Nicole Silveira soma mais dois pódios na Copa Intercontinental

Em mais uma grande sequência de resultados, brasileira participou da terceira e quarta etapa da Copa Intercontinental, em Park City, nos Estados Unidos e somou dois pódios. Rumo aos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022, próximo compromisso vai ser a etapa da Copa do Mundo em Altenberg, na Alemanha.

Virgílio Franceschi Neto

Imparável!

Assim está Nicole Silveira na sua caminhada rumo aos Jogos Olímpicos Beijing 2022. Na terça (23) e quarta (24), ela disputou a terceira e quarta etapa da Copa Intercontinental, em Park City, no Utah, Estados Unidos, onde somou dois terceiros lugares.

Nicole já havia faturado as duas provas da Copa América no último fim de semana, também disputada em Park City. Já pela Copa Intercontinental, na primeira e segunda etapa, realizadas nos dias 13 e 14 de novembro, um nono (em que cometeu um erro na primeira descida) e um primeiro lugar, respectivamente.

É a sétima competição consecutiva que a gaúcha colocou a bandeira brasileira no pódio. Para além desses bons resultados, Nicole tem mostrado bastante evolução nos cronômetros não apenas em toda a pista, mas sobretudo na largada - importante elemento para realizar uma boa prova.

O Olympics.com faz um resumo desses dois dias intensos para os esportes de inverno do Brasil, com mais dois bons desempenhos de Nicole.

A terceira etapa da Copa Intercontinental

A pista de Park City, que foi uma das sedes dos Jogos Olímpicos de Salt Lake City 2002, foi palco para a terceira e quarta etapa da Copa Intercontinental, na terça-feira dia 23.

Na somatória das duas descidas, Nicole ficou em terceiro lugar, com 1min39s92, atrás somente das alemãs Susanne Kreher, em primeiro, com 1min39s74 e de Sophia Griebel, com 1min39s84.

Para além do terceiro lugar, Nicole conseguiu fazer a descida em menos de 50 segundos, além de haver melhorado os dois tempos da largada, tendo sido o seu segundo tempo o mais rápido entre todas as competidoras.

A quarta etapa da Copa Intercontinental

O mesmo pódio da terça-feira se repetiu nesta quarta-feira, dia 24.

A gaúcha fez sua primeira descida em 50s11, obtendo o terceiro lugar. Na segunda, fez 50s57. Terminou a etapa em terceiro, com uma soma de tempos de 1min40s68, atrás das alemãs Susanne Kreher, primeira colocada com 1min40s37 e da vice-campeã Sophia Griebel, com 1min40s37.

"Eu nunca imaginava que seria o que foi. Passei o ano inteiro na Europa conhecendo pistas novas por conta da pandemia. Nas primeiras etapas em Whistler, que é a minha home-track, como chamamos a 'pista de casa', eu tinha muita esperança que ia sair bem e fiquei muito feliz com as quatro medalhas de ouro. Mas o que mais me surpreendi por lá foi com o meu push, que sempre foi algo que tive dificuldade. Nunca fui rápida nesse sentido, e ter o número 1 ao meu lado neste quesito foi muito legal," comentou Nicole para o site da CBDG.

Em nove provas disputadas entre etapas de Copas América e Intercontinental, a riograndina deu seis medalhas de ouro e duas de prata para o Brasil. Além disso, somou um oitavo lugar no evento-teste do skeleton para Beijing 2022, na pista de Yanqing, no passado mês de outubro.

"Fiquei muito satisfeita com o bronze (em Park City), ficando bem perto das alemãs. Novamente ver meu push como um dos mais rápidos também foi muito bom. Os times agora me respeitam, parabenizam e isso me deixa muito feliz," completou Nicole para o site da CBDG.

A brasileira Nicole Silveira durante cerimônia de premiação em competição de skeleton, em novembro de 2021. Foto: IBSF
Foto: IBSF

Sem descanso

Com os resultados Nicole somou 102 pontos no ranking mundial e foi agora para 625. Faltam ainda algumas etapas da Copa do Mundo (ela vai disputar as quatro a serem realizadas no mês de dezembro).

Em Pequim serão 25 vagas para o skeleton feminino, mas apenas 11 reservadas para países com apenas uma atleta elegível, que é o caso do Brasil.

Vencedora do Prêmio Brasil Olímpico como melhor atleta do ano nos esportes de gelo, Nicole agora parte para Altenberg, na Alemanha, disputar etapa da Copa do Mundo, no dia 3 de dezembro (quinta-feira).

"Estou bem ansiosa para ver como me misturo com as concorrentes. Vai ser muito bom pois vou competir sem pressão, sem ter que me preocupar com pontuação e focar no desenvolvimento para chegar bem preparada em 2022," finalizou Nicole sobre a etapa europeia da preparação, para o site da CBDG.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual