O que aprendemos: Encerramento da canoagem de velocidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Confira os principais momentos da competição da canoagem de velocidade em Tóquio 2020, uma recapitulação de medalhas e o que devemos esperar para Paris 2024. 

Foto: 2021 Getty Images

A competição de canoagem de velocidade em Tóquio 2020 foi dramática, para dizer o mínimo! Entre o turbilhão de melhores tempos Olímpicos no Sea Forest Waterway na Baía de Tóquio estavam vitórias espetaculares no último segundo, conquistas históricas e novos eventos fazendo estreia Olímpica.

Abaixo, resumimos os principais momentos da canoagem de velocidade em Tóquio 2020, recapitulamos os vencedores de medalhas e em quem você deve prestar atenção na Olimpíada de Paris 2024, que será daqui a apenas três anos!

Os 5 melhores momentos da canoagem de velocidade em Tóquio 2020

Aqui estão alguns dos destaques dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que aconteceram em 2021.

1 - Nevin Harrison faz história

A primeira final feminina individual da história dos 200 m de canoagem Olímpica assistiu Nevin Harrison, de 19 anos, conquistar a medalha de ouro inaugural no evento.

A americana, que foi o única canoísta da equipe dos EUA em Tóquio 2020, fez uma largada rápida na raia quatro e disparou na metade do caminho.

Harrison cruzou a linha de chegada 0,854 segundos à frente da canadense Laurence Vincent-Lapointe e se tornou a primeira mulher estadunidense a ganhar uma medalha de ouro Olímpica no esporte de canoagem de velocidade.

A fazedora de história Nevin Harrison
Foto: 2021 Getty Images

“Foi uma jornada difícil porque não tive ninguém para seguir”, disse Harrison ao New York Times. “Espero ser essa pessoa para a próxima geração.” Ela prometeu voltar nos Jogos de Paris em 2024.

2 - Lisa Carrington se torna a atleta Olímpica mais condecorada da Nova Zelândia

Carrington teve uma Olimpíada inesquecível em Tóquio, ganhando o ouro nos 200m individual feminino de caiaque, no K1 500m individual e no K2 500m com a companheira de equipe Caitlin Regal.

Com suas três vitórias, Carrington elevou sua contagem de medalhas Olímpicas para cinco ouros e um bronze se tornando a atleta Olímpica mais condecorada da Nova Zelândia, superando seus companheiros remadores Ian Ferguson e Paul MacDonald e o cavaleiro Mark Todd, que ganharam cinco medalhas Olímpicas.

“Quando você se propõe a fazer algo, é uma tarefa enorme", disse Carrington sobre seu sucesso na Olimpíada de Tóquio. "É super assustador pensar que é possível, então eu simplesmente fiz o melhor que pude, treinei e trabalhei incrivelmente duro".

"É incrível ser capaz de fazer isso."

3 - Uma final dramática nos 500m do caiaque masculino para quatro

Em uma chegada excepcionalmente acirrada e emblemática de muitas das competições de canoagem de velocidade em Tóquio 2020, a Alemanha bateu a Espanha pela medalha de ouro nos 500m do caiaque masculino para quatro por apenas dois centésimos de segundo.

Ronald Rauhe
Foto: 2021 Getty Images

Foi também uma corrida histórica, já que o alemão Ronald Rauhe se tornou o primeiro homem a ganhar uma medalha na canoagem de velocidade em cinco Jogos Olímpicos (o atleta de 39 anos competiu pela primeira vez em Sydney 2000, ganhando o bronze nos 500m do caiaque em duplas, antes de conquistar o ouro na mesma prova em Atenas 2004, prata em Beijing 2008 e bronze nos 200m do caiaque individual no Rio).

4 - Teresa Portela finalmente consegue sua medalha Olímpica

A remadora espanhola Teresa Portela é a definição de perseverança e atitude de "nunca desistir".

Apesar de ganhar incríveis 33 medalhas combinadas nos campeonatos europeu e mundial (incluindo nove medalhas de ouro), Portela, de 39 anos, ainda não havia estado em um pódio Olímpico - apesar de ter competido em cinco Jogos consecutivos.

Teresa Portela
Foto: 2021 Getty Images

Porém, em sua sexta Olimpíada, em Tóquio, Portela finalmente rompeu barreiras, ganhando a prata no K1 200m feminino.

“Já se passaram 20 anos desde os primeiros Jogos, mas olha, nunca é tarde e é (uma medalha) muito bem recebida. Estou muito, muito feliz ”, disse a atleta galega ao Hola News.

5 - Austrália ganha ouro por 0,3 de segundo

Para enfatizar ainda mais o quão acirrada muitas corridas de canoagem foram em Tóquio, os 1000m do caiaque masculino em duplas foram decididos no último segundo, com a Austrália e a Alemanha lutando pela medalha de ouro.

A dupla australiana Tom Green e Jean van der Westhuyzen manteve uma pequena vantagem na marca dos 500m, mas a equipe alemã de Max Hoff e Jacob Schopf empatou a apenas 300m do final.

Em uma chegada de velocidade, a dupla australiana encontrou gás suficiente para cruzar a linha primeiro pela menor das margens; no processo, os australianos se tornaram os primeiros atletas da Austrália a ganhar o ouro Olímpico no evento em seus 85 anos de história.

Uma última olhada

Isaquias Queiroz dos Santos experienciou vários traumas quando criança no Brasil; quando ele tinha cinco anos, ele foi sequestrado e oferecido para adoção antes de ser devolvido ileso para sua mãe. Aos 10 anos, ele caiu de uma árvore enquanto brincava e, danificou tanto um rim, que ele teve que ser removido.

Mas o brasileiro superou esses desafios e conquistou o ouro Olímpico na competição dos 1000m individual masculino da canoagem de velocidade, dizendo à Reuters que foram essas experiências de infância que ajudaram em sua formação.

Isaquias Queiroz dos Santos
Foto: 2021 Getty Images

"Foi assim que cheguei aqui", disse Queiroz dos Santos, que conquistou duas medalhas de prata e um bronze na Olimpíada do Rio, à Reuters por meio de um tradutor.

"Não sou especial por estar aqui. Só tentei e sempre acreditei em mim mesmo".

Olá Paris

Todos os olhos estarão voltados para Harrison e Carrington para ver se as duas podem ganhar mais medalhas de ouro nas águas de Paris 2024, com a primeira apenas começando sua carreira Olímpica, e a última - já uma lenda autêntica - competindo em sua quarta Olimpíada (salvo circunstâncias imprevistas).

Quando e onde assistir os replays da canoagem de velocidade no Olympics.com

A resposta é: olympics.com/tokyo2020-replays

Quando os remadores competirão de novo?

Os medalhistas Olímpicos de ouro e prata Nevin Harrison e Adam Varga encabeçarão uma lista interessante de remadores de classe mundial da canoagem de velocidade competindo na Supertaça da Canoagem de Velocidade da ICF na cidade de Oklahoma, EUA, em 21 de agosto.

Lista completa de medalhas em canoagem sprint em Tóquio 2020

Competição Feminina

500 m do Caiaque em Duplas

Ouro: Lisa Carrington, Caitlin Regal (NZL)

Prata: Karolina Naja, Anna Pulawska (POL

Bronze: Danuta Kozak, Dora Bodonyi (HUN)

500m da Canoa em Duplas

Ouro: Xu Shixiao, Sun Mengya (CHN)

Prata: Liudmyla Luzan, Anastasiia Chetverikova (UKR)

Bronze: Laurence Vincent-Lapointe, Katie Vincent (CAN)

200m do Caiaque Individual

Ouro: Lisa Carrington

Prata: Teresa Portela

Bronze: Emma Aastrand Jorgensen

500m do Caiaque para Quatro

Ouro: Hungria

Prata: Belarus

Bronze: Polônia

500m do Caiaque Individual

Ouro: Lisa Carrington

Prata: Tamara Csipes

Bronze: Emma Aastrand Jorgensen

200m da Canoa Individual

Ouro: Nevin Harrison (USA)

Prata: Laurence Vincent-Lapointe (CAN)

Bronze: Liudmyla Luzan (UKR)

Competição Masculina

1000m do Caiaque em Duplas

Ouro: Jean van der Westhuyzen, Thomas Green (AUS)

Prata: Max Hoff, Jacob Schopf

Bronze: Josef Dostál, Radek Šlouf (CZE)

1000m da Canoa em Duplas

Ouro: Serguey Torres, Fernando Jorge (CUB)

Prata: Liu Hao, Zheng Pengfei (CHN)

Bronze: Sebastian Brendel, Tim Hecker (GER)

200m do Caiaque Individual

Ouro: Sándor Tótka (HUN)

Prata: Manfredi Rizza (ITA)

Bronze: Liam Heath (GBR)

500m do Caiaque para Quatro

Ouro: Max Rendschmidt, Ronald Rauhe, Tom Liebscher, Max Lemke (GER)

Prata: Saúl Craviotto, Marcus Walz, Carlos Arévalo, Rodrigo Germade (ESP)

Bronze: Samuel Baláž, Denis Myšák, Erik Vlček, Adam Botek (SVK)

1000m do Caiaque Individual

Ouro: Bálint Kopasz (HUN)

Prata: Ádám Varga (HUN)

Bronze: Fernando Pimenta (POR)

1000m da Canoa Individual

Ouro: Isaquias Queiroz (BRA)

Prata: Liu Hao (CHN)

Bronze: Serghei Tarnovschi (MDA)

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual