Fê Garay joga muito e seleção feminina de vôlei disputa mais uma final Olímpica

Ponteira fez 17 pontos na vitória por três sets a zero. Brasileiras enfrentarão mais uma vez os Estados Unidos em busca do tricampeonato Olímpico

Virgílio Franceschi Neto
Foto: 2021 Getty Images

Agora pela semifinal, uma vez mais Brasil e República da Coreia se enfrentaram na Arena Ariake pela semifinal do torneio feminino de vôlei. Brasileiras e asiáticas em busca do ouro Olímpico, o terceiro das sul-americanas, um inédito para a República da Coreia (foi bronze em Montréal 1976).

No primeiro set, vitória confortável do Brasil por 25 a 16, em trinta minutos. As asiáticas voltaram muito melhor no segundo bloco, mantiveram um empate até o 12º minuto, mas com os fortes ataques de Rosamaria e Gabi e o bloqueio de Fê Garay e Carol Gattaz, fizeram o Brasil abrir cinco pontos de vantagem. A partida continuou assim - com direito a rallye de 34s -, com muita atenção e apenas cinco erros das brasileiras até então, set finalizado com um bloqueio também por 25 a 16 em 27 minutos.

Rosamaria (BRA) #7 em ação contra a República da Coreia na semifinal durante os Jogos Tóquio 2020 em 2021
Foto: 2021 Getty Images

Terceiro set e vitória

A República da Coreia não conseguiu conter o ritmo do Brasil, que seguiu muito consistente, sem erros e extremamente eficiente em todos os fundamentos. Em 19 minutos as brasileiras já lideravam por oito pontos e sequer deixaram chances para as asiáticas reagirem ou esboçarem quaisquer intenções de darem a volta no placar.

Implacáveis e imparáveis, fecharam o último set da semifinal Olímpica com um ataque fulminante da ponteira Fê Garay, a que fez mais pontos no jogo (17), por - mais uma vez - 25 a 16, em 27 minutos.

Brasil três sets a zero e mais uma final Olímpica para as brasileiras, a terceira, em busca do tricampeonato Olímpico. Assim como nas outras decisões (Beijing 2008 e Londres 2012), a seleção enfrentará os Estados Unidos (cuja equipe feminina nunca conquistou o ouro). José Roberto Guimarães irá para a sua quarta final Olímpica (foi campeão em Beijing 2008, Londres 2012 e com a seleção masculina em Barcelona 1992).

"Este grupo está de parabéns, sabemos que o nosso dia-a-dia é muito forte. Temos que trabalhar muito. É a primeira final Olímpica para algumas, temos que comemorar esta vitória, mas voltar porque queremos muito mais."

-Carol, na zona mista após o jogo para o canal Sportv

"É um pouco óbvio que sendo a minha última participação com a seleção em Jogos, vou dar tudo de mim. Todas as experiências do passado me fazem pensar que o que vem pela frente é uma nova história. Nada do que fizemos no passado vai nos ajudar agora ou no futuro. Sabemos como as americanas jogam bem e precisamos fazer muito mais."

-Fê Garay, na zona mista após o jogo para o canal Sportv

Ficha técnica

  • Brasil 3: 2 Carol Gattaz, 8 Macris, 10 Gabi, 15 Carol, 16 Fê Garay, 18 Camila Brait, 7 Rosamaria, 9 Roberta, 12 Natália (C), 17 Ana Cristina e 20 Ana Beatriz. Treinador: José Roberto Guimarães.
  • República da Coreia 0: 1 LEE Soyoung, 3 YEUN Hye Seon, 4 KIM Heejin, 7 AN Hyejin, 8 PARK Eunjin, 9 OH Jiyoung, 10 KIM Yeon Koung (C), 11 KIM Su Ji, 13 PARK Jeongah, 14 YANG Hyo Jin, 16 JEONG Jiyun e 18 PYO Seungjo. Treinador: Stefano Lavarini.
  • Sets: Brasil 1 x 0 República da Coreia (25-16); Brasil 2 x 0 República da Coreia (25-16); Brasil 3 x 0 República da Coreia (25-??).
  • Arbitragem: Luis Gerardo Macias (MEX); Denny Cespedes (DOM) e Taoufik Boudaya (TUN).

Resultado da outra semifinal

O Brasil volta à quadra para a final Olímpica na manhã de sábado (dia 7) às 9:00 (horário de Brasília) contra os Estados Unidos.

O resultado da outra semifinal foi:

  • Sérvia 0 x 3 Estados Unidos;

Grande final

A grande final acontecerá na manhã de sábado (7 de agosto) pelo horário de Brasília.

  • Brasil x Estados Unidos - sábado (7) às 9:00 (horário de Brasília)

A partida pela medalha de bronze está agendada para a madrugada de sábado (7 de agosto) a 1:30 (horário de Brasília).

  • Sérvia x República da Coreia - sábado (7) à 1:30 (horário de Brasília)

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual