O que nós aprendemos: resumo do Rugby Sevens na Olimpíada de Tóquio 2020

Desde a repetição do ouro fijiano masculino até a Nova Zelândia garantindo seu primeiro título Olímpico no Rugby, nós refletimos sobre os momentos mais memoráveis do Rugby Sevens em Tóquio 2020, recapitulamos quem levou a medalha, e o que esperar de Paris 2024. 

Foto: 2021 Getty Images

Poder, ritmo, choques e animação: teve de tudo no Rugby Sevens nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

O esporte seguiu em frente desde sua estreia Olímpica no Rio em 2016. Apesar de perder a temporada de 2020 por causa da pandemia global, o nível da habilidade mostrados no Japão foram de outro mundo.

Houve muito entusiasmo pré-torneio com muitos dos 15 melhores jogadores do mundo como Portia Woodman, Semi Radradra e Samu Kerevi se inscrevendo para disputar o ouro Olímpico.

Enquanto esses jogadores fizeram suas partes, uma nova geração de atletas também tiveram sua chance no maior palco do esporte. As máquinas Marcos Moneta e Reapi Ulunisau empolgavam-se a cada toque na bola e garantiam que o esporte tivesse um futuro muito empolgante.

Abaixo, damos uma olhada nos momentos mais memoráveis ​​dos seis dias de ação emocionante, fazemos uma recapitulação dos vencedores de medalhas e em quem você deve ficar de olho nos Jogos Olímpicos de Paris 2024 daqui apenas três anos!

Top 5 momentos no Rugby em Tóquio 2020

Aqui estão alguns dos destaques dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que aconteceram em 2021.

1: A Nova Zelândia finalmente consegue seu ouro

As mulheres da Nova Zelândia levaram para casa a medalha de ouro em Tóquio 2020, o único prêmio no esporte que até agora tinha escapado desse time conquistador.

A veloz Michaela Blyde foi a jogadora de destaque, marcando seu sétimo try nos Jogos na final contra uma talentosa equipe francesa.

"Cara, esse time passou por muita coisa nesses últimos cinco anos e nós estamos levando para casa a medalha de ouro” a capitã da NZ Sarah Hirini diz depois, “Eu estou muito orgulhosa. Nós amamos uns aos outros. É muito especial. Nós estamos juntas há dois meses. É um grupo tão especial e essa é a última vez que nós jogaremos juntas como um time".

Depois de ser derrotada pela Austrália na disputa pelo ouro do Rio 2016, a vitória também representou uma redenção para as Black Ferns.

A emoção estava clara no apito final, com uma interpretação arrepiante de sua dança cerimonial haka.

GettyImages-1331594212
Foto: 2021 Getty Images

2: Fiji trouxe alegria para sua nação

O Rugby Masculino do Fiji capiturou os corações de muitos quando eles ganharam a primeira medalha de ouro Olímpica das Ilhas do Pacífico no Rio em 2016.

Seria difícil conseguir superar esse fato, mas eles conseguiram e com estilo.

Jogando o seu usual Rugby fanfarrão, cheio de ritmo e poder, eles superaram os favoritos no pré-torneio, a Nova Zelândia, em uma final emocionante para manterem seu título Olímpico.

O único sobrevivente do time do Rio foi o capitão Jerry Tuwai, que talvez tenha perdido um pouco de ritmo, mas não sua mágica e habilidade no jogo. Que líder ele se tornou para aquele time.

A vitória não poderia ter vindo em uma hora melhor para o Fiji, proporcionando uma pausa para uma nação que foi devastada pela pandemia COVID-19.

3: Argentina ganha com cinco homens

Com somente sete jogadores para cobrir todo o campo de Rugby, perder um atleta para um cartão vermelho depois de uma ofensa geralmente é fatal para o Rugby Sevens.

Na quarta de final do masculino, a Argentina foi forçada a jogar contra o deslumbrante time da África do Sul com seis homens por quase 11 minutos depois do cartão vermelho de Gaston Revol. Eles diminuíram ainda mais para cinco homens por um breve período depois de um cartão amarelo atrasado.

Mas os sul-americanos não seriam deixados para trás. Em uma incrível demonstração de espírito de equipe e coragem, eles venceram a partida e avançaram para a semifinal. Compreensivelmente, o time exausto comemorou como se tivesse ganhado o ouro depois.

Uma nova estrela nasceu na forma de Marcos Moneta, que marcou dois tries de tirar o fôlego, do tamanho do campo.

Moneta, juntamente com seu colega, Ignacio Mendy, medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude de 2018, e Lucio Cinti, formaram o esqueleto de um time animador.

GettyImages-1330882507
Foto: 2021 Getty Images

4: O suspense da semifinal da França

Com as Olimpíadas de Paris 2024 se aproximando, talvez não seja surpresa que a seleção feminina francesa tenha feito um show tão bom.

Eles tiveram um excelente apreço por sua medalha de prata depois de perderem para a dominante equipe da Nova Zelândia na final.

Mas seu melhor momento veio na semifinal contra a Grã-Bretanha. Depois de construir uma vantagem inicial, a França deixou seus adversários voltarem para o jogo, empatando em 19-19.

Após um gol oportunista de Anne-Cecile Ciofani colocar Les Bleus de volta na liderança, a França corajosamente defendeu seu jogo pelo resto da partida, fechando-a por 26-19.

GettyImages-1331550320
Foto: 2021 Getty Images

5: Fijiana causa um rebuliço

Não foram somente os homens fijianos que trouxeram alegria para a ilha.

A seleção feminina fijiana foi um pacote surpresa na competição, surpreendendo as equipes com ritmo e criatividade para trazer para casa a medalha de bronze.

Apesar de perder seus dois jogadores mais experientes na corrida até Tóquio 2020, Fiji também desenterrou várias novas estrelas nos Jogos.

A atração principal dessa lista é a ex-jogadora de netbol Reapi Ulunisau, que só ingressou no circuito internacional em junho de 2021.

A jogadora de 26 anos se tornou o primeira atleta de qualquer nação a marcar quatro gols em uma única partida nos Jogos Olímpicos durante a partida de Fiji contra o Brasil.

Os sonhos das fijianas finalmente terminou nas semifinais, onde a Nova Zelândia marcou um try na prorrogação e conquistou uma vitória dramática por 22-17.

GettyImages-1331546837
Foto: 2021 Getty Images

Uma última olhada

A medalha de prata para a França foi uma final adequada para sua inspiradora capitã Fanny Horta.

Aos 35 anos, Tóquio 2020 com certeza foi sua última participação Olímpica para o time nacional de Sevens.

A ala / centro disputou os Jogos Rio 2016 e tem sido um pilar da defesa francesa há oito anos.

“Queríamos muito ganhar o ouro e impor a nossa forma de jogar, mas foi muito complicado com a falta de posse de bola ", disse Horta após a derrota final da sua equipa para a Nova Zelândia. "Nós temos que ter orgulho do que conquistamos".

Olá Paris

Com tantos jovens talentos surgindo, os homens de Fiji e as mulheres da Nova Zelândia provavelmente serão os times a serem observados daqui a três anos em Paris 2024.

Mas eles certamente não farão tudo à sua maneira. Se a equipe feminina fijiana continuar em seu ritmo atual de progressão e mantiver estrelas como Ulinisau, terá uma boa chance de subir de nível quanto a sua medalha de bronze de Tóquio.

A seleção feminina francesa também ganhará confiança com a medalha de prata e terá uma motivação extra em casa para entregar o ouro. Cuidado com a voadora Chloe Jacquet, de 19 anos.

No lado masculino, fique de olho na Argentina, que tem uma abundância de velocidade quanto nas classificações.

GettyImages-1331073843
Foto: 2021 Getty Images

Quando e onde assistir os replays do Rugby Sevens no Olympics.com

A resposta é: olympics.com/tokyo2020-replays

Onde irão competir os times do Rugby Seven em seguida?

A Série Mundial de Rugby Sevens Masculina começa em 18-19 de setembro em Vancouver, enquanto a Série Feminina começa em Dubai, em 3-4 de dezembro.

Lista completa de medalhas do Rugby Sevens em Tóquio 2020

Masculino

Ouro: Fiji

Prata: Nova Zelândia

Bronze: Argentina

Feminino

Ouro: Nova Zelândia

Prata: França

Bronze: Fiji

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual