Los Angeles 1932: Califórnia recebe o mundo

Assim como antes ocorreu com Londres e Paris, Los Angeles irá sediar os Jogos Olímpicos pela terceira vez em 2028. Para marcar esse momento, iremos relembrar as duas edições anteriores que aconteceram na metrópole californiana. Embora organizados durante o período da Grande Depressão, os Jogos de Los Angeles 1932, foram um enorme sucesso e responsáveis por determinar aspectos que ajudaram a moldar futuras edições dos Jogos Olímpicos.

Foto: IOC

“Chegou o momento de conceder o reconhecimento aos jovens esportistas dos Estados Unidos pelo esforço feito desde Atenas e pelas contribuiçõe sempre brilhantes e numerosas aos Jogos anteriores”, escreveu Pierre de Coubertin em suas Memórias Olímpicas. “Foram por esses três motivos que os membros do COI elegeram Los Angeles por unanimidade como a cidade anfitriã da X Olimpíada.”

Única candidata a sediar os Jogos Olímpicos de 1932, a “Cidade dos Anjos” foi confirmada como sede durante a 21ª Sessão do COI, que foi realizada em Roma em abril de 1923. Seis anos depois, em Lausanne, a estação de esqui Lake Placid, nos EUA, foi nomeada sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 1932, seguindo a regra da época, que exigia que os Jogos Olímpicos de Verão e de Inverno acontecessem no mesmo país, desde que fosse possível oferecer montanhas adequadas para os esportes de inverno.

O Memorial Coliseum

Uma das mais ilustres de todas as construções Olímpicas, o Memorial Coliseum foi encomendado em 1921 e concluído dois anos depois. Para os Jogos Olímpicos de Los Angeles 1932, a capacidade do estádio foi aumentada para mais de 105 mil pessoas, graças à ampliação dos assentos na arquibancada. Renomeado como Estádio Olímpico, ele foi sede para as Cerimônias de Abertura e de Encerramento e para eventos de atletismo, hipismo, ginástica e hóquei. Com 32 metros de altura, seu destaque é a pira Olímpica em forma de tocha, que foi instalada no topo do arco central do peristilo e que abrigou a chama Olímpica que queimou durante as duas semanas de competição. O Estádio foi também o principal local de Los Angeles em 1984, e, em 2028, se tornará o primeiro estádio do mundo a receber as Cerimônias de Abertura, Encerramento e eventos de atletismo em três Jogos Olímpicos distintos.

Por causa da Grande Depressão - uma crise econômica de longo alcance que atingiu o mundo na época -, Los Angeles usou amplamente locais já existentes para os Jogos de 1932. Entre eles, estava o Grande Auditório Olímpico, com 15 mil lugares - na época, a maior arena coberta dos EUA e sede para as competições de boxe, luta livre e levantamento de peso. Entretanto, um novo centro aquático foi construído próximo ao Memorial Coliseum e sediou os eventos de natação, saltos ornamentais e polo aquático. Já o Rose Bowl, em Pasadena, (uma outra construção de valor histórico Olímpico) se transformou em um velódromo para as competições de ciclismo de pista. Localizada em Baldwin Hills, sul de Los Angeles, a Vila Olímpica contou com mais de 500 casas móveis, assim como correio, cinema, hospital, banco e várias outras amenidades. Estas facilidades eram apenas para uso exclusivo dos atletas do sexo masculino; as atletas foram obrigadas a ter residência temporária no Chapman Park Hotel.

IOC

Inovações Duradouras

Devido à Grande Depressão, e ao fato de que a Califórnia era relativamente inacessível pois na época a aviação comercial ainda caminhava a pequenos passos, a participação de atletas em Los Angeles 1932 foi apenas a metade da de Amsterdã 1928. No total, 37 CONs e 1.332 atletas (126 mulheres e 1.206 homens) participaram de 177 eventos em 14 esportes, sendo que o futebol temporariamente desapareceu do programa.

Entretando, os primeiros Jogos Olímpicos da cidade introduziram mudanças significativas e duradouras. Primeiramente, os Jogos de LA aconteceram durante um período muito mais curto. Enquanto as edições anteriores duravam várias semanas ou até meses, Los Angeles 1932 aconteceu em apenas 16 dias, estabelecendo o modelo para o formato que permanece desde então em vigor. Outra inovação foi a de os atletas subirem ao pódio para receberem suas medalhas, com os medalhistas de ouro ocupando o degrau mais alto no meio, acompanhado pelos medalhistas de prata e bronze, respectivamente à direita e à esquerda, em degraus sucessivamente inferiores. Nesses Jogos, os atletas receberam suas medalhas no local da competição, com suas bandeiras nacionais hasteadas ao som do hino nacional do país vencedor, uma cerimônia que foi introduzida pela primeira vez alguns meses antes nos Jogos Olímpicos de Inverno de Lake Placid. Outra inovação foi a criação de um complexo sistema de telecomunicações ligando todas as sedes e disponível aos organizadores e para a mídia.

IOC

Outras inovações em Los Angeles que resistiram à passagem do tempo incluíram a introdução de equipamentos com precisão de cronometragem em centésimos de segundo e uma nova cota máxima de três atletas por nação e por evento.

Realizada em 30 de julho de 1932, e diante de um animado público de 105 mil pessoas, a Cerimônia de Abertura dos Jogos da X Olimpíada foi uma grande ocasião. Dado o seu tamanho e qualidade de suas instalações, o Estádio Olímpico estabeleceu novos padrões aos Jogos e proporcionou um cenário adequado. Acompanhado por uma orquestra de 300 integrantes, um coral de 1,2 mil cantores apresentaram os hinos dos Estados Unidos e das Olimpíadas, enquanto o esgrimista George Calnan fez o juramento Olímpico em nome de todos os atletas. Depois de o vice-presidente dos EUA Charles Curtis declarar a abertura dos Jogos, centenas de pombos foram lançados ao céu, concedendo à Cerimônia um final espetacular.

IOC

Não foi somente graças ao Coliseu Memorial que os Jogos deixaram uma marca duradoura na paisagem da cidade. A rua 10th Street, uma das mais importantes vias da cidade, que se estende por várias dezenas de quilômetros a partir do oceano, em Santa Monica, até a parte leste de Los Angeles, foi rebatizada de Boulevard Olímpico, seu nome até hoje.

Os heróis de Los Angeles 1932

Uma golfista notavelmente talentosa e distinta jogadora de basquete, Mildred Didrikson, dos EUA, exibiu suas habilidades esportivas em eventos de atletismo, com um hat-trick de medalhas. Vitoriosa nos 80m com barreiras em um tempo recorde mundial de 11,7 segundos, ela também conquistou o ouro do lançamento de dardo com um recorde Olímpico de 43,6m e depois levou a prata no salto em altura com um salto de 1,65m. Seu compatriota Eddie Tolan foi outro destaque para o país anfitrião no atletismo, conquistando o ouro nos 100m e 200m masculinos.

Nove vezes medalhista de ouro Olímpico, o finlandês Paavo Nurmi (com conquistas no atletismo somente igualadas pelo americano Carl Lewis) foi proibido de participar dos Jogos por causa de dúvidas sobre seu status como amador. Seus colegas finlandeses Volmari Iso-Hollo e Matti Järvinen conquistaram os eventos, vencendo, respectivamente, os títulos dos 3.000 metros com obstáculos e de lançamento de dardo. Enquanto isso, a equipe irlandesa de quatro atletas se superou, com Robert Tisdall vencendo o ouro nos 400m com barreira e Pat O’Callaghan levando o ouro no lançamento de martelo. Em outros eventos, Juan Carlos Zabala venceu a maratona e se tornou, com apenas 20 anos de idade, o primeiro campeão Olímpico de atletismo da Argentina e continua até hoje sendo o mais jovem vencedor da competição.

IOC

O Japão foi a força dominante na natação, vencendo quatro dos cinco títulos masculinos em disputa. Um deles foi para Kusuo Kitamura na natação 1500m estilo livre. Com 14 anos de idade e 309 dias, ele é o mais jovem campeão Olímpico na história de seu esporte. O único ouro da natação que escapou das mãos do Japão foi nos 400m estilo livre, evento conquistado pelo americano Buster Crabbe, que, posteriormente, se tornou uma estrela de cinema e da televisão.

IOC

O sueco Ivar Johansson conquistou o feito incrível de vencer o ouro no peso médio da competição de luta livre para então perder 5kg e vencer a competição de luta Greco-Romana no peso meio-médio, o que fez dele o único lutador Olímpico vencedor de duas categorias de peso diferentes nos mesmos Jogos. Dunc Gray conquistou um notável primeiro lugar na prova contra-relógio dos 1.000m, e se tornou o primeiro campeão Olímpico de ciclismo da Austrália, um feito que fez com que o velódromo Olímpico recebesse seu nome em uma demonstração de homenagem. Takeishi Nichi, um coronel do exército japonês, montou em Uranus, e venceu a competição individual de salto equestre. Até hoje, ele continua sendo o único medalhista Olímpico japonês no hipismo.

A final de florete feminino entre Judy Guinness, da Grã-Bretanha, e a austríaca Ellen Müller-Pries foi um exemplo notável dos valores Olímpicos em ação. Ao ser declarada vencedora, Guinness disse aos juízes que eles perderam duas rebatidas de sua oponente, um ato altruísta que a levou a conquistar a prata em vez do ouro.

IOC

Os atletas mais bem sucedidos de Los Angeles 1932 foram a nadadora americana Helen Madison, que venceu o ouro nos eventos de 100m e 400m estilo livre e no revezamento 4x100m estilo livre, e o ginasta italiano Romeo Neri que executou um hat-trick, conquistando o ouro nas competições all around individuais e por equipe e nas barras paralelas. O ginasta húngaro Istvan Pelle levou o maior número de medalhas, vencendo o ouro no solo e cavalo com alças e a prata nas barras paralelas e no all around individual.

IOC

O legado

Com a exceção da Vila Olímpica, que foi uma construção temporária, todos os outros locais usados para competição em 1932 ainda existem, sendo reformados ou adaptados para outros usos. Vários desses locais voltarão nos Jogos de 2028. Assim como o majestoso Memorial Coliseum, o Rose Bowl cumprirá com o seu dever Olímpico, como local para as partidas de futebol masculino e feminino, incluindo a final feminina. Enquanto isso, a Marina de Long Beach sediará eventos de vela, assim como fez em 1932 e 1984.

Los Angeles 1932 provou-se como um grande sucesso e moldou o formato de muitas particularidades que definem os Jogos Olímpicos como nós os conhecemos hoje. Os Jogos também também deram à cidade anfifriã um sentimento de orgulho Olímpico, que vive ao longo de décadas. “A história do sucesso dos Jogos da X Olimpíada está gravada nas profundezas de um abismo escuro de depressão mundial”, diz o Relatório Oficial. “Mas o espírito do Olimpismo iluminou esse abismo, e aqueles que vieram aos Jogos de todas as partes da Terra levaram para casa algo semelhante a uma esperança renovada, gerada por um entendimento mais apurado e uma amizade pelo próximo mais íntima, independentemente de raça ou crença.” Essas palavras poderiam ser facilmente aplicadas ao mundo de hoje.

IOC

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual
Assine aqui Assine aqui