Grandes rivalidades Olímpicas de Inverno: Johannes Klaebo e Alexander Bolshunov no esqui cross-country

Uma das grandes questões do esqui cross-country nesta temporada é quem vai se sair melhor entre Klaebo e Bolshunov, especialmente em Beijing 2022. O Olympics.com traz a história da rivalidade entre eles.

Indira Shestakova
Foto: Laurent Salino/Agence Zoom/Getty Images

Nas últimas temporadas, os principais candidatos a vitória do cristal de globo FIS foram o tricampeão Olímpico Johannes Klaebo, da Noruega, e o quatro vezes medalhista Olímpico Alexander Bolshunov, representando o ROC em Beijing 2022.

Bolshunov é o atual vencedor geral da Copa do Mundo, vencendo Klaebo por uma grande margem na última temporada. Porém, Klaebo perdeu muitas corridas pela pandemia de COVID-19, porque a Noruega retirou atletas de algumas competições. Na temporada anterior, o escandinavo também perdeu para Bolshunov, com ambos completando um número parecido de provas.

Klaebo ganhou a maioria de seus ouros em competições grandes em provas de sprint, provando como ele é forte na chegada. Ele é o sprinter de maior sucesso da história da Copa do Mundo. Nos Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang 2018, ele foi o melhor no sprint individual e sprint por equipes, junto a Martin Johnsrud Sundby. Depois dos ouros de Björn Lind's (Suécia) nos dois sprints em 2006, nenhum esquiador conseguiu igualar esse sucesso nos Jogos Olímpicos.

Bolshunov subiu ao pódio nas duas provas em PyeongChang 2018, ganhando o bronze no sprint individual e prata no sprint por equipes com Denis Spitsov. O esquiador do OAR ganhou uma medalha de prata na prova clássica de 50km e no revezamento 4x10km.

Klaebo ganhou sua primeira medalha em campeonato mundial com o bronze no sprint individual em Lahti em 2017. Desde então, ele não perdeu no sprint no mundial. Em 2021, Klaebo se tornou o primeiro atleta masculino a defender um título mundial no evento de sprint individual.

Alexander Bolshunov e Johannes Klaebo durante o Campeonato Mundial da FIS em 2021.
Foto: 2021 Getty Images

Bolshunov esteve perto de Klaebo no sprint por equipes em 2021, ganhando o bronze com Gleb Retivykh. O atleta do ROC geralmente para o norueguês na melhor distância de Klaebo, mas vence nos outros eventos. No mundial de 2021, Klaebo quase entrou no território de Bolshunov ao ganhar a maratona, antes de ser desclassificado por obstruir Bolshunov na linha de chegada. Bolshunov teve que se contentar com a prata, concedendo o título para o norueguês Emil Iversen.

Klaebo uma vez se ajoelhou para Bolshunov durante o seu evento de sprint. O norueguês descansou prematuramente na primeira perna da Copa do Mundo 2018/19, permitindo que Bolshunov o passasse na linha.

Klaebo tem um blog em seu canal no YouTube que tem um vídeo curioso sobre Bolshunov. Ele postou o vídeo com o título 'Klaebo vs Bolshunov', no qual ele fala sobre uma competição próxima de rollerski em Toppidrettsveka. Ele se desejou sorte, acrescentando que tinha esquecido de desejar a Bolshunov também. Klaebo, que perdeu para Bolshunov, brincou com seu rival, dizendo que ele era "impossível de vencer" porque usava um slipstream de motocicleta.

No entanto, Klaebo e Bolshunov estão se dando bem, apesar da rivalidade acirrada. Nem o acontecido na prova de 50km do mundial poderia diminuir o respeito que eles têm um pelo outro.

"Nada mudará", Klaebo disse à NRK sobre seu relacionamento com Bolshunov. "Vamos competir contra o outro por anos. Ele é um ótimo esquiador, e espero vencê-lo. É meu objetivo tentar vencê-lo. Espero que nós não nos encontremos numa situação dessa novamente".

Uma prova da amizade dos dois é que Bolshunov convidou Klaebo para o seu casamento com a ex-esquiadora Anna Zherebyatyeva. Porém, o norueguês não conseguiu comparecer porque estava ocupado em uma gravação. Bolshunov já disse que aceitaria um possível convite de Klaebo também.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual