Hirano Ayumu: tudo que você precisa saber sobre a estrela japonesa do snowboard, que disputa a final do halfpipe

Hirano Ayumu tentará ganhar sua esperada medalha de ouro Olímpica na decisão do snowboard halfpipe, que acontece na noite do dia 10 (quarta) no Brasil e manhã da China no dia 11 (quinta). Incrivelmente, Beijing 2022 são os segundos Jogos Olímpicos de Hirano em um semestre, já que ele competiu no skate em Tóquio 2020 em 2021. 

Yukifumi Tanaka
Foto: 2022 Getty Images

Em dezembro de 2021, Hirano Ayumu retornou às montanhas para participar de uma competição de Copa do Mundo de snowboard pela primeira vez em três anos. Depois de ganhar uma segunda prata Olímpica no halfpipe em PyeongChang 2018, ele decidiu competir em Tóquio 2020 em outra disciplina: skate.

Saiba mais sobre Hirano, que se classificou em primeiro para a final do snowboard halfpipe masculino no dia 11 de fevereiro, às 9:30 em Pequim, que são 22:30 do dia 10 (quinta) no horário de Brasília.

Começou cedo nos esportes

Influenciado por seu pai e irmão mais velho, Hirano começou no snowboard e no skate aos quatro anos em sua cidade natal de Murakami, no Japão. Aos 14, o japonês fez sua estreia em Copas do Mundo, ganhando uma prata nos X Games no halfpipe. Ele fez parte da equipe japonesa em Sochi 2014, mas ficou sem a chance de treinar por uma lesão. Apesar da decepção, Hirano ainda ganhou a prata, tornando-se o japonês mais novo a ganhar uma medalha Olímpica de inverno.

Um acidente quase fatal e o retorno dramático

Em março de 2017, menos de um ano antes de competir em PyeongChang 2018, Hirano sofreu uma forte queda em um evento nos EUA.

Apesar de não precisar de cirurgia, ele foi forçado a passar duas semanas na UTI porque seu fígado se rompeu internamente e o ligamento colateral medial de seu joelho esquerdo ficou severamente afetado. De acordo com seu médico, Hirano poderia ter perdido a vida se tivesse caído de outra forma.

Apenas seis meses depois, no entanto, Hirano teria um incrível retorno ao ganhar o halfpipe na Copa do Mundo em Copper Mountain.

Segunda medalha Olímpica

Hirano competiu de novo no halfpipe em PyeongChang 2018. Na final, o japonês tomou a liderança depois de fazer o primeiro double cork 1440 dos Jogos Olímpicos. Porém, na última volta da competição, o americano Shaun White tomou a liderança de volta acertando cinco manobras perfeitas para ganhar o ouro com 97.75. Hirano, novamente, terminou com a prata.

Ambos estão na decisão do halfpipe, desta vez com Hirano como favorito.

Verão e inverno em cima do board

Depois de PyeongChang 2018, Hirano anunciou que representaria o Japão nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 em casa, no skate.

Apesar do adiamento de um ano dos Jogos, Hirano não desistiu de seu objetivo e começou a treinar snowboard durante seu trabalho no skate. Sua dedicação deu certo e ele se tornou o melhor japonês no ranking, ganhando uma vaga na competição de park em Tóquio.

O histórico triple cork 1440

No último Dew Tour em dezembro de 2021, Hirano fez história de novo ao ser o primeiro atleta a fazer um triple cork 1440 em uma competição oficial. Se ele conseguir replicar a manobra em Pequim, pode ser fundamental para sua batalha pelo ouro.

Competindo com o irmão

Seu irmão Hirano Kaishu também foi selecionado para competir pelo Japão em Beijing 2022 e estará na final. Kaishu foi prata nos Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude Lausanne 2020 no halfpipe.

"Caminhar um sonho"

O primeiro nome de Hirano, Ayumu, é escrito “歩夢” em japonês, significando "caminhar um sonho". Literalmente, ele vive e segue seu sonho.

Quando se tornou o medalhista mais jovem em Sochi, ele respondeu sobre o objetivo maior de sua vida: "Vou andar até ele, passo a passo".

FÃ DE SNOWBOARD? TUDO ISSO PARA VOCÊ.

Receba notícias de snowboard, vídeos, destaques dos Jogos Olímpicos de Inverno e muito mais.