Rumo a Paris 2024: confira o sistema de classificação da canoagem slalom

A modalidade em Paris 2024 terá dois eventos a mais em relação a Tóquio 2020, com a inclusão da canoagem extremo. Descubra abaixo tudo o que você precisa saber sobre o número de atletas, estrelas para ficar de olho e o caminho rumo à classificação.

Virgílio Franceschi Neto
Foto: 2021 Getty Images

Paris 2024 será 9ª edição em que a canoagem slalom é parte do programa dos Jogos, tendo feito sua estreia de maneira permanente em Barcelona 1992.

É disputado nas variantes canoa (C1) e caiaque (K1), que se diferem em relação ao número de pás que tem o remo e também à posição do atleta. Enquanto a canoa tem apenas uma pá, o caiaque tem duas. Na canoa, o competidor é preso ao barco com as pernas dobradas na altura dos joelhos, embaixo do corpo, enquanto que no caiaque ele se encaixa em um assento.

A novidade em relação Jogos Tóquio 2020 é a inclusão da canoagem extremo, que vai aumentar em dois o número de eventos, mas não vai alterar o número de atletas participantes.

A canoagem slalom dos próximos Jogos será disputada nas águas do estádio náutico de Vaires-Sur-Marne, nos arredores de Paris. O sistema de classificação é semelhante ao de Tóquio 2020 e a França, como país sede, terá direito a uma vaga por gênero, no caiaque.

Saiba mais sobre o sistema de classificação da canoagem slalom para Paris 2024.

Benjamin Boukpeti, do Togo, compete na final do caiaque (K1) na canoagem slalom dos Jogos Olímpicos Beijing 2008.
Foto: 2008 Getty Images

Número de atletas

Semelhante aos Jogos Tóquio 2020, serão ao todo 82 atletas na canoagem slalom em Paris 2024, 41 mulheres e 41 homens, distribuídos em seis eventos (três de cada gênero), a saber:

Feminino

  • Caiaque (WK1): 21 atletas
  • Canoa (WC1): 17 atletas
  • Canoagem extremo (WX1): 3 atletas

Masculino

  • Caiaque (MK1): 21 atletas
  • Canoa (MC1): 17 atletas
  • Canoagem extremo (MX1): 3 atletas

Um Comitê Olímpico Nacional (CON) poderá ter, como máximo, seis atletas classificados para a canoagem slalom em Paris, três mulheres e três homens, um para cada evento.

A brasileira Ana Sátila durante a semifinal dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020.
Foto: 2021 Getty Images

Sistema de classificação

Para as variantes caiaque e canoa, as vagas para Paris 2024 serão distribuídas através da competição mundial de classificação, das competições continentais e da vaga destinada ao país sede.

Caiaque

  • Competição mundial de classificação: 15 vagas
  • Campeonatos continentais: 5 vagas
  • País sede: 1 vaga

Canoa

  • Competição mundial de classificação: 12 vagas
  • Campeonatos continentais: 5 vagas

Canoagem extremo

  • Competição mundial de classificação: 3 vagas

Na canoagem slalom, de acordo com os resultados, as vagas serão distribuídas primeiro para os eventos de canoa, ou seja, um atleta já classificado para este evento não poderá ser levado em consideração para uma vaga no evento do caiaque, que será disponibilizada ao Comitê Olímpico Nacional do melhor atleta ranqueado na sequência.

Em caso de empate entre atletas nas competições de classificação para Paris 2024, serão considerados resultados anteriores, levando em consideração o regulamento da ICF (sigla em inglês para International Canoe Federation - Federação Internacional de Canoagem). O Comitê Olímpico Nacional do melhor atleta colocado terá direito à vaga.

Ouro em Tóquio 2020, o tcheco Jiri Prskavec durante a competição do caiaque na semifinal da canoagem slalom.
Foto: 2021 Getty Images

Formato e programação

A competição mundial de classificação para os eventos da canoagem slalom dos próximos Jogos será o Campeonato Mundial ICF de Canoagem Slalom 2023.

Os melhores atletas colocados em cada prova deste torneio conquistam as vagas para seus respectivos Comitês Olímpicos Nacionais, que em um segundo momento confirmarão o uso destas vagas e os atletas que vão ocupá-las.

As competições continentais também vão disponibilizar uma vaga para Um Comitê Olímpico Nacional, em cada gênero. Elas são:

  • Campeonato africano
  • Campeonato asiático
  • Campeonato europeu
  • Campeonato da Oceania
  • Campeonato pan-americano

Em caso de os eventos mencionados acima (mundial e continentais) não puderem ser realizados, ou seus resultados forem cancelados, será levado em consideração o ranking da ICF de 31 de dezembro de 2023.

Em relação à canoagem extremo, que estreia em Paris, a ICF organizará em 2024 um campeonato mundial classificatório para os Jogos. Apenas atletas não classificados nos outros eventos da canoagem slalom (canoa e caiaque) estão habilitados em participar do pré-Olímpico de canoagem extremo. Os Comitês Olímpicos Nacionais podem inscrever até três nomes neste classificatório, sendo que os três melhores comitês colocados na competição asseguram uma vaga nos Jogos.

Princípio da Universalidade

Duas vagas pelo princípio da Universalidade serão disponibilizadas para os Comitês Olímpicos Nacionais em Paris 2024. Elas serão concedidas para atletas da canoagem de velocidade e/ou da canoagem slalom.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) convidará todos os Comitês Olímpicos Nacionais a enviarem seus pedidos para usar as vagas do princípio da Universalidade.

Uma Comissão Tripartite vai informar, por escrito, a realocação destas vagas para os respectivos Comitês Olímpicos Nacionais, ao final do período de classificação da modalidade em questão.

Canoístas para ficarmos de olho

Na canoagem slalom, o domínio é dos atletas europeus, que obtiveram mais de 90% das medalhas disputadas até então. No entanto, nas últimas edições de Jogos, atletas de outros continentes também têm sido protagonistas, como a australiana Jessica Fox, atual líder do ranking mundial, que conquistou medalhas nas últimas três edições de Jogos. No caiaque, em Londres 2012 foi prata, na Rio 2016 e Tóquio 2020 foi bronze. O ouro veio na prova da canoa, em Tóquio 2020.

Paris 2024 pode ser a quinta participação Olímpica da espanhola Maialen Chourraut, que no caiaque foi bronze em Londres 2012, ouro na Rio 2016 e prata em Tóquio 2020, aos 38 anos de idade.

Entre os homens, os vizinhos da República Tcheca e Eslováquia vão ao pódio desde que a canoagem slalom passou a ser permanente no programa Olímpico. Ora um, ora outro, ou às vezes os dois juntos, mas em Barcelona o ouro veio enquanto ainda formavam a extinta Tchecoslováquia.

O tcheco Jiri Prskavec atualmente lidera o ranking no caiaque e tem no currículo duas medalhas Olímpicas: bronze na Rio 2016 e ouro nos últimos Jogos, no Japão. Benjamin Savsek, da Eslovênia, foi ao topo do pódio na canoa em Tóquio 2020 e está atualmente em sétimo lugar no ranking da ICF em canoa, liderado pelo eslovaco Alexander Slafkovsky, detentor de inúmeros títulos mundiais, ainda em busca da primeira medalha Olimpica.

Lenda da modalidade, o tricampeão em Jogos (Sydney 2000, Atenas 2004 e Londres 2012, todas elas na canoa), o francês Tony Estanguet, é o Presidente do Comitê Organizador Paris 2024.

Tony Estanguet, da França, em ação rumo ao tricampeonato Olímpico, na canoa da canoagem slalom durante os Jogos Londres 2012.
Foto: 2012 Getty Images

A linha do tempo da classificação da canoagem slalom para Paris 2024

  • 19 a 23 de setembro de 2023: Campeonato Mundial de Canoagem Slalom ICF.
  • 2024 (Data a confirmar): torneio global de classificação da Canoagem Slalom Extremo ICF.
  • Data a confirmar: torneios classificatórios continentais (africano, asiático, europeu, pan-americano e da Oceania).
  • Dentro de 10 dias úteis após o evento: A Federação Internacional de Canoagem (ICF) informa os Comitês Olímpicos Nacionais/Federações Nacionais sobre as vagas que têm direito, não mais do que duas semanas após cada evento continental de classificação.
  • Dentro de 10 dias úteis após a notificação da ICF sobre as vagas: os Comitês Olímpicos Nacionais confirmam para a ICF sobre o uso das vagas disponibilizadas.
  • Dentro de 10 dias úteis após o cumprimento da fase anterior: a Federação Internacional de Canoagem distribui as vagas que não foram preenchidas.
  • Data a confirmar: a Comissão Tripartite confirma, por escrito, a disponibilidade das vagas pelo princípio da Universalidade para os Comitês Olímpicos Nacionais (onde aplicáveis).
  • 15 de junho de 2024: a ICF volta a distribuir as vagas que ainda não tenham sido preenchidas.
  • 8 de julho de 2024: prazo final para as inscrições para Paris 2024.
  • 26 de julho a 11 de agosto: Jogos Olímpicos Paris 2024.
  • 27 de julho a 5 de agosto: competição Olímpica da canoagem slalom.

Clique aqui para ver todos os sistemas de classificação de Paris 2024.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual