Prata em Tóquio 2020, Rayssa Leal completa 14 anos

Mais jovem medalhada em Jogos Olímpicos pelo Brasil era estrela do skate street, mas virou fenômeno de massas após Tóquio 2020. A “Fadinha” celebra 14 anos! Reveja os melhores momentos de Rayssa Leal.

Gonçalo Moreira
Foto: Wander Roberto/COB

Entrou no mundo da alta competição com a mesma simplicidade com que executa manobras que desafiam as leis da gravidade. Em Tóquio 2020 e com apenas 13 anos de idade, Rayssa Leal cumpriu as expetativas geradas a partir do vídeo viral executando um heelflip – e partilhado nas redes sociais pelo lendário skater Tony Hawk – que virou cartão de visita.

Com a chegada de 2022 chegou também uma data importante: 4 de janeiro assinala o 14º aniversário da menina que é seguida por 6,7 milhões de pessoas no Instagram e que foi eleita skatista do ano pela Confederação Brasileira de Skate. Foi a primeira vez que as mulheres puderam concorrer ao prêmio em uma categoria própria e a honra coube à menina que em Tóquio 2020 conquistou a medalha de prata, já depois de ter chegado na de bronze durante o Mundial realizado em Roma (Itália).

Tudo em Rayssa Leal é precoce. Primeiro foi o heelflip vestida de fada que a levou à fama quando tinha sete anos, depois a final Olímpica que terminou com um sorriso lavado em lágrimas prateadas.

Referência esportiva mundial

O complexo esportivo de Ariake, na zona suburbana da capital do Japão, foi o palco da estreia do skate em Jogos Olímpicos e se converteu em um dos locais de competição mais visitados pela mídia internacional. A curiosidade pelo esporte e a possibilidade de ver história em movimento amplificou o impacto global de um evento marcado pela valentia das competidoras e o ambiente de amizade entre rivais.

Rayssa Leal há muito que deixou de ser apenas a filha do senhor Haroldo e da dona Lilian. Desde os Jogos Olímpicos passou a referência esportiva mundial, capa de revista, atriz convidada de série da Disney e cara de muitas marcas. Aos 14 anos de idade a "Fadinha" é agora cidadã do mundo, história do Brasil e será uma das estrelas em Paris 2024.

Os números do skate street feminino e de Rayssa Leal

Como foi a estreia Olímpica do skate em Tóquio 2020? Recorde os números do skate street feminino e de Rayssa Leal.

  • 13 anos e 203 dias: Rayssa Leal se tornou a mais jovem brasileira a subir no pódio em Jogos Olímpicos; a “Fadinha” superou o anterior recorde de Rosângela Santos que em Beijing 2008 conquistou a medalha de bronze no 4x100m do atletismo com 17 anos.
  • 13 anos e 347 dias: até Tóquio 2020 a nadadora Talita Rodrigues – finalista no 4x100m livre em Londres 1948 – era a mais jovem representante do Brasil em Jogos Olímpicos, até que foi superada por Rayssa Leal.
  • 14,64 pontos: foi esse o “score” de Rayssa Leal em Tóquio 2020, em uma prova onde foi derrotada por NISHIYA Momiji, do Japão, que marcou 15,26 pontos. O bronze ficou com outra atleta da casa, NAKAYAMA Funa terminou com 14,49 pontos.
  • 8: esse foi o número de atletas presentes na final do street em Tóquio 2020, após 20 terem conseguido a classificação para os Jogos Olímpicos; curiosamente duas ex-campeãs mundiais e favoritas às medalhas ficaram fora da ronda decisiva, Letícia Bufoni e Pâmela Rosa.
  • 5,21 pontos: a melhor nota da final do skate street em Tóquio 2020 foi obtida por NAKAYAMA Funa após realizar um frontside crooked slide que a fez sonhar com a prata, finalmente conquistada pela brasileira.
  • 4: foram os esportes que pela primeira vez fizeram parte do programa Olímpico em Tóquio 2020; além do skate, também o karatê, o surfe e a escalada entraram na história dos Jogos Olímpicos. Por comparação, em Atenas 1896 tivemos nove esportes em competição, enquanto na Rio 2016 o programa contou com 28 disciplinas graças à introdução do rugby e do golfe depois de mais de 100 anos de ausência.
  • 3: em Tóquio 2020 o Brasil somou um total de três medalhas na estreia Olímpica do skate e todas foram de prata; além de Rayssa Leal no street, também Kelvin Hoefler foi 2º no street masculino, enquanto na vertente park o herói foi Pedro Barros.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual