Curling Olímpico em Beijing 2022: Cinco coisas que você precisa saber

Favoritos para medalhas, atletas para ficar de olho, formato da competição e mais! Saiba tudo sobre o "xadrez sobre o gelo" nos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022.

Will Imbo

O curling é um dos esportes mais particulares dos Jogos de Inverno – um que envolve pedras, vassouras, um sapato de deslizar e outro de frear. Por mais que o curling seja um dos esportes mais lentos dos Jogos, ainda é cheio de habilidade, suspense e emoção!

Beijing 2022 terá três eventos na competição de curling, com nove medalhas à disposição.

Leia nossa prévia do curling para Beijing 2022, incluindo a história Olímpica do esporte, as principais equipes para ficar de olho, informações sobre local de competição e mais.

Principais equipes de curling Olímpico em Beijing 2022

A Federação Internacional de Curling (World Curling) lista a Suécia e o Canadá no top 5 dos seus rankings mundiais, tanto no masculino quanto no feminino. Os dois países conquistaram três medalhas no total nos Jogos de Inverno PyeongChang 2018 (que incluíram ouro para o Canadá nas duplas mistas e ouro para a Suécia na competição feminina) e têm 18 das 42 medalhas que já foram disputadas no curling!

A seleção sueca masculina, liderada pelo medalhista Olímpico em duas ocasiões, Niklas Edin, recentemente venceu seu terceiro campeonato mundial consecutivo, sendo este o quinto conquistado por Edin. Dado o sucesso da Suécia em campeonatos mundiais, é surpreendente não terem ainda conseguido o ouro nos Jogos Olímpicos. Edin e sua equipe buscarão fazer melhor do que em 2018, quando levaram a prata em PyeongChang.

Atuais campeões Olímpicos, os Estados Unidos regressam à pista com os experientes membros do Team Shuster. Os jogadores do Minnesota foram heróis em 2018 vencendo o ouro contra as probabilidades. Nações como a República da Coreia, o Japão e a Suíça são todos fortes candidatos a uma medalha em quaisquer dos três eventos.

Uma das grandes estrelas confirmada em Pequim é a capitã da equipe sueca Anna Hasselborg. Em novembro de 2019, Hasselborg se tornou a primeira curler na história a deter simultaneamente o ouro no Campeonato Europeu, o ouro no Campeonato Mundial de Duplas Mistas e o ouro Olímpico. No entanto, a seleção sueca feminina terminou o último Mundial de curling, realizado em maio de 2021, no quarto lugar, depois de perder a disputa da medalha de bronze para os Estados Unidos. O evento foi conquistado pela Suíça da skip Silvana Tirinzoni (que defendeu o título de 2019, já que em 2020 não houve Mundial). Na final, as helvéticas derrotaram a Federação Russa de Curling, representada pelo time de Alina Kovaleva, por 4 a 2. Mesmo fincando fora das medalhas, as suecas - ao lado das suíças - são favoritas ao ouro em Beijing 2022.

Programação do curling Olímpico em Beijing 2022

A competição do curling será realizada entre 2 de fevereiro e 20 de fevereiro de 2022.

Local de competição do curling Olímpico em Beijing 2022

O curling será disputado no Beijing National Aquatics Center. O local (também conhecido como Cubo D’Água) foi originalmente construído para sediar as competições aquáticas nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Verão 2008.

A instalação foi renovada em 2019 para sediar a competição de curling nos Jogos Olímpicos de Inverno 2022 – quando será conhecida como ‘Cubo de Gelo’ – e terá capacidade de 4 mil espectadores.

Formato da competição do curling Olímpico em Beijing 2022

A competição do curling nos Jogos Olímpicos de Inverno terá três eventos:

  • Curling Masculino
  • Curling Feminino
  • Curling Duplas Mistas

Haverá 10 equipes participantes (com quatro jogadores por equipe nas partidas) no masculino, no feminino em Beijing 2022. Nas duplas mistas, são dois atletas por equipe – um homem e uma mulher. Na rodada preliminar, as 10 equipes disputam uma fase de grupos e as quatro melhores equipes avançam às semifinais e às partidas valendo medalha.

História Olímpica do curling

O curling surgiu no século 16 na Escócia, o que o torna um dos esportes coletivos mais antigos do mundo. Naquela época, os jogos eram disputados em lagoas e lagos, usando pedras de curling das regiões de Perth e Striling.

No século 17, pedras com alças foram introduzidas, e em 1838 o Grand Caledonian Curling Club (renomeado Royal Caledonian Curling Club em 1843) escreveu as primeiras regras oficiais do esporte.

Durante o século 20, evoluções muito importantes foram atingidas no esporte, incluindo a padronização da pedra, o desenvolvimento do lançamento deslizando e o uso de instalações de gelo indoor refrigeradas.

O curling masculino fez parte dos Jogos Olímpicos de Inverno inaugurais em 1924, mas depois foi retirado para ser reintroduzido como um esporte de demonstração em Lake Placid 1932. O curling continuou como esporte de demonstração nos Jogos entre 1936 e 1992, até finalmente voltar ao programa Olímpico em Nagano 1998 com as competições masculina e feminina. A competição de duplas mistas foi adicionada ao programa nos Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang 2018.

O Canadá é o país mais bem-sucedido da história dos Jogos Olímpicos de Inverno com 11 medalhas, incluindo seis ouros. A Suécia é o segundo com oito medalhas. Nenhum atleta venceu mais que duas medalhas competindo no curling nos Jogos, o que não é uma surpresa tendo em vista que o esporte só esteve em oito edições dos Jogos Olímpicos de Inverno.

LOVE CURLING? ROCK ON.

Get curling news, videos, Olympic Winter Games highlights and so much more.