Alerta de medalha: em final eletrizante, Noruega é ouro no sprint clássico por equipes masculino do esqui cross-country em Beijing 2022

Noruegueses são bicampeões Olímpicos consecutivos do evento. Completaram o pódio a Finlândia, com a prata e o ROC, com o bronze.

Virgilio Franceschi Neto
Foto: 2022 Getty Images

A Noruega é bicampeã Olímpica do sprint clássico por equipes masculino do esqui cross-country.

A dupla de Johannes Klæbo e Erik Valnes deram ao país mais uma vez o título conquistado quatro anos antes, em PyeongChang. A prata ficou com os finlandeses Iivo Niskanen e Joni Maki, enquanto que o bronze foi para o ROC, com Alexander Bolshunov e Alexander Terentev.

O percurso Olímpico de 1,5km do Centro Nacional em Zhangjiakou foi palco da final masculina do revezamento por equipes do esqui cross-country em Beijing 2022. Trata-se de dois esquiadores por equipe, sendo que o primeiro compete, completa duas voltas e passa a prova para o colega, que completará mais duas, nesse sistema até os dois completarem seis voltas.

Foram ao todo 10 duplas, quatro classificadas em cada semifinal, mais as duas com os melhores tempos subsequentes: Itália, Noruega, Suécia, França, Suíça, Finlândia, Áustria, Canadá, ROC e Estados Unidos.

Uma prova eletrizante que deu mais um ouro para a Noruega, e que o Olympics.com conta como foi.

Como foi

Foi uma disputa bastante acirrada do começo ao fim, com muita alternância nas posições. Na liderança, destacavam-se ombro a ombro a Noruega, ROC e França. Em uma prova dinâmica e bastante rápida, cada esquiador precisava colocar o máximo.

Na última passagem, Iivo Niskanen (FIN) parte para a ponta e entrega a liderança para a Finlândia, mas pela Noruega havia Johannes Klaebo (NOR), que soube agir no momento certo. Com prudência e de maneira implacável, soube atacar a liderança na hora certa. Protegeu-se no pelotão e dezenas de metros antes colocou ritmo e ultrapassou Joni Maki (FIN), garantindo o segundo título Olímpico consecutivo para o país.

Com o ouro, Klæbo torna-se o primeiro atleta a vencer ambos o sprint individual quanto por equipes em Jogos Olímpicos de Inverno consecutivos. É a sua sétima medalha em Jogos, quinta de ouro e quarta apenas em Beijing 2022. Para Niskanen a prata é a terceira medalha nestes Jogos, enquanto que o ROC foi ouro no revezamento 4x10km. Vale mencionar que o ROC classificou-se para a final como sendo o nono melhor tempo.

Resultados finais

  • Ouro: Noruega - Johannes Høsflot Klæbo - Erik Valnes - 19:22s9
  • Prata: Finlândia - Iivo Niskanen - Joni Maki - +2s46
  • Bronze: ROC - Alexander Bolshunov - Alexander Terentev - +4s29

O que eles disseram

Estou tão orgulhoso. É especial fazer isso como um grupo. Nós vencemos o sprint por equipes em 2018 e fazendo isso de um jeito diferente agora, um estilo diferente, com uma pessoa diferente, é especial", comentou o campeão Olímpico, Johannes Klæbo (NOR).

"Claro, é especial para mim, minha primeira medalha em Jogos Olímpicos. Como disse Johannes, sempre é especial quando nós somos um time juntos. Estou muito feliz", declarou Erik Valnes (NOR), da dupla medalhista de ouro.

O esqui cross-country em Beijing 2022

O esqui cross-country continua nos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022 com a realização da largada em massa masculina de 50km neste sábado dia 19 de fevereiro a partir das 14:00 hora local de Pequim (3:00 pela hora de Brasília).

Você pode acompanhar as emoções do esqui cross-country em Beijing 2022 com as transmissões do Olympics.com e dos canais Globo/Sportv para o território brasileiro.

CLIQUE AQUI para mais informações

GOSTA DE ESQUI ESTILO LIVRE? TUDO ISSO PARA VOCÊ.

Receba notícias de esqui estilo livre, vídeos, destaques dos Jogos Olímpicos de Inverno e muito mais.