Filipinho, Ítalo Ferreira e Tatiana Weston-Webb se classificam para as finais da Liga Mundial de Surfe

Tatiana Weston-Webb garantiu a vaga entre as mulheres, enquanto que Ítalo Ferreira classificou-se no masculino ao lado de Filipe Toledo, que já havia confirmado um lugar na decisão. Miguel Pupo conquistou título inédito em Teahupo'o. Finais da Liga Mundial de Surfe acontecem em Trestles, nos Estados Unidos, entre 8 e 16 de setembro.

Virgilio Franceschi Neto
Foto: 2022 World Surf League | Damien Poullenot

Tatiana Weston-Webb (BRA) terminou em terceiro lugar na etapa de Teahupo'o, no Taiti (Polinésia Francesa), a 10ª do calendário do 'Championship Tour (CT)'. Com o resultado, está nas finais da temporada 2022 do CT da Liga Mundial de Surfe (sigla WSL em inglês), em Trestles (Califórnia), nos Estados Unidos, entre 8 e 16 de setembro.

Ao lado da brasileira, Filipe Toledo (BRA) e o campeão Olímpico, Ítalo Ferreira (BRA) também estão classificados. Tanto no masculino quanto no feminino os cinco finalistas já estão definidos.

Leia: Última etapa em sede Olímpica define finalistas da temporada

As ondas de Teahupo'o, sede do surfe em Paris 2024, testemunharam Miguel Pupo (BRA) vencer sua primeira etapa do CT, com Caio Ibelli (BRA) indo às semifinais. No feminino, Courtney Conlogue (USA) foi a campeã, em seu 13º título.

Saiba mais como foram as ações no Taiti, de título inédito e que definiram os surfistas para a grande decisão de setembro.

Tatiana Weston-Webb confirmada em Trestles

Em condições adversas, com ondas irregulares e poucos tubos, a brasileira derrotou na repescagem a australiana Isabella Nichols por uma diferença bastante pequena, de 6,34 contra 6,17. Com isso, avançou às quartas de final e superou Caroline Marks (USA), quarta colocada nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Na semi, foi eliminada por Courtney Conlogue (USA), que acabou vencendo a etapa.

"Foi uma bateria estranha...não sabia se esperava por um tubo...se pegava uma onda para fazer manobras. Peguei umas para dar umas rasgadas e estou aliviada por ter avançado", disse Weston-Webb para a comunicação da WSL após garantir-se em Trestles.

No feminino, os cinco nomes já estão confirmados para a etapa final. Além de Tatiana Weston-Webb, a atual campeã Olímpica, Carissa Moore (USA/Havaí), e Johanne Defay (FRA) conquistaram vaga. A havaiana competirá com a lycra amarela na condição de líder da classificação geral.

Completam a lista Brisa Hennessy (CRC) - que chegou à final em Teahupo'o contra Conlogue - e Stephanie Gilmore (AUS), que ficou nas quartas de final.

Lakey Peterson (USA), que também disputava uma das vagas, foi eliminada nas quartas e não conseguiu pontuação maior para chegar ao 'top 5'.

As cinco finalistas para a etapa de Trestles

  1. Carissa Moore (USA/Havaí) - 57.670 pontos
  2. Johanne Defay (FRA) - 50.220
  3. Tatiana Weston-Webb (BRA) - 48.695
  4. Brisa Hennessy (CRC) - 48.085
  5. Stephanie Gilmore (AUS) - 46.370

Finalistas definidos no masculino

Entre os homens, os cinco finalistas já são conhecidos, com Filipe Toledo (BRA) e Ítalo Ferreira (BRA) classificados. Jack Robinson (AUS), Ethan Ewing (AUS) e Kanoa Igarashi (JPN) também confirmaram as suas vagas.

Tanto Toledo quanto Ítalo Ferreira não avançaram às quartas de final no Taiti, mas não poderiam mais ser alcançados pelos surfistas que disputaram o título da etapa na Polinésia Francesa.

O paulista, inclusive, terminou a classificação geral em primeiro lugar e competirá na Califórnia com a lycra amarela (de líder geral). Ele não tinha mais chance de ser ultrapassado por Jack Robinson (AUS), eliminado nas oitavas pelo compatriota Nathan Hedge, por impressionantes 18,30 contra 17,60.

Ítalo Ferreira garantiu o seu lugar ajudado por outro brasileiro, Yago Dora, que eliminou Griffin Colapinto (USA). Com a derrota, o norte-americano ficou de fora das finais. A vaga foi ocupada por Kanoa Igarashi (JPN), medalhista de prata em Tóquio 2020, que passou para as quartas e foi eliminado pelo brasileiro Miguel Pupo, que acabou se tornando campeão de uma etapa do CT pela primeira vez.

Os cinco finalistas para a etapa de Trestles

  1. Filipe Toledo (BRA) - 54.690 pontos
  2. Jack Robinson (AUS) - 51.435
  3. Ethan Ewing (AUS) - 44.290
  4. Ítalo Ferreira (BRA) - 40.460
  5. Kanoa Igarashi (JPN) - 40.270
Miguel Pupo durante a final da etapa do Taiti da WSL, em Teahupo'o, agosto de 2022.
Foto: 2022 World Surf League / Damien Poullenot

Miguel Pupo conquista título inédito

Pela primeira vez em uma década na elite do surfe internacional, Miguel Pupo é campeão de um título de etapa. Na bateria decisiva ele encarou o taitiano Kauli Vaast. Com três bons tubos, o brasileiro terminou com 17,17 pontos contra 15,00 de Vaast. Em terceiro lugar ficou Caio Ibelli (BRA), superado pelo compatriota Pupo na semifinal.

Em suas participações anteriores no Taiti, Miguel Pupo no máximo havia chegado até a segunda bateria. Nas demais vezes, terminou em último lugar. Foi justamente onde não tinha um bom histórico que o brasileiro foi, enfim, ao topo do pódio.

"Demorei 10 anos, mas finalmente consegui uma vitória e vou para casa com um troféu de campeão...foi muito trabalho duro para chegar até aqui eu sempre acreditei no meu talento, mas recentemente decidi me dedicar mais, trabalhar mais, treinar mais. Só minha esposa sabe o quanto me dediquei esse ano...agora veio o resultado, a recompensa de tanto esforço", disse Miguel Pupo para as redes da WSL.

Conlogue é a campeã entre as mulheres

No feminino, a californiana Courtney Conlogue faturou sua 13ª vitória no CT, em 17 finais disputadas. A última delas havia sido em Bells Beach, na Austrália, em 2019. É a primeira campeã em Teahupo'o depois de 16 anos da última etapa feminina do CT no Taiti. Brisa Hennessy (CRC) ficou em segundo lugar e Tatiana Weston-Webb (BRA), em terceiro.

"Fazia muito tempo que eu não conseguia uma vitória e estou muito feliz por ter sido aqui, nesse lugar incrível, disse Conlogue às redes da WSL.

Courtney Conlogue (USA) em ação na bateria decisiva da etapa do Taiti da WSL, em Teahupo'o, agosto de 2022.
Foto: 2022 World Surf League

O formato das finais em Trestles

Definidos os nomes para as finais do feminino e do masculino em Trestles, foi também divulgado o formato e os confrontos.

Tudo começa com o quinto e quarto lugares se enfrentando. Quem vence encara o terceiro colocado da classificação geral. Deste confronto, quem avançar vai para a disputa contra o segundo colocado. Seu vencedor passa para a grande final contra o primeiro colocado geral. Ou seja, Carissa Moore (USA/Havaí) e Filipe Toledo (BRA) só entram na água para a bateria decisiva.

No feminino, as primeiras a se enfrentarem serão Stephanie Gilmore (AUS) e Brisa Hennessy (CRC), quinta e quarta colocada na tabela de classificação, respectivamente. Quem vencer vai disputar a bateria seguinte contra a brasileira Tatiana Weston-Webb, que terminou em terceiro.

Já no masculino, as ações têm início com uma reedição da final Olímpica em Tóquio 2020: Kanoa Igarashi (JPN) contra Ítalo Ferreira (BRA), quinto e quarto colocados na classificação, respectivamente. Aquele que passar vai enfrentar o terceiro classificado, Ethan Ewing (AUS), na bateria seguinte.

As finais do CT da WSL estão marcadas para Trestles, em San Clemente (Califórnia, Estados Unidos), entre 8 e 16 de setembro.

A WSL é transmitida para o território brasileiro através dos canais Sportv, pela Globoplay, site, aplicativo e YouTube da WSL.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual