A tradição da cerimônia de entrega da bandeira Olímpica 

A entrega da bandeira Olímpica se tornou um proeminente momento na Cerimônia de Encerramento dos Jogos Olímpicos.

Will Imbo
Foto: 2021 Getty Images

Em 8 de agosto, os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 foram oficialmente encerrados com o apagamento da chama Olímpica na Cerimônia de Encerramento, que contou com uma série de momentos icônicos – incluindo a entrega da bandeira olímpica para a Prefeita de Paris Anne Hidalgo.

Mas qual é o significado da entrega? Quando isso começou? E quais são os passos que devem ser seguidos?

Aqui está tudo que você precisa saber sobre a Cerimônia de Entrega da Bandeira Olímpica.

GettyImages-1333014584
Foto: 2021 Getty Images

O que é a cerimônia de entrega da bandeira Olímpica?

A Cerimônia de Entrega da Bandeira Olímpica é um momento simbólico durante a cerimônia de encerramento quando uma cidade – Atualmente Paris – se torna oficialmente a próxima cidade a sediar os Jogos Olímpicos.

O momento da transferência na Cerimônia de Encerramento acontece após a Bandeira Grega ser levantada do lado esquerdo da Bandeira Olímpica e tocar o hino nacional grego para representar o elo entre os Jogos da Antiguidade que se realizavam em Olímpia, Grécia, e os da era moderna.

Neste momento, a Bandeira Olímpica é baixada e carregada pelo estádio enquanto o Hino Olímpico é tocado, então os prefeitos da cidade que está sediando as olimpíadas e o da próxima cidade a sediar se juntam ao Presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach no palco (Governador de Tóquio e a Prefeita de Paris Anne Hidalgo se juntam ao Presidente Bach na cerimônia de encerramento Tóquio 2020).

O prefeito da cidade sede atual entrega uma Bandeira Olímpica Especial ao Presidente do COI, que então passa para o prefeito da próxima cidade sede dos Jogos Olímpicos; então, o prefeito receptor agita a bandeira oito vezes. Esta bandeira única – que se difere daquela que esteve hasteada durante os jogos - é tipicamente exibida na prefeitura da cidade sede pelos próximos quatro anos na preparação para os próximos Jogos Olímpicos.

A bandeira do próximo país sede é içada, ao som do seu hino nacional, do lado direito da bandeira do atual país sede.

História da entrega da bandeira Olímpica

A cerimônia de entrega da bandeira é, algumas vezes, referida como a Cerimônia de Antuérpia, pois a tradição de entrega de bandeiras começou nos Jogos Olímpicos de 1920 quando a primeira Bandeira Olímpica foi presenteada ao COI pela cidade de Antuérpia, Bélgica. No final dos Jogos, uma nova Bandeira foi feita para os Jogos Olímpicos de Paris em 1924, mas a Bandeira ainda era referida como “Bandeira de Antuérpia’’.

A Bandeira de Antuérpia foi usada até durante a cerimônia de entrega nos Jogos Olímpicos de Los Angeles em 1984; uma nova Bandeira foi presenteada, por Seul, Coréia do Sul, ao COI nos Jogos Olímpicos de Verão de 1988, que subsequentemente ficou conhecida como ‘Bandeira de Seul” e foi usada até o fim dos Jogos Olímpicos de Londres 2012.

No encerramento dos Jogos Olímpicos Rio 2016, uma nova bandeira foi presenteada ao COI em substituição a Bandeira de Seul; esta é a última versão da Bandeira Olímpica que é atualmente usada na cerimônia de entrega.

A primeira entrega de bandeira dos Jogos Olímpicos de Inverno aconteceu nos Jogos Olímpicos de Inverno de 1952 em Oslo, Noruega. A Bandeira de Oslo, como ficou conhecida, foi usada pela última vez na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno Sóchi 2014. A cidade de PyeongChang presenteou uma nova bandeira, substituindo a Bandeira de Oslo - a atual Bandeira foi usada na Cerimônia de Encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno 2018.