Momento do Dia dos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022 - 9 de fevereiro: após 16 anos, redenção e ouro para a snowboarder americana Lindsay Jacobellis 

Após o infeliz episódio da queda que lhe custou a vitória em Torino 2006, a estrela americana do snowboard finalmente chegou ao ponto mais alto do pódio na prova do cross feminino e coroou uma carreira de muito sucesso

Chloe Merrell
Foto: Getty Images 2022

Os Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022 estão repletos de momentos de ação todos os dias, mas escolheremos o melhor deles ao final de cada dia de competição, quando Pequim estiver descansando.

Hoje: após 16 anos, redenção e ouro para a snowboarder americana Lindsay Jacobellis

Fim da maldição traz primeiro ouro aos EUA em Pequim

Dezesseis anos depois de sofrer uma queda que lhe custou o ouro na primeira edição da prova do cross feminino do snowboard, em Torino 2006, a americana Lindsay Jacobellis finalmente chegou ao lugar mais alto do pódio.

A veterana liderou do início ao fim, dando à equipe dos Estados Unidos a primeira medalha de ouro em Beijing 2022, à frente da francesa Chloe Trespeuch e da canadense Meryeta Odine, tornando-se aos 36 anos, a snowboarder mais velha a ganhar uma medalha Olímpica na história.

Cinco vezes campeã mundial, outras duas do globo de cristal e mais oito dos X Games, Jacobellis chegou à capital da República Popular da China credenciada como a maior atleta do snowboard cross de todos os tempos. Contudo, lhe faltava apenas o ouro Olímpico.

Entretanto, nada é garantido no mundo do esporte, e muito menos nos Jogos de Inverno.

Na final em Turim, Jacobellis estava com ampla vantagem na liderança quando, no penúltimo salto, resolveu fazer um "method" - movimento em que o atleta salta e segura a prancha com uma das mãos - para comemorar a vitória.

Ela saiu da pista e retornou, mas não a tempo de impedir que a suíça Tanja Frieden conquistasse o ouro.

Depois da prova, ela estava inabalável e dizia: "Snowboard é diversão. Eu estava me divertindo".

O ouro seguiu escapando com uma saída da pista em Vancouver 2010 e uma queda em Sochi 2014. Em Pyongchang 2018, resolveu fazer uma gracinha na final e acabou fora do pódio, em quarto lugar.

Porém, nesta quarta-feira deu tudo certo no Parque de Neve de Genting.

Uma redenção pelo ocorrido em Turim? Segundo ela, não.

A americana disse ao Olympics.com: "Nunca foi nada sobre redenção. Não tinha isso na mente ao chegar aqui."

"Meus pensamentos ao entrar eram 'ou vai acontecer ou não' e 'pode ser meu dia, ou outro dia delas.'

"Acabou que todas as estrelas se alinharam para que fosse meu dia."

Lindsey Jacobellis of Team USA reacts after winning snowboard cross gold at Beijing 2022
Foto: Ezra Shaw

FÃ DE SNOWBOARD? TUDO ISSO PARA VOCÊ.

Receba notícias de snowboard, vídeos, destaques dos Jogos Olímpicos de Inverno e muito mais.