Tóquio 2020: Descubra pódios, mascote e medalhas dos Jogos Olímpicos

Faltam 50 dias para Tóquio 2020, que acontecem em 2021! Como foram concebidos os pódios? Quem é a mascote oficial? Como são as medalhas? Clique para saber mais.

Gonçalo Moreira
Foto: IOC

Quando os atletas subirem ao pódio em Tóquio 2020 em 2021 haverá três pessoas que terão o seu trabalho criativo exposto a bilhões de pessoas em todo o mundo.

Tokolo Asao, Sato Naoki e Yamaguchi Sodai são os gênios criativos responsáveis pelos pódios, música oficial e roupa usada durante as cerimônias de entrega de medalhas nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Logo Tóquio 2020

Designer do logo e dos pódios: Tokolo Asao

Pela primeira vez na história dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos – e inspirado pelo conceito de sustentabilidade de Tóquio 2020, “Ser melhor, juntos – pelo planeta e pelas pessoas” – os pódios utilizados nas cerimônias de entrega de medalhas estão fabricados em plástico reciclado.

O design dos pódios tem forma de diamantes e está inspirado pelo logo oficial de Tóquio 2020, também concebido pelo artista Tokolo Asao. “Ao modificar três tipos de retângulos que formam os elementos básicos dos logos, criei diferentes formas e padrões. A filosofia inerente era criar algo que gostaríamos de preservar em vez de deitar fora como lixo. Cada cubo que compõe o pódio pesa cerca de 1,5kg, suficientemente leve para uma criança poder levantar. Partes do pódio podem ser guardadas em casa, talvez serem expostas em embaixadas ou se tornarem peças de coleção no futuro”, explica o autor.

O artista, formado em Arquitetura pela Tokyo Zokei University, residente na capital japonesa, escolheu para o logo o padrão xadrez, muito popular em vários países ao longo da história. No Japão, esse padrão foi conhecido como “ichimatsu moyo” no período Edo (1603-1867) e o design xadrez em azul índigo, cor tradicional japonesa, expressa a elegância refinada e sofisticação que caracteriza o Japão.

Composto por três variedades de formas retangulares, o design representa diferentes países, culturas e formas de pensamento. Incorpora a mensagem de “Unidade na Diversidade”. Também expressa o facto de que os Jogos Olímpicos e Paralímpicos pretendem promover a diversidade como plataforma para ligar o mundo.

Compositor: Sato Naoki

Sato Naoki compôs a música para as cerimônias de entrega de medalhas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Sato, compositor premiado e fã de esportes, estudou as composições de anteriores edições de eventos Olímpicos e percebeu que em muitos casos as melodias refletem instrumentos musicais do país-sede, pelo que optou por cortar com essa tendência.

“A minha composição resultou ser a mais tradicional de todas as músicas utilizadas em cerimônias de entrega de medalhas em recentes Jogos Olímpicos e Paralímpicos. As cerimônias são para atletas de todo o mundo, por isso evitei intencionalmente todos os elementos japoneses e compus música com a qual todos os atletas, independentemente da sua origem, se sintam confortáveis quando subam ao pódio”, confidencia Sato Naoki.

Roupa oficial da entrega de medalhas em Tóquio 2020
Foto: Tokyo 2020

Estilista oficial: Yamaguchi Sodai

Yamaguchi Sodai concebeu a roupa que será usada pelo staff Olímpico de protocolo durante as cerimônias de entrega das medalhas.

Diretor de moda em crescimento no mercado nipônico, Yamaguchi Sodai escolheu para Tóquio 2020 “um novo estilo de roupa formal. Respeito a tradição, mas não queria a ideia de que só a tradição é suficiente. Decidi enfrentar um novo desafio ao mesmo tempo que incorporei kimonos e elementos tradicionais japoneses. Tentei misturar as coisas boas do sentimento japonês e do estilo pragmático do Ocidente".

Medalhas de Tóquio 2020
Foto: TOKYO 2020

Medalhas Olímpicas

As medalhas de ouro, prata e bronze atribuídas aos atletas Olímpicos e Paralímpicos não representam apenas a maior honra que um atleta pode receber, mas também uma oportunidade para que o Japão apresente a sua cultura ao resto do mundo.

Para produzir as medalhas, o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos (Tóquio 2020) desenvolveu o “Projeto Medalhas Tóquio 2020”, através do qual recolheu por todo o Japão dispositivos eletrônicos de pequenas dimensões. Este projeto faz de Tóquio 2020 os primeiros Jogos Olímpicos e Paralímpicos da história que envolvem os cidadãos na produção das medalhas, além de utilizar na sua fabricação materiais reciclados.

Aproximadamente 5000 medalhas foram produzidas a partir de dispositivos eletrônicos de pequenas dimensões doados por população de todas as partes do Japão. O esforço para contribuir para uma sociedade sustentável e amiga do ambiente será um dos legados dos Jogos de Tóquio 2020 em 2021.

Mais de 400 propostas de design foram enviadas, tendo em conta os regulamentos estipulados pelo Comitê Olímpico Internacional quanto aos elementos a incluir no design das medalhas:

  • Nike, a Deusa grega da vitória, em frente ao estádio Panathinaikos
  • O nome oficial dos respetivos Jogos, neste caso os Jogos da XXXII Olimpíada Tóquio 2020
  • O símbolo dos cinco anéis Olímpicos
Miraitowa, mascote oficial Tóquio 2020

Miraitowa é a mascote Olímpica

Miraitowa é a mascote Olímpica oficial de Tóquio 2020 em 2021. Está estilizada tendo por base o logo oficial dos Jogos, concebido em azul índigo, um tributo à cultura japonesa que preserva um toque tradicional num contexto de inovação e modernidade. Miraitowa tem uma personalidade inspirada pelo provérbio japonês “aprende do passado e desenvolve novas ideias”. Miraitowa é alegre e incrivelmente atlética, com um sentido muito forte de integridade. Tem um poder especial de se teletransportar para onde quiser.

A origem do nome Miraitowa se baseia nas palavras japonesas "mirai", que significa “futuro”, e "towa", que significa “eternidade”, representando o desejo de que os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 em 2021 nos levem a um futuro de esperança interminável nos corações de todos à volta do mundo.