Alerta de medalha: Anna Gasser é bicampeã Olímpica no snowboard big air feminino em Beijing 2022

Austríaca completa um 1260 na última volta e assegura segundo título seguido. Neozelandesa Zoi Sadowski-Synnott fica em segundo e bronze é da adolescente japonesa Murase Kokomo.

Foto: 2022 Getty Images

A austríaca Anna Gasser conquistou o bicampeonato Olímpico do snowboard big air feminino nesta terça-feira, 15 de fevereiro, em Beijing 2022, no Big Air Shougang. Com um salto 1260 na última volta, que rendeu uma nota 95.50, a atleta de 30 anos somou 185.50 com suas duas melhores voltas.

Além de ter sido campeã em PyeongChang 2018 no mesmo evento, a austríaca também foi campeã mundial no big air em 2017.

"Foi tão inesperado ganhar o ouro hoje para mim. Todas as jovens garotas me inspiraram tanto nos últimos quatro anos - a progressão foi tão alta. Estava só feliz de fazer parte do grande show. Sair com a vitória é inacreditável e estou tão feliz de poder mostrar meus tricks no grande palco", comentou Gasser.

"Acho que esse é o maior feito, inspirar a nova geração a entrar no snowboard. Acho que é especial que somos tão próximas. Vi que as meninas estavam tão felizes por mim. Sem elas eu não estaria onde estou hoje, porque elas me inspiram todos os dias nos treinos. Não acredito que isso aconteceu e estou tão feliz com o caminho que o esporte tomou nos últimos anos", acrescentou a bicampeã.

Gasser conseguiu superar na última volta a neozelandesa Zoi Sadowski-Synnott, 20, que havia sido campeã do slopestyle, conquistando o primeiro ouro da Nova Zelândia nos Jogos Olímpicos de Inverno.

Esta é a terceira medalha Olímpica de Sadowski-Synnott, já que ela foi bronze no big air em PyeongChang 2018, com pontuação somada de 177.00.

"Estou muito animada de ver a Anna no topo do pódio - o cab dub 12 é um trick insano e ela tem forçando a progressão [do esporte] nos últimos anos. Significa tudo compartilhar o pódio com a Anna", disse Sadowski-Synnott.

A neozelandesa demonstrou como o snowboard é uma comunidade de atletas que colocam o respeito e a amizade acima da competição. "Compartilhei o pódio com ela [Gasser] em PyeongChang 2016 aos 16 anos e surtei, e ainda me sinto assim hoje porque sei como ela trabalha para estar onde está. O snowboard feminino não seria o que é hoje sem ela", completou.

A novidade no pódio do big air foi a jovem Murase Kokomo, do Japão, sobe ao pódio pela primeira vez aos 17 anos, com soma de 171.50 dos dois primeiros saltos.

"Ser uma medalhista Olímpica tem sido meu sonho desde nova, então estou bem feliz de ganhar o bronze aqui", disse Murase. "Eu treino desde muito pequena e gosto muito do snowboard, isso que permitiu que eu fosse ao pódio hoje".

FÃ DE SNOWBOARD? TUDO ISSO PARA VOCÊ.

Receba notícias de snowboard, vídeos, destaques dos Jogos Olímpicos de Inverno e muito mais.