Rebeca Andrade e Flavia Saraiva disputam finais da trave no Troféu Brasil de Ginástica

De volta após uma cirurgia no tornozelo, Flavia faz prova forte, mas Rebeca leva a melhor na classificatória. Decisão das barras assimétricas, com Rebeca, será neste sábado. Caio Souza lidera na barra fixa e nas paralelas.

Sheila Vieira
Foto: 2021 Getty Images

Grandes amigas e colegas de Flamengo, Rebeca Andrade e Flavia Saraiva lideraram a classificatória da trave de equilíbrio no Troféu Brasil de Ginástica, nesta sexta-feira, 20 de maio, em Porto Alegre.

A campeã Olímpica e mundial tirou a maior nota, 14.367, superando Flavia, com 14.167. As duas prometem uma disputada final na trave neste domingo (22), a partir de 10h30.

Flavia fez uma série com maior grau de dificuldade (6.0 contra 5.8), mas Rebeca levou a melhor na nota de execução (8.657 contra 8.167). Ambas saíram da trave com um duplo mortal carpado. Jade Barbosa se classificou em terceiro, com 12.933.

Rebeca compete em outra final no sábado, nas barras assimétricas, com amplo favoritismo, no sábado (21), às 11h20. Ela decidiu não disputar o salto, prova que venceu nas Olimpíadas e no Mundial, e no solo, para se preservar.

Flavia competiu apenas na trave, prova em que foi finalista Olímpica na Rio 2016 e em Tóquio 2020. A ginasta está retornando de uma cirurgia no tornozelo feita em agosto de 2021, lesão que prejudicou seu desempenho nas últimas Olimpíadas.

No solo, a líder da classificatória foi Andreza de Lima (13.000), seguida por Carolyne Pedro (12.867) e Gabriela Barbosa 12.767.

Caio Souza em primeiro na barra fixa e nas paralelas

Entre os homens, há vários candidatos ao título na barra fixa. Caio Souza liderou a classificatória com 14.550, seguido pelo campeão mundial em 2019 no aparelho, Arthur Nory (14.300). Diogo Soares foi o terceiro mais bem colocado, com 13.450. A decisão será no domingo (22), 11h20.

Caio também tirou a melhor nota das paralelas assimétricas, 14.350. Chico Barreto (13.500), Arthur Nory (13.300) e Diogo Soares (12.950) podem superá-lo na final, no domingo (22) às 10h30.

João Vieira tomou a liderança do salto, com 14.425, um dia após ser o melhor classificado no solo. Caio Souza (14.350), Luís Porto (13.950) e Arthur Nory (13.925) também ficaram nas primeiras colocações. A final será no domingo (22), às 10h.

Medalhista de ouro e prata Olímpico nas argolas, Arthur Zanetti ficou de fora da final do salto. Ele passou por uma cirurgia no ombro em novembro de 2021 e está pegando leve neste primeiro semestre.

Programação do Troféu Brasil de Ginástica

Sábado (21 de maio)

  • 10:00-10:40 - Final do solo (masculino)
  • 10:40-11:20 - Finais do salto (feminino) e do cavalo (masculino)
  • 11:20-12:00 - Finais das paralelas assimétricas (feminino) e argolas (masculino)
  • 12:15 - Cerimônias de premiação

Domingo (22 de maio)

  • 10:00-10:30 - Final do salto (masculino)
  • 10:30-11:20 - Finais da trave (feminino) e paralelas (masculino)
  • 11:20-12:00 - Finais do solo (feminino) e barra fixa (masculino)
  • 12:00 - Cerimônias de premiação

O canal do YouTube da CBG transmite o evento ao vivo.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual