Qual snowboarder será a Chloe Kim da Lausanne 2020?

Os atletas esperam recriar a apresentação de ouro de Chloe Kim em Lillehammer 2016 quando forem para as pistas de snowboarding nos Jogos Olímpicos da Juventude, em janeiro de 2020.

Michael Hincks

Que snowboarder vai andar sob o caminho de ouro deixado por Chloe Kim?

Essa é a pergunta que será feita antes de Lausanne 2020, quando os atletas quiserem recriar o recorde norte-americano.

Kim ganhou ouro duas vezes no snowboarding nos Jogos Olímpicos da Juventude, em 2016.

Dois anos mais tarde, com apenas 17 anos, ela ganhou o ouro no Halfpipe nos Jogos de Pyeongchang - se tornando a mais jovem campeã Olímpica de snowboarding de todos os tempos.

Em janeiro deste ano, os atletas vão focar nessa recente história para encontrar o caminho para o ouro em Lausanne 2020.

Aqui você encontra um resumo dos eventos dos Jogos, com explicações sobre cada disciplina, além de poder assistir toda a ação, ao vivo, no Olympic Channel.

Como assistir ao snowboard nos Jogos Olímpicos da Juventude

O Olympic Channel vai transmitir 300 horas de ação durante os 13 dias de competição em Lausanne 2020 com um Canal dedicado ao YOG de Inverno disponível no olympicchannel.com, YouTube e dispositivos conectados como o Amazon Fire, Apple TV, Android TV e Roku.

Vai ter um programa diário, ao vivo, com muita ação, notícias, destaques, tendências e entrevistas em um formato divertido e interativo transmitido no Facebook, no Twitter e no olympicchannel.com, além de um Podcast Diário do Olympic Channel com entrevistas perspicazes com personalidades de todo o mundo Olímpico.

Para saber mais sobre o evento, os fãs também podem acompanhar a cobertura do Olympic Channel no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube, com uma agenda completa de eventos - incluindo detalhes da transmissão online - pode ser encontrada aqui.

Locais e Data do snowboard

Os eventos de snowboard acontecem em Leysin e Villars de 18 a 22 de janeiro em Lausanne 2020. (Desça para ver a programação completa)

Dupla dos EUA formada por Jake Pates e Chloe Kim ganhou dois ouros em Lillehammer 2016

Truques e Manobras do Halfpipe, Slopestyle e Big Air

Kim e o compatriota Jake Pates venceram o Halfpipe e o Slopestyle em 2016. Essas duas modalidades voltam em 2020, enquanto a estreia do Big Air faz aumentou para três as provas consideradas de snowboarding. Veja aqui de perto sobre esse esporte, com vídeos explicativos sobre cada um deles:

Halfpipe – Snowboarders realizam manobras enquanto percorrem o halfpipe, e serão avaliados em termos de amplitude, dificuldade técnica, criatividade e aterragem.

Há duas corridas por concorrente na qualificação, sendo que as 12 primeiras chegam à final onde os resultados são com base na melhor performance das três corridas.

Slopestyle – Seguindo um formato parecido com o Halfpipe, o Slopestyle faz com que os snowboarders enfrentem um curso com uma variedade de golpes, pulos, trilhos, mesas e big-airs.

Os concorrentes são mais uma vez julgados em termos de amplitude, dificuldade técnica, criatividade e aterrissagem.

Big Air – Fazendo sua estréia no YOG, o big air é basicamente sobre um (grande) salto. Os competidores ganham velocidade antes do salto, e uma vez no ar procuram fazer manobras antes de produzir uma aterrissagem limpa.

Cada snowboarder tem dois saltos de qualificação e três saltos na final. A melhor pontuação conta na qualificação, enquanto na final as duas melhores pontuações são somadas.

No limite com o Snowboard Cross

Você gosta de ver quatro praticantes de snowboard descendo um percurso com curvas complicadas, desniveladas, acidentadas e muitos saltos?

Claro que sim.

O Snowboard Cross é imperdível, e os competidores vão até o fim para cruzar a linha de chegada em primeiro lugar.

Na Lausanne 2020, o snowboard cross, masculino e feminino, conta com os 16 melhores snowboarders no grupo round-robin, onde os atletas competem entre si, antes de um sistema de pontos (1º= 4 pts, 2º= 3 pts, 3º= 2 pts, 4º= 1 pt) determinar quais dos oito esquiadores irão chegar às semifinais.

Os dois primeiros nas duas semifinais chegam à grande final, e o vencedor dessa corrida leva o ouro para casa.

Não esqueça da Equipe Mista de Esqui Snowboard Cross

Só o nome já revela que este evento está cheio de emoção.

Quatro atletas de cada nação participam da Equipe de Esqui Snowboard Cross (XT), correndo nesta ordem: snowboarder feminino, esquiador feminino, snowboarder masculino, esquiador masculino.

As 16 nações competem primeiro nas quartas de final, com os dois primeiros de cada um avançando para a etapa seguinte.

Cada corrida é constante, com o portão de partida aberto após o parceiro da equipe anterior ter cruzado a linha de chegada. Se um concorrente não conseguir completar a corrida, o portão se abrirá para o próximo esquiador da equipe, assim que o tempo de espera for atingido.

Assista ao vídeo abaixo para ver como a Alemanha levou o ouro XT em Lillehammer 2016.

Programação de Snowboard em Lausanne 2020

Sábado, 18 de janeiro

09:30 - 15:00 - Slopestyle Feminino

Domingo, 19 de janeiro

09:30 - 15:00 - Slopestyle Masculino

Segunda-feira, 20 de janeiro

09:30 - 12:45 - Eliminatória Big Air- Feminino/Masculino

11:00 - 14:30 - Esqui Snowboard Cross - Feminino/Masculino

Terça-feira, 21 de janeiro

09:30 - 15:00 - Halfpipe - Feminino/Masculino

11:00 - 12:45 - Esqui Snowboard Cross - Equipe Mista

Quarta-feira, 22 de janeiro

10:00 - 13:00 - Finais Big Air - Feminino/Masculino

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual