A seguir

Jogando em ... 5 segundos Pausa

A história feita para o cinema de Erin Jackson e Brittany Bowe: desportivismo Olímpico no seu melhor

A história da medalha de ouro de Erin Jackson em Beijing 2022, co-escrita por sua amiga de longa data e companheira de equipe Brittany Bowe, é tão inspiradora quanto possível. Se não fosse pelo gesto altruísta de Bowe após os testes nos EUA, a patinadora número 1 do mundo acima de 500m poderia nem ter chegado à largada da corrida Olímpica feminina de 500m. Mas Jackson estava lá e acabou se tornando a primeira mulher negra campeã Olímpica de patinação de velocidade. Ela só havia terminado em terceiro lugar nos testes dos EUA depois de um deslize atípico. Bowe acabou vencendo a corrida como resultado, mas decidiu ceder sua vaga para sua amiga de quase duas décadas, pois já estava qualificada nos 1000m e 1500m. As duas estrelas contam-nos como viveram esta história notável.

A história feita para o cinema de Erin Jackson e Brittany Bowe: desportivismo Olímpico no seu melhor

A história da medalha de ouro de Erin Jackson em Beijing 2022, co-escrita por sua amiga de longa data e companheira de equipe Brittany Bowe, é tão inspiradora quanto possível. Se não fosse pelo gesto altruísta de Bowe após os testes nos EUA, a patinadora número 1 do mundo acima de 500m poderia nem ter chegado à largada da corrida Olímpica feminina de 500m. Mas Jackson estava lá e acabou se tornando a primeira mulher negra campeã Olímpica de patinação de velocidade. Ela só havia terminado em terceiro lugar nos testes dos EUA depois de um deslize atípico. Bowe acabou vencendo a corrida como resultado, mas decidiu ceder sua vaga para sua amiga de quase duas décadas, pois já estava qualificada nos 1000m e 1500m. As duas estrelas contam-nos como viveram esta história notável.