Alerta de medalha: Zoi Sadowski-Synnott conquista primeiro ouro Olímpico de inverno da Nova Zelândia no snowboard

Com uma última descida de encher os olhos, snowboarder dá para a Nova Zelândia o primeiro ouro da história em Jogos Olímpicos de Inverno. Norte-americana Julia Marino e australiana Tess Coady completaram o pódio.

Virgílio Franceschi Neto
Foto: 2022 Getty Images

A primeira medalha de ouro do snowboard em Pequim é da Nova Zelândia!

Com 20 anos de idade, Zoi Sadowski-Synnott deu para o seu país o primeiro ouro na história dos Jogos Olímpicos de Inverno. Uma medalha definida nos últimos instantes.

Ela já tinha ficado em primeiro no classificatório, porém teve nesta manhã de domingo no Parque de Neve de Genting, o topo do pódio ameaçado. Em jogo, um possível tricampeonato Olímpico para Jamie Anderson (USA), o que não aconteceu.

Na primeira descida, a neozelendesa ficou com a melhor parcial (84.51), seguida pela australiana Tess Coady (82.68) e em terceiro a canadense Laurie Blouin.

Já na segunda apresentação, a norte-americana Julia Marino (nona na primeira descida) fez uma excelente descida e assumiu a liderança com 87.68. Sadowski-Synott cometeu um erro, mas manteve o segundo lugar geral, assim como Coady, que se garantia em terceiro com a boa nota obtida na rodada anterior.

Nas últimas descidas, um desempenho excelente de Coady, que garantiu a medalha de bronze. Marino se garantia em primeiro lugar, mesmo com uma queda. A austríaca Anna Gasser foi bem, gerou expectativas de grande pontuação, mas ficou distante do pódio com um 75.33.

Todas as atenções se voltavam para Sadowski-Synnott, última a descer e que poderia dar para a Nova Zelândia o primeiro ouro da história em Jogos de Inverno.

Era tudo ou nada.

Foi tudo.

Descida dourada

Zoi Sadowski-Synnott fez uma terceira e última descida impecável, com direito a dois saltos de 1080 graus, que terminou nos braços das adversárias Marino e Coady, que correram para celebrar o desempenho da neozelandesa.

Com 92.88 ela deu para a Nova Zelândia o primeiro ouro do país na história dos Jogos Olímpicos de Inverno. Coincidentemente no mesmo dia do Tratado de Waitangi (6 de fevereiro de 1840), evento que marca a fundação do país e tido como o dia nacional da Nova Zelândia.

"É surreal, estou super orgulhosa de onde o meu snowboard chegou nos últimos quatro anos e super orgulhosa de mostrar ao mundo do que uma neozelandesa é capaz de fazer. Espero que o meu desempenho aqui inspire crianças no meu país", disse Sadowski-Synnott sobre a conquista.

O país da Oceania já tinha conquistado duas medalhas de bronze nos Jogos de 2018, com Sadowski-Synnott no Big Air do snowboard e Nico Porteous no halfpipe do esqui estilo livre.

Em Albertville 1992, Annelise Coberger foi prata no slalom feminino, a primeira medalha neozelandesa em edições de Jogos de Inverno, também a primeira medalha de um país do hemisfério sul.

Resultados finais

  • 1º - Zoi Sadowski-Synnott (NZL) - 92.88
  • 2º - Julia Marino (USA) - 87.68
  • 3º - Tess Coady (AUS) - 84.15

O snowboard em Beijing 2022

O snowboard continua nos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022 neste domingo dia 6 de fevereiro, com o classificatório do slopestyle masculino, às 12:30 hora local (1:30 hora de Brasília).

Você pode acompanhar as emoções do snowboard de Beijing 2022 com as transmissões do Olympics.com e dos canais Globo/Sportv para o território brasileiro.

FÃ DE SNOWBOARD? TUDO ISSO PARA VOCÊ.

Receba notícias de snowboard, vídeos, destaques dos Jogos Olímpicos de Inverno e muito mais.