Loading...
Melbourne 1956

Melbourne 1956A Tocha

Melbourne_1956_torch_hero02
(GETTY IMAGES)

Melbourne

Criação da rota e detalhes

Após o seu acendimento em Olímpia e um revezamento em solo grego até Atenas, a tocha viajou de avião até a Austrália, com escalas pelo caminho em Istambul, Basra, Karachi, Calcutá, Banguecoque, Singapura, Jacarta e Darwin.

De Darwin, onde foi realizada uma cerimônia de recepção, a tocha foi então enviada de avião para Cairns, em Queensland, no nordeste da Austrália. Depois de uma aterrissagem arriscada devido às baixas nuvens que dificultavam a visibilidade, o revezamento em terra, na Austrália, começou no dia 9 de novembro. O primeiro portador da tocha foi um australiano de origem grega, enquanto o segundo portador da tocha, Anthony Mark, era um australiano aborígine. O revezamento cobriu a costa leste, passando pelas cidades de Brisbane, Sydney, Canberra e, finalmente, Melbourne.

21 de novembro: antes de chegar em Melbourne, a tocha passou por Ballarat, a cidade que recebeu os eventos de remo e canoagem. Usando a Tocha, o prefeito acendeu uma pira, réplica da do Estádio Principal. A Tocha ardeu até o encerramento dos Jogos.

No dia seguinte, a tocha chegou em Melbourne, e o seu último portador - após ter feito uma volta no estádio principal - subiu os 85 degraus que levaram à pira, tendo-a acendido às 16h20 locais durante a Cerimônia de Abertura.

Mapa da Rota

Melbourne-1956-map

Fatos e números

Data de início: 2 de novembro de 1956, Olímpia (Grécia)

Data final: 22 de novembro de 1956, Estádio Principal, Melbourne (Austrália)

Primeiro portador da Tocha: Dionyssios Papathanassopoulos

Último portador da Tocha: Ronald William "Ron" Clarke, atleta Olímpico no atletismo (1964, 1968), medalhista de bronze em Tóquio 1964.

Número de portadores das Tochas: 3.181: 350 na Grécia, 2.831 na Austrália.

Recrutamento de portadores das Tochas: Para se qualificar, os participantes tinham que ser capazes de correr 1 milha (1,61 km) em 7,5 minutos. Para o Comitê Organizador, um atleta de cada esporte tinha que participar. O revezamento não estava aberto a mulheres ou esportistas profissionais.

Distância: ~20.470 km no total (incluindo viagens aéreas): 4.912 km por terra, incluindo 354 km na Grécia

Países visitados: Grécia, Turquia, Iraque, Paquistão, Índia, Tailândia, Singapura, Indonésia e Austrália.

Detalhes da Tocha

Descrição: a tocha teve como modelo a de Londres em 1948. O cabo termina em um anel, e a parte superior, em forma de caldeira, apresenta os anéis Olímpicos três vezes. Ela ostenta a inscrição: "XVI Olimpíadas de 1956": Olympia Melbourne".

Cor: Prata

Altura: 47cm com o queimador, 40,5cm sem o queimador

Composição: metal, alumínio

Combustível: tablete de hexamina com naftaleno adicional e material de ignição especial. A duração da combustão é de 15 minutos.

Designer/ Fabricante: Ralph Lavers / Waco Ltd.n

Melbourne_1956_torch_big
(IOC)

Você sabia?

Os organizadores tiveram que enfrentar inúmeros desafios climáticos inesperados e readaptar a rota, principalmente devido às enchentes no norte da Austrália. No entanto, a chama chegou inteira e pontual, graças em particular ao fato de que o revezamento foi feito dia e noite com poucas paradas.

A chama atravessou o hemisfério sul pela primeira vez no dia 6 de novembro de 1956, durante o vôo entre Singapura e Jacarta.

Depois de ser exposta para vários eventos beneficentes após os Jogos, pensava-se que a pira estaria perdida até 30 anos mais tarde, quando foi descoberta em um armazém da prefeitura a oeste de Melbourne, e depois entregue à Galeria Australiana do Esporte.

Outra tocha foi feita especialmente para a Cerimônia de Abertura dos Jogos de Melbourne e levada pelo seu último portador ao entrar no Estádio. Ela é feita de alumínio com uma ranhura no cabo, um pequena caldeira como base da chama, em um trabalho com o símbolo Olímpico e a inscrição: "XVI Olimpíada de Melbourne 1956". Para que a chama fosse mais brilhante no Estádio, foi utilizada uma tocha de magnésio. A sua altura é de 42 centímetros.

Melbourne_Stockholm_1956_banner

Estocolmo

Desenho e detalhes da rota

Com exceção da Cerimônia de Abertura, na Dinamarca e na Suécia, o revezamento foi inteiramente a cavalo como um lembrete de que apenas os eventos de hipismo estavam sendo realizados em Estocolmo.

A chama foi acesa em Olímpia e depois transferida para Atenas. Em seguida, ela voou para o aeroporto de Kastrup, perto de Copenhague, onde um revezamento foi levada para a capital dinamarquesa. Em seguida, seguiu para a vizinha Malmö, já na Suécia. Lá foi levada para a cidade. Continuou sua rota rumo a Sörentorp e, finalmente, para Estocolmo.

Na Cerimônia de Abertura, o capitão da cavalaria sueca, Hans Wilkne entrou no Estádio a galope, saudou o Rei, os membros do COI e os participantes dos Jogos, e acendeu a pira, que queimou durante os Jogos. A tocha foi então passada para Karin Lindberg, uma medalhista de ouro na ginástica em Helsinque, em 1952, que então compartilhou a chama da tocha para o corredor sueco e medalhista de ouro nos 1.500 metros nos Jogos de Londres de 1948, Henry Eriksson. Ambos correram, com a tocha na mão, ao redor do Estádio formando a forma de uma ferradura de cavalo, uma de cada lado, para chegar às duas torres e acender o cume de cada uma com as chamas das suas tochas.

Mapa da rota

Stockholm-1956-map

Fatos e números

Data de início: 2 de junho de 1956, Olímpia (Grécia)

Data final: 10 de junho de 1956, Estádio Olímpico, Estocolmo (Suécia)

Primeiro portador da Tocha: Takis Constantinidis

Último portador da Tocha: Hans Wikne, participante olímpico nos esportes eqüestres (1964)

Número de portadores das Tochas: 330 na Grécia e ~160 na Dinamarca e Suécia

Recrutamento de portadores das Tochas: Na Suécia, os cavaleiros foram escolhidos através de clubes hípicos.

Distância: 325km na Grécia (transporte aéreo e revezamento Dinamarca-Suécia excluído)

Países visitados: Grécia, Dinamarca e Suécia

Você sabia?

Como os eventos equestres não puderam ser realizados em Melbourne por causa dos regulamentos de quarentena australianos, um revezamento adicional foi realizado entre Olímpia e Estocolmo, onde esses eventos foram realizados em junho de 1956. Esta foi a única vez que para a mesma edição dos Jogos de Verão, duas tochas Olímpicas foram acesas no mesmo ano. Uma tocha semelhante à de Melbourne, porém mais curta, foi usada para o revezamento de Estocolmo.

Melbourne
1956

Descubra os Jogos

O Logo

Uma identidade visual é criada para cada edição dos Jogos Olímpicos.

Logo

Logo

As Medalhas

Originalmente um ramo de oliveira, os designs de medalhas evoluíram durante os anos.

Medalhas

Medalhas

A Tocha

Uma particularidade icônica de qualquer Jogos Olímpicos é que o anfitrião oferece sua versão única.

Tocha

Tocha