Dani Alves, o grande capitão do bicampeonato Olímpico

Detentor do recorde de futebolista com mais títulos conquistados, ele soma o ouro nestes Jogos à sua galeria. E mais, foi o capitão do elenco

Virgílio Franceschi Neto
Foto: 2021 Getty Images

Jogador com mais títulos conquistados na história do futebol, Dani Alves subiu no lugar mais alto do pódio dos Jogos Olímpicos no final da manhã e início da tarde deste sábado, pelo horário de Brasília.

Ele esteve entre os três convocados dos permitidos acima dos 24 anos para as seleções de futebol nos Jogos. Isso aos 38 anos, já tendo superado Pelé e Djalma Santos em números de jogos pela seleção. Quando geralmente os futebolistas nesta idade já encerraram a carreira, Dani Alves entregava tudo para uma conquista Olímpica.

"Eu me sinto como um garoto, até mais do que eles (risos). Não podemos nunca parar de sonhar. Estar aqui nesse desafio tão novo para mim é muito especial. Eu sempre terei muito orgulho de representar o meu país. Isso me motiva, sempre."

-Dani Alves, sobre a convocação para os Jogos, para o site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF)

Capitão

O bicampeonato Olímpico que Dani Alves ajudou a conquistar foi o seu 44º título na carreira. Uma medalha que tem um sabor ainda mais especial, já que ele foi o capitão deste elenco vencedor. De acordo com o dicionário, capitão é o comandante de um número expressivo de combatentes, um jogador que comanda o time e fala pelos jogadores.

Mas não só isso.

Ele foi o capitão de todo o futebol do Brasil e de tudo o que a modalidade representa para o país: Sua história, seus ídolos, as distintas origens dos atletas, o espírito vitorioso e lutador. Até mesmo as decepções, que deram o "gosto" necessário que os brasileiros não quisessem voltar a sentir.

Dani Alves sabia disso e, como um bom capitão que protege os seus, não queria que seus comandados sentissem isso.

Não agora.

"Ser atleta Olímpico, representar a Bahia e o Nordeste é muito incrível e quero compartilhar isso. Quero agradecer a todos que acreditaram em mim até aqui. Graças a um trabalho bem feito e a Deus estamos aqui, no lugar mais alto do pódio."

-Dani Alves, na zona mista após a cerimônia de premiação, para o canal _Sportv _

Ambicioso - no bom sentido - e consciente de que há muito por vir e acontecer.

Em outras palavras, um eterno aprendiz.

"Por mais história e vivência que temos, eu ainda não tinha conquistado isso (o título Olímpico). Isso aqui é muito maior do que tudo o que posso falar."

-Dani Alves, sobre a conquista Olímpica, na zona mista para o canal Sportv

Um capitão que sabe de onde veio e aonde quer chegar. Que passou pelas dificuldades, seguiu em frente apesar das adversidades e que ajudaram-no a ser quem é. Aliás, acreditou em uma bola quase perdida para o primeiro gol do Brasil na decisão contra a Espanha. Um verdadeiro líder, que aplaude e reconhece todo o esforço, de todos.

"A energia quando é boa e pura, ela chega e nós sentimos isso. Pode estar a milhares de quilômetros de distância, nós sentimos. Sabemos das dificuldades do nosso país, nos identificamos com todos os atletas que honraram o Brasil nestes Jogos e agradecemos pelos exemplos que eles são. Queria compartilhar isso com eles.”

-Dani Alves, sobre os colegas de delegação do Brasil nestes Jogos Olímpicos, para o Sportv

Com este espírito, não restam dúvidas de que dentro ou fora de campo ele vai querer mais.

E no que ele se propuser a fazer, quer ir além. Assim como foi em Tóquio 2020.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual