Julia Bergmann se impõe na recepção: 'Quem joga com a Gabi sempre vai ser alvo do saque adversário'

Seleção brasileira feminina de vôlei disputa terceira semana da fase preliminar da Liga das Nações, de olho na classificação para as quartas de final. Confira quais são os jogos e como acompanhar.

Sheila Vieira
Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

A seleção brasileira feminina de vôlei chega à terceira semana da Liga das Nações de Vôlei 2022 com boas chances de classificação para as quartas de final. A equipe medalhista de prata em Tóquio 2020 ocupa a terceira posição da tabela após as duas primeiras semanas, atrás apenas de Japão e EUA.

Faltam quatro partidas para definir as sete equipes que avançam - a Turquia já está garantida como país-sede da fase final. São três adversários asiáticos e o time da casa. Veja os confrontos e os horários:

  • 28 de junho: República Popular da China x Brasil - 11:00 (horário de Brasília)
  • 30 de junho: República da Coreia x Brasil - 14:00 (horário de Brasília)
  • 1 de julho: Brasil x Bulgária - 14:00 (horário de Brasília)
  • 2 de julho - Brasil x Tailândia - 10:30 (horário de Brasília)

Os jogos terão transmissão dos canais Sportv no Brasil.

Julia Bergmann vira alvo dos saques adversários

Um padrão dos oponentes do Brasil tem sido sacar em cima de Julia Bergmann, para evitar o passe de Gabi, uma das melhores do mundo. No entanto, isso tem feito bem para a jovem jogadora da seleção brasileira, que ocupa a segunda posição nas estatísticas de passes no torneio. Seu aproveitamento é de 56%.

“Quem joga ao lado da Gabi sempre vai ser um alvo do saque adversário. Gosto muito de passar e treinar passe e, como o saque vai ser direcionado em mim, já me preparo antes. Tento fazer nos jogos o que treino todos os dias", disse Julia Bergmann à CBV.

A atleta de 21 anos também analisou a terceira semana de jogos.

"A China tem feito bons jogos e conta com atacantes eficientes. Na última semana, focamos bastante na relação entre o bloqueio e a defesa. É um estilo de jogo diferente dos times europeus, mas vamos estudar e finalizar os últimos ajustes”, acrescentou.

Apesar da situação razoavelmente tranquila na tabela, José Roberto Guimarães quer atenção total da equipe para a terceira semana.

“Temos que nos adaptar ao fuso horário rapidamente. O jogo contra a China não será fácil. Depois, teremos a Coréia, que não tem feito grandes jogos, mas é sempre perigosa. A Bulgária joga em casa e tem alguns bons resultados. Para fechar, a Tailândia, que tem sido a sensação da competição e dificultado a vida de todas as equipes. Ainda estamos brigando pela classificação. Todo jogo é importante”.

As convocadas para a terceira semana são as levantadoras Macris e Roberta; as opostas Kisy e Lorrayna; as centrais Carol, Lorena, Júlia Kudiess e Mayany; as ponteiras Gabi, Pri Daroit, Rosamaria e Julia Bergmann; e as líberos Natinha e Nyeme.

GABI EXCLUSIVO: 'O diferencial do Brasil é o conjunto'

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual