Alerta de medalha: Fillon Maillet vence outra prova no biatlo em Beijing 2022, agora na perseguição de 12,5km

Francês leva segundo ouro na modalidade e quarta medalha em Pequim. Tarjei Boe, da Noruega, é prata, e Eduard Latypov, do ROC, fica com o bronze.

Daniel Perissé
Foto: Matthias Hangst/Getty Images

O francês Quentin Fillon Maillet voltou a ocupar o lugar mais alto do pódio no biatlo em Beijing 2022, vencendo a prova de perseguição de 12,5km. Tarjei Boe, da Noruega, ficou com a prata, e Eduard Latypov, do ROC, acabou com o bronze.

Foi o segundo ouro de Fillon Maillet nestes Jogos de Inverno - ele havia vencido os 20km individual masculino. Além disso, conquistara a prata nos 10km sprint e no revezamento 4x6km misto.

"Nunca esperei ter quatro medalhas em quatro provas. Minha meta era ter uma no revezamento e uma no individual, mas agora tenho quatro medalhas e isso é incrível," destacou o francês.

Vento e nevasca atrapalharam competidores

O biatleta da França terminou o percurso com um tempo total de 39min07s5 e nenhum erro nas quatro paradas de tiro - duas em pé e duas deitado. Já Boe acabou 28s6 atrás do vencedor e sem acertar um dos alvos. O atleta do ROC também teve um erro atirando e chegou a 35s3 do vencedor.

"Estou muito orgulhoso de mim porque as condições foram muito duras hoje," comentou Fillon Maillet em referência ao vento e à nevasca que atingiram o Centro de Biatlo, em Zhangjiakou, neste domingo:

"Foi uma batalha muito, muito dura durante toda a corrida."

Curiosamente, apenas europeus venceram esse evento - inclusive, os ouros de Sochi 2014 e PyeongChang 2018 foram para o também francês Martin Fourcade, que se aposentou em 2020.

Desempenho no tiro acaba sendo decisivo

Sem dúvida, os 100% de aproveitamento de Fillon Maillet nas paradas de tiro foram determinantes para o ouro. Em relação a Tarjei Boe e a Latypov, a diferença foi de apenas um tiro.

Em uma das paradas, o francês teve problema na preparação da arma e chegou a dar um tapa nela, mas acertou os cinco alvos em seguida.

"Fiquei muito concentrado em mim, não pensei na pressão, nos outros atletas. Fiquei concentrado em mim," comentou Fillon Maillet.

Essa parte foi determinante para um resultado final ruim de Johannes Thingnes Boe. Considerado um dos favoritos ao ouro, o irmão mais novo de Tarjei buscava seu terceiro ouro em Pequim, mas errou nada menos que sete tiros e terminou apenas em quinto lugar na prova.

"Foi uma corrida complicada por conta da neve. Era uma briga enorme, com condições complicadas também. Você tinha vento, pernas e cabeças cansadas, e corações batendo - não foi fácil, " explicou Johannes Thingnes, que tentava a sétima medalha Olímpica na carreira.

Tira-teima por mais um ouro individual

Fillon Maillet e Johannes Thingnes Boe terão a chance de buscar mais um ouro individual na prova dos 15km largada em massa, marcada para o dia 18 de fevereiro.

A próxima prova da modalidade será o revezamento 4x7,5km masculino, às 17h (6h de Brasília) do dia 15 de fevereiro.

O calendário e resultados do biatlo você confere aqui.

O BIATLO COMEÇA AQUI!

Receba notícias de biatlo, vídeos, destaques dos Jogos Olímpicos de Inverno e muito mais.