Rebeca Andrade é campeã nas barras no Troféu Brasil de Ginástica

Campeã Olímpica e Mundial terminou com 14.600, melhor nota de todo o sábado. Ela voltará a competir na final da trave, no domingo. Entre os homens, Diogo Soares foi ouro no solo e prata no cavalo. O Olympics.com faz um resumo das ações no penúltimo dia do evento.

Virgílio Franceschi Neto
Foto: CBG - Confederação Brasileira de Ginástica

O penúltimo dia do Troféu Brasil de Ginástica Artística - Campeonato Brasileiro Interclubes teve cinco pódios na manhã deste sábado, 21 de maio. No feminino foram as finais das barras assimétricas e do salto. Entre os homens, as decisões nas argolas, no solo e no cavalo com alças.

Rebeca Andrade é ouro nas barras assimétricas

Na aguardada competição das barras assimétricas, a campeã Olímpica e mundial, Rebeca Andrade (CR Flamengo), ficou com o ouro ao marcar 14.600 - nota mais alta de todo o dia -, em desempenho impecável, com uma saída "Tsukahara" bastante difícil, bem executada e cravada. Sua colega de clube, Jade Barbosa, ficou com a prata, com 12.833. O bronze ficou com Carolyne Pedro (CEGIN - Centro de Excelência de Ginástica/Paraná), com 11.833.

No salto feminino, Andreza de Lima (Grêmio Náutico União) repetiu o desempenho no classificatório da sexta-feira. Oitava a saltar, terminou em primeiro com 12.833. A prata ficou com Beatriz dos Santos (Fluminense FC) com 12.450 e o bronze foi para Gleyce Rodrigues (Osasco), que terminou com 12.383.

Diogo Soares é campeão no solo

A primeira final do dia foi a do solo entre os homens. Finalista Olímpico no individual geral em Tóquio 2020 e quinto lugar no classificatório do solo na quinta-feira, Diogo Soares (CR Flamengo) foi o penúltimo a competir, e em excelente apresentação levou o ouro, terminando com 13.733. A prata ficou com Patrick Correa (EC Pinheiros), com 13.367. Por fim, o bronze foi para Gabriel Barbosa (Minas Tênis Clube), com 13.233.

No cavalo com alças, o último a se apresentar, Francisco Barretto (EC Pinheiros), ficou em primeiro, faturando o ouro com 13.167. Diogo Soares (CR Flamengo) foi prata com 12.633, mesma pontuação de Caio Souza (Minas Tênis Clube). No critério de desempate, a nota de execução do atleta rubro-negro foi maior, de 7.433, enquanto que a do ginasta do Minas, que terminou com o bronze, foi menor, de 7.133.

A competição das argolas entre os homens foi disputada, definida nos detalhes e dominada pelo Minas Tênis Clube, que ocupou os três lugares do pódio. O campeão foi Gabriel Barbosa, com 13.567. A prata foi para Gustavo Pereira, com 13.467 (0.1 a menos) e o bronze terminou com Caio Souza, com 13.267 (0.3 a menos em relação ao medalhista de ouro).

Programação do Troféu Brasil de Ginástica

O último dia do Troféu Brasil de Ginástica Artística - Campeonato Brasileiro Interclubes também terá cinco finais neste domingo, desde o ginásio da Sociedade de Ginástica Porto Alegre (SOGIPA), na capital gaúcha. Confira a programação:

Domingo (22 de maio)

  • 10:00-10:30 - Final do salto (masculino)
  • 10:30-11:20 - Finais da trave (feminino) e paralelas (masculino)
  • 11:20-12:00 - Finais do solo (feminino) e barra fixa (masculino)
  • 12:00 - Cerimônias de premiação

Acompanhe o Troféu Brasil de Ginástica Artística - Campeonato Brasileiro Interclubes através do canal do YouTube da CBG, que transmite o evento ao vivo.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual