Eliud Kipchoge: como é o treinamento do bicampeão Olímpico da maratona

A estrela queniana da maratona adora suas corridas semanais que vão de 30 a 40km, que segundo ele ajudam seu 'corpo a responder a corridas muito longas e à performance em uma prova'. Aqui estão os segredos que ajudaram Kipchoge a se tornar o homem mais rápido da história e o campeão Olímpico na Rio 2016 e em Tóquio 2020 em 2021.

Foto: 2020 Pool

Não tem para ninguém na maratona masculina. O queniano Eliud Kipchoge conquistou o bicampeonato Olímpico em Tóquio 2020 em 2021 com 2:08:38, com mais de um minuto de diferença para o neerlandês Abdi Nageeye e o bronze do belga Bashir Abdi, que passaram o queniano Lawrence Cherono nos metros finais.

Quando Kipchoge começou a disputar maratonas em 2013, o queniano implementou um programa de treinamento que agora é reverenciado como uma aula de consistência e disciplina.

O campo de seu time em alta altitude em Kaptagat, no vasto vale Rift na nação africana é baseado em três princípios: simplicidade, foco e trabalho duro.

Isso o ajudou a se tornar o homem mais rápido da história na maratona e bicampeão Olímpico.

Kipchoge adora suas longas corridas, inclusive em 'dias ruins', e marca cada uma delas em um caderno, que contém os segredos do seu sucesso.

Quer treinar como o melhor dos melhores? Leia mais para saber.

GettyImages-1277405367
Foto: 2020 Pool

Onde Eliud Kipchoge treina?

Eliud Kipchoge treina em Kaptagat, nas terras altas quenianas, que ficam a 2500m acima do nível do mar.

Na história do Quênia, Kaptagat estava onde a maioria dos colonizadores britânicos estava, mas agora é conhecido como o berço de alguns dos melhores corredores de longa distância, incluindo a lenda da maratona Moses Tanui, o campeão do 3000m com obstáculos Brimin Kipruto e muitos outros.

O campo de treinamento Global Sports Communication começou nas mãos de seu mentor e técnico Patrick Sang, um medalhista de prata Olímpico na prova com obstáculos.

É um campo simples que contém cerca de 30 atletas, que moram lá pelo menos cinco dias por semana.

O princípio da simplicidade aparece aí.

O campo tem um prédio principal, dormitórios básicos, uma cozinha, uma área de alimentação, uma pequena TV e uma sala de fisioterapia.

"É livre de distrações", disse Eliud ao ineos.com sobre o campo minimalista, onde ele tem passado a maior parte do seu tempo nos últimos 19 anos.

"Em 2002, não tínhamos água corrente e tínhamos que pegar água de uma cidade próxima. Mas agora temos água e painéis solares para aquecimento."

Os atletas, incluindo Kipchoge, fazem as tarefas domésticas no campo e passam a maior parte do tempo livre conversando e relaxando.

De acordo com Sang, Kaptagat se tornou ainda mais famoso depois do sucesso de Kipchoge na maratona.

"Kaptagat agora atrai tantos atletas que vêm para cá treinar e isso tem um grande efeito na economia. Por isso dizemos que Eliud é mais que um atleta. Ele é uma inspiração em todos os aspectos da vida", disse Sang ao ineos.com.

Como Eliud Kipchoge treina?

O treinamento de Eliud Kipchoge envolve muita corrida, um pouco de pista e sessões de core.

O treinamento desenhado pelo técnico Sang envolve basicamente uma sessão matutina e uma vespertina.

De acordo com o tutorial da maratona, o seu treino durante cinco a seis dias é tipicamente:

– uma corrida longa (30-40km),

– várias corridas lentas,

– duas sessões de core,

– treinos de força e condicionamento diários,

– uma ou duas sessões de Fartlek (velocidade na pista).

"A corrida longa, fazemos uma vez a cada duas semanas", disse Sang ao NN Running em um documentário.

“A ideia é alternar. [Se] a última que fizermos for em um terreno com montanhas, desta vez vai ser médio."

"A corrida longa é crucial para mim... Ela diz ao meu corpo que ele precisa correr aquela distância", afirmou Kipchoge no documentário.

"Quanto mais eu faço corridas longas, mais o meu corpo responde à corrida por um longo tempo e a uma performance em uma prova.” - Eliud Kipchoge.

O recordista mundial é conhecido por se dedicar inteiramente às suas sessões de treinamento.

Ele é focado.

“O cara é super positivo e muito focado,” disse Sang ao Olympic Channel antes da corrida de Kipchoge contra o relógio em Viena em outubro de 2019, quando ele se tornou o primeiro humano a correr uma maratona em menos de duas horas.

"Por 18 anos, não houve um dia em que Eliud tenha me pedido algo sobre treino. Ele vai ao local de treinamento e normalmente nós damos a ele o plano para o dia naquele minuto”, comentou Sang.

"Por 18 anos, ele nunca pediu o plano para o ano, para a semana, para o mês, nada."

Ele também valoriza as sessões de fisioterapia e sempre viaja com seu fisioterapeuta Peter Nduhiu, que admira muito sua ética de trabalho.

"Além do programa de treinamento que ele faz, há duas sessões [de exercícios de core] que ele faz duas vezes por semana, uma hora cada. Dê a Eliud o exercício e ele vai fazer como for. Mesmo se for difícil. Quando os outros reclamam, ele diz, 'não... vamos fazer tudo!"

Quem são os parceiros de treino de Eliud Kipchoge?

A maioria dos seus parceiros de treino no campo de Kaptagat são parte do time que o ajudou a manter o ritmo para os 1:59:40 no desafio INEOS.

Eles têm um papel crucial no programa de treinamento do atleta de 36 anos.

"A não ser que você seja um gênio, é impossível treinar sozinho e conquistar o mesmo nível de resultados", disse Kipchoge.

“Minha maior filosofia é que um por cento da equipe toda é mais crucial que 100% de mim, isso é trabalho em equipe. Eu valorizo o trabalho em equipe mais que qualquer coisa", disse Kipchoge ao Olympics.com antes de sua defesa do título em Tóquio.

Seus amigos próximos e parceiros de treino são o tetracampeão do World Cross Country e campeão mundial da meia-maratona Geoffrey Kamworor e Augustine Choge, um campeão mundial júnior e campeão juvenil.

Também há o bicampeão mundial de maratona Abel Kirui e o campeão mundial de 2017 Geoffrey Kirui.

O campeão Olímpico da maratona, Stephen Kiprotich, de Uganda, e o recordista neerlandês da maratona Abdi Nageeye, prata em Tóquio, estão entre os maratonistas que treinam frequentemente com Kipchoge.

"Conheço o Eliud há 17 anos e corri contra ele várias vezes. Competimos na mesma equipe no World Cross country em 2003. Ele ganhou o ouro e eu fui quarto", disse Augustine Choge ao Olympic Channel antes da corrida épica em Viena.

"Foi o mesmo ano que ele venceu [Hicham] El Guerrouj e [Kenenisa] Bekele [no Mundial] em Paris. Desde então ele tem sido um grande amigo. Ele é como o meu pai ou um irmão mais velho para mim."

Seus companheiros de treinamento apreciam seu trabalho duro e como Kipchoge os motivam a buscar mais.

"Temos treinado juntos por muitos anos. Ele é um dos atletas mais disciplinados e trabalhadores. Ele também é muito simples, apesar de ser um dos atletas mais conhecidos do mundo", adicionou Choge.

Brasileiro começou bem, mas precisou abandonar

O brasileiro Daniel do Nascimento estava muito bem no início da maratona e chegou a passar na liderança aos 15km, mas passou mal e precisou abandonar a prova. Daniel Chaves também não completou. Paulo Roberto Paula, aos 42 anos, conseguiu cruzar a linha de chegada com 2:26:08.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual