Alerta de medalha: ROC é ouro no revezamento feminino 4 x 5km do esqui cross-country em Beijing 2022

Em uma prova que proporcionou emoção do início ao fim, ROC e Alemanha se alternaram nas primeiras posições até confirmarem ouro e a prata, respectivamente, na perna decisiva. Suecas ficaram com o bronze por meio segundo. 

Virgilio Franceschi Neto
Foto: GETTY IMAGES

Zhangjiakou recebeu na tarde deste sábado a final do revezamento feminino 4x5km por equipes do esqui cross-country em Beijing 2022. O circuito de 2617 colocou inúmeros desafios às competidoras, com apenas 46 metros entre o ponto mais baixo e o ponto mais alto.

Um possível bicampeonato Olímpico da Noruega estava em disputa, algo que não acontece desde Nagano 1998. As norueguesas, aliás, venceram cinco dos últimos seis campeonatos mundiais.

As suecas mereciam atenção, já que contavam na equipe com Jonna Sundling, medalhista de ouro no sprint individual do esqui cross-country e Maja Dahlqvist, medalhista de prata na mesma prova.

Finlandesas e alemãs fariam de tudo para voltar ao pódio Olímpico, depois de terem ficado de fora de PyeongChang 2018, e o Olympics.com faz um resumo de como foi essa disputa, acirrada pelo ouro e também pelo bronze.

A primeira metade

Com poucos minutos de prova, a equipe do ROC assumiu a liderança e abriu mais de 10 segundos de vantagem. Logo as posições a seguir foram sendo definidas também. Apesar de estar representado por outro quarteto diferente daquele que foi campeão Olímpico há quatro anos, a Noruega estava na frente logo no início e quando da primeira troca de bastão, já havia caído para o oitavo lugar.

No pelotão de frente, uma incrível recuperação alemã com Katharina Hennig, disputando centímetro a centímetro com Natalia Nepryaeva - prata no skiathlon em Beijing 2022 - que mantinha o ROC ainda em primeiro lugar. Pela medalha de bronze, uma retomada impressionante da Noruega, depois da entrada da bicampeã Olímpica em Pequim, Therese Johaug. Mesmo assim as norueguesas estavam a mais de 20 segundos das primeiras colocadas: ROC e Alemanha.

A partir dos 8,5km, Hennig (GER) ultrapassou Nepryaeva (ROC). Não demorou muito para abrir uma confortável vantagem de 4s3, quando da segunda passagem do bastão. Entravam nas neves de Zhangjiakou as terceiras esquiadoras da sequência. No quilômetro 11, com 32 minutos de prova, Tatiana Sorina recupera a primeira posição para o ROC e não muito tempo depois já abria 3,8s de vantagem sobre a alemã Victoria Carl.

Segunda metade e título Olímpico

No pelotão de trás, a Noruega perdia a terceira posição para a Suécia. Logo depois o quarto lugar para a Finlândia, ainda a quase 20 segundos das primeiras colocadas

No entanto, Victoria Carl (GER), especialista no sprint, recuperou-se no fim do seu trecho e voltou a dar a liderança para as alemãs. Helene Marie Fossesholm (NOR), também no final do seu percurso, deu de volta o terceiro lugar para a equipe noruegesa.

Na última perna os resultados já foram se definindo. Faltava pouco para o fim.

Veronika Stepanova (ROC), última a entrar, reduziu a diferença para a primeira colocada, Sofie Krehl (GER), assumindo a liderança no 18º quilômetro da prova. Enquanto isso, Sundling (SWE) e Krista Parmakoski (FIN) se alternavam na busca pelo bronze.

Stepanova soube conduzir a liderança e garantir a medalha de ouro ao ROC. Do quarteto campeão Olímpico, foi a segunda medalha de Natalia Nepryaeva, que havia sido prata no skiathlon; e a terceira de Yulia Stupak, bronze nesta mesma prova em e no sprint clássico nos Jogos de 2018.

A Alemanha ficou com a prata e a Suécia, por meio segundo, garantiu o bronze, deixando as finlandesas de fora do pódio.

Campeãs Olímpicas em 2018, as norueguesas terminaram em quinto lugar.

Frases

"Não tenho palavras para isso. É inacreditável. Eu vou dormir um dia e dizer a mim mesmo, 'certo, nós temos uma medalha de prata.'", disse Victoria Carl (GER), da equipe alemã, sobre a prata.

"É bastante emoção. É como um sonho. Talvez seja necessário algum tempo e então eu vou poder reconhecer o que nós fizemos", colocou Sofie Krehl (GER), última a entrar da equipe.

Resultados finais

  • ROC - 53min42s0 - Yulia Stupak - Natalia Nepryaeva - Tatiana Sorina - Veronika Stepanova
  • Alemanha - 53min59s2 - Katherine Sauerbrey - Katharina Hennig - Victoria Carl - Sofie Krehl
  • Suécia - 54min01s7 - Maja Dahlqvist - Ebba Andersson - Frida Karlsson - Jonna Sundling

O esqui cross-country em Beijing 2022

O esqui cross-country continua nos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022 com a competição masculina do revezamento 4x10km neste domingo dia 13 de fevereiro a partir das 15:00 hora local de Pequim (3:00 pela hora de Brasília).

Você pode acompanhar as emoções do snowboard cross de Beijing 2022 com as transmissões do Olympics.com e dos canais Globo/Sportv para o território brasileiro.

CLIQUE AQUI

ENTRE NA ZONE!

Receba notícias de hóquei no gelo, vídeos, destaques dos Jogos Olímpicos de Inverno e muito mais.