022.

"Mas faça isso para se divertir", Hawk continuou, lembrando de sua própria aposentadoria há quase 20 anos das competições oficiais de skate, em 2003. "É isso que te motiva. É sobre essa extensão de si mesmo e esse veículo".

Hawk e White: Laços em comum

Tony Hawk e Shaun White têm muito em comum.

Ambos têm raízes em Carlsbad, Califórnia, nos arredores de San Diego. Ambos são lendas dos boardsports - Hawk como o melhor de todos os tempos no vert do skate e White como inovador e dominante por duas décadas na versão do snowboard do mesmo aparelho, o halfpipe.

Tony Hawk testa a pista de park do skate em Tóquio 2020 em 2021.
Foto: 2021 Getty Images

O final da carreira competitiva de White aconteceu na última noite no enorme halfpipe do Parque de Neve de Genting. Sob as luzes do palco Olímpico, esta foi sua quinta participação Olímpica, em um intervalo de 16 anos.

Foi tão forte o poder de sua memória dos três ouros anteriores, que muitos esperavam que White, aos 35 anos, após lesões e sem vitórias desde o ouro em PyeongChang 2018, pudesse vencer em Pequim.

Passando o bastão

White estava com dor, não estava entre os favoritos. E enfrentava alguns dos maiores da nova geração, que falam sobre a gratidão e admiração que têm por White.

O japonês Hirano Ayumu mostrou o triple cork pela primeira vez nos Jogos Olímpicos. Ele dominou a competição em uma nova era de amplitude que comprova a evolução do esporte.

O bastão foi passado, como sempre acontece no esporte, de White para Hirano.

Tony Hawk nunca teve a chance de subir em um pódio Olímpico, mas foi fundamental em assegurar que o skate entrasse nos Jogos Olímpicos. De certa forma, ele andou na pista dos Jogos, mesmo sem competir.

"Eu estava lá então andei", comentou Hawk sobre ter andado na pista antes da competição. "Ninguém estava olhando, eu só desci".

Hawk prova que há futuro depois de parar

Aos 52 anos, Hawk é dono da Birdhouse Skateboards, é um filantropo e personagem de videogame, além de pai de quatro crianças. Ele tem mais conselhos para White sobre o futuro.

"Sou prova viva do quão longe você pode ir e em qual idade", disse Hawk. "Não é sobre vencer", insistiu o skatista, que inventou mais de 80 manobras. "Acho que pela sanidade dele, ele precisa continuar andando de snowboard. Não o largue".

"É muito difícil quando você competiu por tanto tempo", afirmou Hawk, que foi competitivo dos anos 80 até os 2000. "Para ele, são quase 20 anos agora. É muito difícil desligar esse botão".

Tony Hawk nos X Games

Um retorno ao skate para White?

Hawk pode ter uma solução para White, que também é skatista e chegou a voltar ao esporte de verão antes de Tóquio 2020.

Curiosamente, Hirano, que ganhou o ouro no halfpipe em Pequim, esteve na competição de skate em seu país natal (ficou em 14º no park).

“Se o Shaun quiser voltar ao skate, ele sabe onde me encontrar", disse um sorridente Hawk.

Apesar de estar brincando (ou não?), quem sabe não vejamos um novo duelo Hirano x White em Paris 2024?

Shaun White e Hirano Ayumu em Beijing 2022.

ASSINE PARA PARTICIPAR AINDA MAIS!

Receba notícias de snowboard, vídeos, destaques dos Jogos Olímpicos de Inverno e muito mais.