Kamila Valieva impressiona e quase bate próprio recorde em estreia Olímpica na patinação artística 

Atleta de 15 anos do ROC obtém 90.18 pontos, mais de 15 acima da segunda colocada no programa curto feminino do evento por equipes. Decisão das medalhas será em 7 de fevereiro em Pequim, noite do dia 6 no Brasil.

Sheila Vieira
Foto: Getty Images

Após bater o recorde mundial dos programas curtos femininos na patinação artística recentemente, Kamila Valieva fez sua estreia Olímpica neste domingo, 6 de fevereiro, em Beijing 2022, em grande estilo. A atleta do ROC, de apenas 15 anos, lidou com a pressão da melhor maneira possível: quase quebrando sua própria marca.

Valieva obteve 90.15 pontos no programa curto feminino do evento por equipes, perto de seu recorde de 90.45 do Campeonato Europeu em janeiro deste ano. A segunda colocada, a japonesa Higuchi Wakaba, fez 74.73 e a canadense Madeline Schizas surpreendeu ao obter a terceira colocação com 69.60.

A patinadora do ROC foi a única a fazer um Axel triplo no programa curto, com os braços levantados acima da cabeça, depois mostrou um flip triplo e um triplo Lutz em combinação, ao som de "In Memoriam". Valieva se tornou apenas a quarta mulher da história a apresentar um Axel triplo nos Jogos Olímpicos.

"Estava um pouco nervosa entrando na competição, mas assim que entrei no gelo, patinei bem. Estava com o controle do meu programa e o resultado foi o que eu queria", afirmou Valieva. "Tinha tanta energia chegando no fim do programa curto. Estou patinando pela minha avó que faleceu, então foi aquele sentimento que me tomou".

Após os programas curtos masculino e feminino e a dança rítmica da dança no gelo, cinco países avançaram para a segunda fase: ROC, EUA, Japão, Canadá e República Popular da China.

Kagiyama domina programa longo masculino

No programa longo masculino, o japonês Kagiyama Yuma, de 18 anos, brilhou e foi o melhor dos representantes dos cinco países finalistas, com 208.94 pontos. O atleta do ROC Mark Kondratiuk foi o segundo melhor, com 181.65. Vincent Zhou estreou em Beijing 2022, já que os EUA tiveram Nathan Chen no programa curto, e terminaram com a nota 171.44.

Kagiyama se tornou o quarto homem da história a fazer mais de 200 pontos no programa longo, após Nathan Chen (EUA) e os compatriotas Hanyu Yuzuru e Uno Shoma.

"No início, cometi um erro no primeiro loop quádruplo, mas depois do primeiro salto toda a minha apresentação foi perfeita", comemorou Kagiyama. "Preciso treinar ainda mais para os eventos individuais", acrescentou.

Após dois dias do evento por equipes, o ROC lidera com 45 pontos, seguido pelos EUA (42), o Japão (39), o Canadá (30) e a República Popular da China.

A decisão das medalhas do evento por equipes será na segunda-feira, 7 de fevereiro (a partir das 22:25 da noite de 6 de fevereiro no Brasil), com o programa longo de pares, a dança livre da dança no gelo e o programa longo feminino.

Confira programação e resultados da patinação artística

NOTÍCIAS DA PATINAÇÃO ARTÍSTICA POR E-MAIL.

Receba notícias de patinação artística, vídeos, destaques dos Jogos Olímpicos de Inverno e muito mais.