Alerta de medalha: Hirano Ayumu é ouro no snowboard halfpipe masculino em Beijing 2022

Finalmente o japonês conquista o ouro após ser prata em 2014 e 2018. Em despedida de Shaun White (USA) que terminou em quarto, Scotty James (AUS) e Jan Scherrer (SUI) completaram o pódio com a prata e o bronze, respectivamente.

Virgilio Franceschi Neto
Foto: 2022 Getty Images

Depois da final do halfipipe feminino, o snowboard halfpipe em Beijing 2022 continuou no Jardim Secreto (nome do percurso) do Parque de Neve de Genting, com a final masculina na manhã desta sexta-feira.

Uma das disputas por medalhas mais aguardadas dos Jogos.

Isso por que em jogo estava um provável tetracampeonato Olímpico do norte-americano Shaun White, um Hirano Ayumu (JPN) focado no ouro depois ter sido prata duas vezes seguidas (2014 e 2018) e um Scotty James (AUS), bronze em 2018, que isolou-se nos últimos meses para treinos intensos a fim de não lhe escapar o topo do pódio.

Todos desejavam, poucos queriam, mas só um podia.

O Olympics.com traz um resumo das ações da decisão entre os homens do snowboard halfpipe.

Na primeira bateria, Taylor Gold (USA) ficou com a melhor parcial. Os favoritos não conseguiram emplacar boas apresentações. Shaun White teve a quarta melhor nota, Scotty James caiu, assim como Hirano Ayumu, que apesar de ter aplicado o primeiro triple cork da história dos Jogos Olímpicos, foi ao chão no final da apresentação, o que prejudicou a sua nota.

Segunda bateria decisiva

Na segunda bateria, Jan Scherrer (SUI), oitavo no classificatório, completou uma ótima volta, mostrou variedade, usou os dois lados e obteve a melhor nota até então: 87.25 e liderança provisória. Com apenas 16 anos, Valentino Guseli (AUS) já havia feito uma primeira apresentação e manteve a boa forma na segunda volta e o terceiro lugar do momento. Na sequência, Shaun White melhorou a nota, mas não suficiente para assumir a ponta.

Minutos depois, em uma combinação espetacular, com saltos de giros de 1440 e 1260 graus, amplitude nos movimentos e bastante variação, Scotty James (AUS) cravou 92.50 e assumiu a ponta. O nível passava a ficar cada vez mais alto. Logo em seguida Hirano Ayumu (JPN) fez uma volta arrojada, passou dos 5m nos saltos e entrou em posição de pódio, com o segundo lugar.

Era a hora de serem definidos os medalhistas. Era a hora da terceira bateria.

A última volta

Com a disputa lá em cima, era preciso arriscar. A fim de dar para a Suíça a terceira medalha de ouro no halfpipe masculino, Jan Scherrer começou bem, mas caiu. Terminou com a nota da segunda apresentação. Outro favorito, Totsuka Yuto (JPN) não se redimiu da queda em PyeongChang 2018 e acabou perdendo velocidade em uma das manobras.

Na última apresentação de um dos maiores da história do esporte, Shaun White aplicou logo no início um giro de 1440 graus, mas sofreu uma queda logo em seguida. Ainda no half, tirou o capacete, as luvas e soltou a prancha. Acenou para o público, que o ovacionou. Caminhou lentamente, com a cabeça erguida.

Eram os seus últimos passos no palco Olímpico que o eternizou.

"Snowboard, muito obrigado. Tem sido o amor da minha vida", disse White após a prova. Quando perguntado sobre o futuro, o tricampeão Olímpico completou: "O futuro me anima, há muito que quero fazer na minha vida. E há muito a ser feito, muito para se viver, isso para mim é apenas o começo", completou.

Então líder, o australiano Scotty James foi prudente na terceira volta, mas faltava Hirano Ayumu, prata em 2014 e 2018. Definitivamente ele não queria ser novamente em 2022.

Repleta de altos saltos (cuja média foi de 5m) e em uma volta impecável, com um triple cork, solidez, consistência e variedade, o japonês de 23 anos finalmente conquistou a medalha de ouro, com uma nota 96.00. É o primeiro título Olímpico do snowboard do Japão.

Hirano Ayumu tem uma linda história nos Jogos Olímpicos. Em sua terceira participação, foi pódio em todas elas, com duas medalhas de prata (Sochi 2014 e PyeongChang 2018) e uma de ouro.

"Nos últimos dois Jogos (Sochi 2014 e Vancouver 2018) tratava-se mais se era capaz de perder ou ganhar. Desta vez (Beijing 2022) quero ver quão longe posso ir. Se eu comparar com o passado, posso ir no meu ritmo", disse Hirano Ayumu para o Olympics.com.

"Fiz o que eu queria no final, não aceitei a nota da segunda volta, mas coloquei toda essa minha raiva na minha volta final. Ainda não caiu a ficha, mas finalmente um dos meus sonhos de infância se tornou realidade", disse Hirano Ayumu em conferência de imprensa após conquistar o título Olímpico.

Quando perguntado se sentiu nervoso com a terceira e última apresentação, o japonês finalizou: "Não era nervosismo, mas eu tive uma sensação diferente da habitual. Eu estava pronto para ir com tudo e foi ótimo terminar tudo de forma limpa".

No seu ritmo, fazendo história em uma caminhada única.

Quer seja de prata ou de ouro, uma caminhada de sonho.

Como o significado de seu nome, Ayumu, em japonês: "caminhe o sonho".

Resultados finais

  • Hirano Ayumu (JPN) - 96.00
  • Scotty James (AUS) - 92.50
  • Jan Scherrer (SUI) - 87.25

O snowboard em Beijing 2022

Finalizado o halfpipe, o snowboard continua nos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022 com a competição por equipes mistas do snowboard cross neste sábado dia 12 de fevereiro a partir das 10:00 hora local de Pequim (23:00 do dia 11 pela hora de Brasília).

Você pode acompanhar as emoções do snowboard cross de Beijing 2022 com as transmissões do Olympics.com e dos canais Globo/Sportv para o território brasileiro.

CLIQUE AQUI

FÃ DE SNOWBOARD? TUDO ISSO PARA VOCÊ.

Receba notícias de snowboard, vídeos, destaques dos Jogos Olímpicos de Inverno e muito mais.