Resumo da patinação de velocidade em pista curta em Beijing 2022 - principais histórias, momentos e recordes

De Arianna Fontana fazendo história até a estreia emocionante do revezamento misto, o Olympics.com analisa mais de perto os momentos mais memoráveis da modalidade nos Jogos de Inverno Beijing 2022. 

Foto: 2022 Getty Images

A patinação de velocidade em pista curta em Beijing 2022 foi repleta de emoção e drama, vitórias inesperadas e recordes históricos. Liu Shaoang trouxe à Hungria seu primeiro ouro individual nos Jogos Olímpicos de Inverno ao vencer os 500m masculino, enquanto Hanne Desmet conquistou a primeira medalha da Bélgica na modalidade, um bronze nos 1000m.

Os eventos femininos viram uma rivalidade emocionante entre a italiana Arianna Fontana e a neerlandesa Suzanne Schulting. Os neerlandeses ficaram com quatro medalhas - duas de ouro, uma de prata e uma de bronze - e mais dois novos recordes Olímpicos nos 500m e 1000m, sendo este último também um recorde mundial. Já a lenda italiana definitivamente entrará para a história depois de adicionar mais três medalhas à sua coleção, chegando a 11 e se tornando a mais premiada atleta Olímpica de inverno de seu país.

Quanto aos homens, as estrelas da República Popular da China encantaram os espectadores em casa, com Ren Ziwei e Li Wenlong garantindo prata e ouro na prova dos 1000m. Hwang Dae-heon trouxe alegria para a República da Coreia ao se tornar campeão Olímpico nos 1500m, enquanto o estreante Olímpico Steven Dubois, do Canadá, conquistou um lugar no pódio três vezes, ganhando ouro, prata e bronze. O veterano Olímpico Charles Hamelin também ganhou uma histórica sexta medalha Olímpica.

Três principais momentos

1. República Popular da China domina o revezamento misto

A estreia do revezamento misto foi apenas uma prévia do que ainda estava por vir na pista de gelo do Estádio Indoor da Capital, em Pequim. O evento foi incluído no programa Olímpico pela primeira vez e Qu Chunyu, Fan Kexin, Wu Dajing e Ren Ziwei entregaram o ouro para a nação anfitriã, escrevendo seu nome na história. Quando eles chegaram em primeiro lugar, não foi apenas o primeiro ouro do revezamento misto em pista curta na história Olímpica, foi também a primeira medalha para a República Popular da China em Jogos de Inverno em casa. O resultado foi igualmente dramático, decidido pela revisão de vídeo, mas o time acabou superando a Itália, prata, e o quarteto húngaro, que ganhou o bronze.

China, equipe mista de pista curta
Foto: 2022 Getty Images

2. Onze medalhas Olímpicas de Arianna Fontana

Chegando aos Jogos, as expectativas eram altas em torno da veterana Olímpica Arianna Fontana. A maior dúvida era se ela se tornaria a atleta de pista curta mais condecorada da história. Para isso, ela precisava ganhar uma medalha. A lenda italiana conseguiu o feito na primeira prova valendo medalhas de Beijing 2022, com uma prata no revezamento misto. Apenas alguns dias depois, ela estava de volta ao gelo para provar mais uma vez que não havia ninguém para igualar suas habilidades nos 500m ao defender seu título Olímpico de PyeongChang 2018. Ela concluiu seu desempenho estelar nos Jogos Olímpicos de Inverno conquistando a prata nos 1500m, sua décima primeira medalha geral. Simplesmente histórico.

Arianna Fontana (ITA) após conquistar sua 10ª medalha Olímpica.
Foto: 2022 Getty Images

3. Neerlandesas ganham ouro e mandam um beijo para o céu

A República da Coreia havia conquistado o ouro no revezamento 3000m Olímpico feminino em todos os Jogos desde Nagano 1998, com exceção de um. No entanto, em Pequim foi a vez de os Países Baixos vencerem uma final repleta de emoção. Depois de cruzar a linha de chegada em 4min03s409, novo recorde Olímpico, a equipe dedicou sua medalha de ouro à companheira de equipe Lara Victoria van Ruijven, que faleceu em 2020. No pódio, elas mandaram um beijo para o céu. A República da Coreia ficou com a prata, e a República Popular da China, com o bronze.

Medalhistas de ouro, equipe da Países Baixos, comemoram durante a final A do revezamento 3000m feminino 
Foto: Justin Setterfield

O que eles disseram

Fui com tudo. Estava pensando 'essa é a minha chance, vou tentar, vamos com tudo.' Queria vencer, cruzar a linha de chegada em primeiro e, quando fiz isso, foi como uma explosão de emoções. Estar na final com Suzanne e Kim foi incrível. Estar lá, ao lado de grandes atletas. Foi uma grande final e lutar daquela forma contra elas tornou a decisão ainda melhor.

Arianna Fontana (Itália), após conquistar o ouro nos 500m

Estou muito orgulhoso por ter chegado ao topo e grato a todos que torceram por mim até o fim. Hoje consegui fazer uma grande corrida e acertar a estratégia. Quando acabei, olhei para o meu telefone e eram tantas mensagens, não consegui ler todas. Hoje é o melhor dia da minha carreira esportiva.

Hwang Daeheon (República da Coreia) expressa sua reação após ganhar ouro na prova dos 1500m

Beijei o gelo porque amo tanto a pista curta, amo o evento que estávamos competindo. Obrigado a tudo, obrigado à competição, aos meus companheiros e à pista.

Fan Kexin (República Popular da China) depois de conquistar o bronze no revezamento 3000m feminino

Lista completa de medalhas na patinação de velocidade em pista curta em Beijing 2022

Revezamento por equipes mistas:

Ouro: República Popular da China

Prata: Itália

Bronze: Hungria

500m feminino:

Ouro: Arianna Fontana (Itália)

Prata: Suzanne Schulting (Países Baixos)

Bronze: Kim Boutin (Canadá)

1000m masculino:

Ouro: Ren Ziwei (República Popular da China)

Prata: Li Wenlong (República Popular da China)

Bronze: Liu Shaoang (Hungria)

1500m masculino:

Ouro: Hwang Daehon (República da Coreia)

Prata: Steven Dubois (Canadá)

Bronze: Semen Elistratov (ROC)

1000m feminino:

Ouro: Suzanne Schulting (Países Baixos)

Prata: Choi Minjeong (República da Coreia)

Bronze: Hanne Desmet (Bélgica)

Revezamento 3000m feminino:

Ouro: Países Baixos

Prata: República da Coreia

Bronze: República Popular da China

500m masculino:

Ouro: Liu Shaoang (Hungria)

Prata: Konstantin Ivliev (ROC)

Bronze: Steven Dubois (Canadá)

Revezamento 5000m masculino:

Ouro: Canadá

Prata: República da Coreia

Bronze: Itália

1500m feminino:

Ouro: Choi Minjeong (República da Coreia)

Prata: Arianna Fontana (Itália)

Bronze: Suzanne Schulting (Países Baixos)

A PATINAÇÃO DE VELOCIDADE COMEÇA AQUI!

Receba notícias de patinação de velocidade, vídeos, destaques dos Jogos Olímpicos de Inverno e muito mais.