Kevin Durant lidera o basquete dos EUA em Tóquio 2020

Kevin Durant será o general dos norte-americanos nas ausências de Harden, James e Curry. EUA venceram seis das sete medalhas de ouro em jogo.

Gonçalo Moreira

As tropas americanas do basquete se preparam para o ataque ao 16º ouro Olímpico e assim evitarem decepções como Munique 1972 (prata), Seul 1988 e Atenas 2004 (bronze).

Desde que o Dream Team chegou em Barcelona 1992 para mudar a história do basquete Olímpico – com a abertura dos Jogos a jogadores da NBA – os EUA venceram seis das sete medalhas de ouro em jogo. A convocação do time norte-americano se tornou por isso um evento de interesse global. Que estrelas da NBA vão na Tóquio 2020? Quem poderá ser o MVP do torneio?

O técnico Gregg Popovich conta com os seguintes atletas:

  • Kevin Durant, Brooklyn Nets
  • Damian Lillard, Portland Trail Blazers
  • Devin Booker, Phoenix Suns
  • Jayson Tatum, Boston Celtics
  • Khris Middleton, Milwaukee Bucks
  • Zach LaVine, Chicago Bulls
  • Bam Adebayo, Miami Heat
  • Draymond Green, Golden State Warriors
  • Jrue Holiday, Milwaukee Bucks
  • Jerami Grant, Detroit Pistons
  • Keldon Jonhson, San Antonio Spurs
  • JaVale McGee, Denver Nuggets

Estes dois últimos nomes foram anunciados a 16 de julho para preencher as ausências dos convocados Bradley Beal (Washington Wizards), que deu positivo por Covid-19, e Kevin Love (Cleveland Cavaliers), que não recuperou de lesão.

Kevin Durant será o general nas ausências de Harden, James e Curry

O bicampeão Olímpico Kevin Durant será o general nas ausências de Harden, James e Curry. Responsabilidade extra para um jogador que terminou "on fire" os Playoffs: média de 35,4 pontos/10,6 rebotes/5,4 assistências em 42,7 minutos. Apesar da derrota dos Brooklyn Nets perante Milwaukee Bucks, a semifinal da Conferência Este fica para a história com duas exibições vintage de Kevin Durant nos Jogos 5 e 7, anotando 49 e 48 pontos, respectivamente.

Com 2,08m Kevin Durant tem a visão de jogo de um armador, tiro de três pontos irrepreensível e qualidades defensivas muito acima da média. O seu ex-técnico em Golden State, Steve Kerr, que venceu dois títulos NBA com Kevin Durant nos Warriors e estará em Tóquio 2020 como adjunto de Gregg Popovich, deixou rasgados elogios ao atleta numa conversa com Raj Mathai, da NBC Bay Area.

"Simplesmente, demostrou que é o jogador de basquete mais talentoso do mundo... ou de todos os tempos”.

Experiência Olímpica não falta no 12 dos EUA para Tóquio 2020: Durant e Green foram ouro na Rio 2016, enquanto Love venceu em Londres 2012. A lenda de Kevin Durant atinge proporções épicas já que com a presença nos Jogos o craque dos Nets se converte no quarto americano que mais participações Olímpicas tem, numa lista liderada por Carmelo Anthony (2004, 2008, 2012, 2016).

Os EUA são máximos favoritos ao ouro e o principal obstáculo poderá ser o calendário. Booker, Middleton e Holiday vão jogar as finais da NBA e em caso de Jogo 7 só estariam disponíveis após 22 de julho, um dia antes da Cerimônia de Abertura de Tóquio 2020.