Rumo a Paris 2024: confira o sistema de classificação Olímpico da escalada boulder e lead

Com um novo formato de competição de escalada esportiva em vigor para Paris 2024, as expectativas são ainda maiores para um esporte que fez sua estreia Olímpica em Tóquio 2020. Mas antes que alguém chegue à próxima edição dos Jogos, os atletas precisarão escalar seu caminho para a classificação Olímpica.

Marta Martín

Alberto Gines, da Espanha, e Janja Garnbret, da Eslovênia, foram coroados os primeiros campeões Olímpicos de escalada esportiva quando o esporte estreou em Tóquio 2020.

No entanto, eles não são necessariamente os favoritos para Paris 2024 depois que o formato da competição foi reformulado para a próxima edição dos Jogos.

Embora houvesse um conjunto de medalhas por gênero em Tóquio 2020, haverá duas em Paris, onde, em vez de competir em um único evento que combina boulder, lead e velocidade, os atletas lutarão pela glória em dois eventos: velocidade; e boulder e lead combinados - com uma medalha de ouro em oferta em cada evento.

Mas antes de chegar ao palco Olímpico, os atletas precisarão se classificar para Paris 2024 por meio de novos sistemas de classificação.

Continue lendo para saber as respostas para as principais dúvidas sobre o processo de classificação de boulder e lead para Paris 2024.

Quantos atletas competirão em boulder e lead em Paris 2024?

Um total de 20 atletas por gênero competirão no evento combinado de boulder e lead em Paris 2024, com um máximo de quatro cotas (dois homens e duas mulheres) disponíveis para cada CON (Comitê Olímpico Nacional). As cotas são atribuídas ao nome de cada atleta classificado, em oposição ao seu NOC, como é o caso de alguns outros esportes.

Uma cota por gênero será dada ao país anfitrião França, com outra cota por gênero disponível através de vagas de universalidade. Nos próximos dois anos haverá 36 vagas disponíveis para especialistas em boulder e lead.

Para se classificar, os escaladores devem ter nascido em ou antes de 1º de janeiro de 2008.

LEIA MAIS: Paris 2024: Começa a busca pela classificação Olímpica

Qual é o caminho de classificação para Paris 2024?

Além das cotas garantidas para o NOC anfitrião (uma para homens e outra para mulheres) e as vagas de universalidade (uma para homens e outra para mulheres), existem três maneiras de se classificar na disciplina combinada de boulder e lead: o Campeonato Mundial 2023, as eliminatórias continentais em 2023 e os Pré-Olímpicos em 2024.

Campeonato Mundial de Escalada Esportiva ISF (B&L) - Berna (SUI), agosto de 2023 - seis vagas

Os três escaladores mais bem colocados por gênero no Campeonato Mundial de 2023 obterão uma cota cada um, respeitando as cotas máximas por gênero por CON.

Classificatórias continentais ISF (B&L) - set-dez 2023 - 10 vagas

O atleta mais bem colocado por gênero em cada classificatório continental garantirá uma vaga na cota, respeitando as cotas máximas por gênero por CON. Caso o vencedor de qualquer uma dos classificatórios continentais já tenha obtido uma vaga de cota no campeonato mundial em 2023, a vaga de cota será atribuída ao próximo escalador elegível mais bem colocado ainda não classificado no mesmo classificatório continental.

Os classificatórios continentais são:

  • Classificatório Africano - Data e local a definir
  • Classificatório Asiático - Data e local a definir
  • Classificatório Europeu - Data e local a definir
  • Classificatório da Oceania - Data e local a definir
  • Classificatório Pan-Americano - Jogos Pan-Americanos, Santiago (CHI), outubro de 2023

Pré-Olímpicos - março-junho de 2024 - 20 vagas

Os Pré-Olímpicos serão compostos por uma série de eventos por convite.

Os convites para os eventos serão divulgados com base nos resultados/rankings dos eventos internacionais de 2023, com uma cota máxima por gênero por federação nacional.

O procedimento exato para alocar essas cotas ainda não foi determinado. As vagas serão alocadas respeitando a cota máxima por gênero por CON.

Qual é o formato e o cronograma da competição de escalada esportiva de Paris 2024?

A competição de escalada esportiva em Paris 2024 acontecerá de 5 a 10 de agosto de 2024 em Le Bourget.

A competição combinada de boulder e lead será semelhante à competição combinada que vimos em Tóquio 2020. Os alpinistas competirão por pontos nos dois eventos individuais. O atleta que liderar a classificação geral após competir nas duas provas será coroado campeão Olímpico.

Tantos homens quanto mulheres começarão competindo em boulder. Vão participar nas semifinais a 5 e 6 de agosto, seguindo-se as semifinais de lead nos dois dias seguintes. Os escaladores mais bem classificados disputarão as medalhas nas finais combinadas em 9 de agosto para homens e 10 de agosto para mulheres.

LEIA MAIS: Divulgado calendário esportivo dos Jogos Olímpicos de Paris 2024

LEIA MAIS: Ingressos para Paris 2024: o que há de novo

Especialistas em boulder e lead favoritos em Paris 2024

Apesar de ter conquistado a medalha de ouro em Tóquio 2020 graças a um excelente desempenho na prova de velocidade, o espanhol Alberto Gines é especialista em boulder, enquanto a especialidade de Janja Garnbret é o lead. Isso significa que os atuais campeões continuam sendo dois dos principais atletas a serem observados durante o caminho de classificação para Paris 2024.

No entanto, conquistar a medalha de ouro nunca é fácil e desta vez é provável que enfrentem atletas mais preparados do que nunca.

Os alpinistas do Japão estarão entre os favoritos nas competições masculinas de boulder, já que três deles ocupam as primeiras posições do ranking mundial: Fujii Kokoro, Tomoa Narasaki (4º em Tóquio 2020) e Ogata Yoshiyuki.

Na categoria feminina, as atletas dos EUA lideram a classificação desta temporada, com Natalia Grossman e Brooke Raboutou (5ª em Tóquio 2020) as estrelas do boulder em 2022. A sérvia Stasa Gejo e a italiana Camilla Moroni estão entre as outras escaladoras para ficar de olho.

No lead, os nomes que estão bombando nesta temporada incluem Colin Duffy e Jesse Gruper (EUA), Taisei Homa (Japão), Yannik Flohé (Alemanha) e Luka Potocar (Eslovênia). No campo feminino, a superestrela Garnbret enfrenta forte oposição de Chaehyun Seo (República da Coréia), Laura Rogora (Itália) e, mais uma vez, Grossman e Raboutou.

Os escaladores franceses também estarão ansiosos para impressionar em seus Jogos Olímpicos, incluindo uma nova geração de alpinistas liderada por Mejdi Schalk, Oriane Bertone e Manon Hily.

Cronograma de classificação de boulder/lead para Paris 2024

  • Agosto de 2023: Campeonato Mundial IFSC, Berna (Suíça)
  • Dentro de 5 dias do evento: o IFSC confirma por escrito aos CONs as vagas de cota obtidas
  • Dentro de duas semanas da etapa anterior: os CONs devem confirmar ao IFSC o uso dos lugares de cota alocados
  • Setembro-dezembro de 2023: classificatórios continentais da IFSC
  • Dentro de cinco dias do evento: o IFSC confirma por escrito aos CONs as vagas de cota obtidas
  • Dentro de duas semanas da etapa anterior: os CONs devem confirmar ao IFSC o uso dos lugares de cota alocados
  • Março-junho de 2024: Pré-Olímpicos
  • Dentro de 5 dias do evento/série: o IFSC confirma por escrito aos CONs as vagas de cota obtidas
  • Dentro de duas semanas da conclusão do evento/série: os CONs devem confirmar ao IFSC o uso das vagas alocadas
  • Após a etapa anterior: realocação de quaisquer lugares não utilizados no país anfitrião (se necessário). O IFSC confirma por escrito ao CON as cotas obtidas
  • Dentro de duas semanas da etapa anterior: o CON confirma ao IFSC o uso de vagas de cota alocadas
  • Após a conclusão do último evento/série e da confirmação das vagas dos CONs: realocação das vagas do país anfitrião (se necessário). O IFSC confirma por escrito ao CON as cotas obtidas
  • Dentro de duas semanas da etapa anterior: os CONs devem confirmar ao IFSC o uso dos lugares de cota alocados
  • No final do período de classificação: A Comissão Tripartite deve confirmar por escrito a atribuição de vagas de Universalidade aos CONs (quando aplicável)
  • No final do período de classificação: Realocação do lugar de universalidade (se necessário). O IFSC confirma por escrito ao CON as cotas obtidas
  • Dentro de duas semanas da etapa anterior: Os CONs devem confirmar ao IFSC o uso dos lugares de cota alocados
  • Seguindo as etapas anteriores: O IFSC deve realocar todos os lugares de cota não utilizados
  • 8 de julho de 2024: Prazo para inscrições de esportes em Paris 2024
  • Reunião técnica: O IFSC deve realocar qualquer cota não utilizada coloca prazo pós-inscrições esportivas
  • 26 de julho a 11 de agosto de 2024: Jogos Olímpicos de Paris 2024

Saiba mais sobre o sistema de classificação para outros esportes que estarão em Paris 2024.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual