Tudo que você precisa saber sobre a temporada 2021/2022 da patinação de velocidade

Com a primeira perna da Copa do Mundo programada para 22 de novembro, os neerlandeses Sven Kramer e Ireen Wüst, junto ao sueco Nils van der Poel, são alguns dos favoritos para a próxima temporada, que inclui quatro etapas da Copa  do Mundo responsáveis pela classificação para os Jogos de Inverno Beijing 2022.

Nicolas Kohlhuber
Foto: Getty Images

Depois de uma temporada 2020/2021 prejudicada pela pandemia de COVID-19, uma intensa temporada de competições de inverno receberá os maiores patinadores de velocidade do mundo. Quatro etapas da Copa do Mundo estão programadas para antes de Beijing 2022, e todas elas serão usadas para determinar quem se classifica para os próximos Jogos Olímpicos de Inverno.

O Campeonato Europeu também acontecerá antes dos Jogos, enquanto o Mundial e as finais da Copa do Mundo estão programadas para depois de Beijing 2022.

Entre as estrelas se preparando para competir nesses eventos, os patinadores neerlandeses Sven Kramer and Ireen Wüst são dois dos favoritos. Atletas asiáticos não puderam participar da última temporada da Copa do Mundo, então espere um retorno nesta disputa acirrada por vagas nos Jogos do ano que vem.

Saiba tudo sobre a temporada de 2021/2022 da patinação de velocidade.

MAIS: Quais são as diferenças entre patinação de velocidade em pista longa e pista curta?

As patinadoras dos Países Baixos vão levar tudo?

Na competição feminina, as patinadoras neerlandesas têm dominado há muito tempo e tentarão continuar essa tendência na temporada Olímpica. Como exemplo de sua força, durante o último Mundial, elas ganharam nove das 21 medalhas a disposição.

O mais impressionante é que a pentacampeã Olímpica Ireen Wüst não conquistou medalhas em eventos individuais. Porém, com 11 medalhas Olímpicas no currículo, a atleta de 35 anos pode ir novamente ao pódio nos seus últimos Jogos Olímpicos.

Antoinette de Jong (3000m), Irene Schouten (5000m) e Marijke Groenewoud (saída em massa) são as atuais campeãs mundiais em seus respectivos eventos e tentarão repetir o feito em Pequim.

Houve apenas dois eventos no Mundial em que o ouro não foi para uma atleta neerlandesa: os 500m e os 1000m. Angelina Golikova da Federação Russa de Patinação ganhou o ouro nos 500m e a americana Brittany Bowe venceu os 1000m. Lembro da equipe que ganhou o bronze na perseguição mista por equipes em PyeongChang 2018, Bowe é a patinadora de maior sucesso nos 1000m atualmente.

Medalhista de prata nos 3000m, Martina Sablikova da República Tcheca, provando que ainda está no melhor de sua forma. Aos 34 anos, ela é a atleta com mais vitórias na Copa do Mundo (60) no circuito atualmente.

Uma das canadenses, Ivanie Blondin

Of the Canadian athletes, Ivanie Blondin is a mass-start specialist, who has already won five World Championships medals.

And after a season where she didn’t win any international medals, Japan’s Kodaira Nao will be looking to make a strong return in the 500m, while Republic of Korea’s Kim Bo-reum will be hoping to do the same in the mass-start.

Athletes from the Russian Skating Union also have the chance to shine this season, with reigning world champion Angelina Golikova (500m) and 2020 world champion Natalia Voronina (5000m) among the favourites, as well as 2021 bronze world medalists Olga Fatkulina (500m), Elizaveta Golubeva (1000m) and Evgenia Lalenkova (1500m).

Os neerlandeses podem ir tão bem quanto as mulheres?

Três atletas dos Países Baixos - Dai Dai N'Tab (500m), Kai Verbij (1000m), Thomas Krol (1500m) e Patrick Roest (5000m) - terminaram a última temporada no topo do ranking da Copa do Mundo, provando o quão forte é a equipe. Porém, tudo isso foi conquistado sem a presença do líder do time.

Sven Kramer é uma verdadeira lenda da patinação de velocidade. O eneacampeão é um dos patinadores de maior sucesso da história da Copa do Mundo. Nesta temporada, ele tentará aumentar suas incríveis 50 vitórias individuais.

Porém, o sueco Nils van der Poel vai tentar colocar água no chope de Kramer. O especialista em longa distância entra na nova temporada como campeão mundial nos 5000m e 10.000m, estabelecendo o recorde mundial na prova mais longa.

Nas distâncias mais curtas, Pavel Kulizhnikov pode ser o homem a ser batido. O atleta do ROC é o detentor do recorde mundial nos 500m e 1000m e já ganhou mais de 30 títulos de Copa do Mundo.

Bart Swings, da Bélgica, medalhista de prata de PyeongChang 2018, é o patinador para acompanhar na saída em massa. Na última temporada, ele venceu o título geral da Copa do Mundo e está em busca do quarto título.

Depois de uma temporada sem corridas internacionais, Shinhama Tatsuya do Japão, Chung Jae-Won da República da Coreia e Ning Zhongyan da República Popular da China espera um retorno de sucesso. No revezamento, a Noruega é uma competidora forte graças a Sverre Lunde Pedersen, um especialista nos 1500m.

Jovens esperam brilhar

No que diz respeito à próxima geração neerlandesa, Femke Kok pode ser o talento mais promissor. Aos 21 anos, ela já ganhou duas medalhas internacionais e ganhou o título geral da Copa do Mundo da última temporada nos 500. Ela tem 10 medalhas em Mundiais juvenis e espera chegar ao seu melhor momento nos Jogos Olímpicos.

No entanto, se os atletas neerlandeses dominam a patinação de velocidade, esse pode não ser o caso no futuro, já que há patinadores talentosos aparecendo em outros países.

O japonês Kouki Kubo ganhou o Mundial juvenil em 2018 e 2019 e conquistou o ouro nos 1000m no Campeonato dos Quatro Continentes de Patinação de Velocidade de 2020. Será que dessa vez ele vai brilhar na Copa do Mundo?

Nos Jogos Olímpicos da Juventude de Inverno Lausanne 2020, Diego Amaya se tornou o primeiro atleta da Colômbia a ganhar uma medalha nos Jogos depois de ficar em segundo na saída em massa.

Vice-campeão mundial no revezamento perseguição, Conor Howe também tentará chegar ao seu primeiro pódio nesta temporada.

Calendário de 2021/2022 da patinação de velocidade

  • 12-14 novembro 2021 - Tomaszów Mazowiecki (Polônia) : Copa do Mundo (Beijing 2022 Classificação #1)
  • 19-21 novembro 2021 - Stavanger (Noruega): Copa do Mundo (Beijing 2022 Classificação #2)
  • 3-5 dezembro 2021 - Salt Lake City (EUA): Copa do Mundo (Beijing 2022 Classificação #3)
  • 10-12 dezembro 2021 - Calgary (Canadá): Copa do Mundo (Beijing 2022 Classificação #4)
  • 7-9 janeiro 2022 - Heerenveen (Países Baixos): Campeonato Europeu
  • 3-6 março 2022 - Hamar (Noruega): Campeonato Mundial
  • 12-13 março 2022 - Heerenveen (Países Baixos): Final da Copa do Mundo

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual