Jogos Olímpicos de Inverno: um guia para iniciantes com esportes, principais atletas e participação brasileira

Quer saber mais sobre os Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022, mas não sabe nem por onde começar? Nós vamos te ajudar. Saiba quais são os esportes, quais brasileiros competem e quem são os principais favoritos nas 15 modalidades.

Sheila Vieira
Foto: 2018 Getty Images

Se você está animado para Beijing 2022, que começa em 4 de fevereiro, mas não se lembra quais são os esportes, este guia para iniciantes das 15 modalidades vai fazer você virar o expert do grupo de amigos.

Esportes de neve

Esqui alpino

Descer uma montanha o mais rápido possível. É simples assim! Mas há várias maneiras de descê-la. As duas principais são descer com o caminho livre (downhill) ou com ‘portas’ por dentro das quais o atleta deve passar, indo de um lado para o outro (slalom).

Saiba mais sobre as provas do esqui alpino

Quatro atletas imperdíveis: Mikaela Shiffrin (EUA), Petra Vlhová (Eslováquia), Marco Odermatt (Suíça), Lucas Braathen (Noruega).

Brasileiros: Michel Macedo compete no slalom e no slalom gigante. Lucas Braathen também tem nacionalidade brasileira, apesar de competir pela Noruega.

Programação do esqui alpino

Esqui cross-country

Também se trata de uma corrida, mas em terreno mais plano e com distâncias mais longas (até 50km), testando a resistência do atleta.

Saiba mais sobre as provas do cross-country

Quatro atletas imperdíveis: Johannes Høsflot Klæbo (Noruega), Alexander Bolshunov (ROC), Natalya Nepryaeva (ROC) e Frida Karlsson (Suécia).

Brasileiros: Manex Silva em todas as provas individuais e Jaqueline Mourão e Eduarda Ribera no sprint individual, 10km individual e sprint por equipes.

Programação do esqui cross-country

Alexander Bolshunov
Foto: 2018 Getty Images

Esqui estilo livre

Criativo e jovem, o esqui estilo livre tem aéreos e manobras radicais que são avaliadas por notas, em vários tipos de pista. Não é sobre ser mais rápido, mas fazer a melhor apresentação, exceto no esqui cross.

Saiba a diferença entre halfpipe, slopestyle e big air

Quatro atletas imperdíveis: Ailing (Eileen) Gu (China), Kelly Sildaru (Estônia), Mikael Kingsbury (Canadá), Brendan Mackay (Canadá).

Brasileiros: Sabrina Cass compete no moguls feminino.

Programação do esqui estilo livre

Salto de esqui

Um parente distante do salto em distância na neve. Os atletas descem uma rampa e se lançam no ar, tentando aterrissar o mais longe possível. Alguns atingem 120 metros! A técnica do salto também afeta o resultado.

Quatro atletas imperdíveis: Sara Takanashi (Japão), Karl Geiger (Alemanha), Kobayashi Ryoyu (Japão), Urša Bogataj (Eslovênia).

Não há brasileiros em Pequim.

Programação do salto de esqui

Sara Takanashi
Foto: 2018 Getty Images

Biatlo

Isso mesmo, dois esportes em um: esqui cross-country e tiro (em pé ou deitado). A cada tiro errado, a distância a percorrer aumenta.

Saiba as diferenças entre as provas do biatlo

Quatro atletas imperdíveis: Quentin Fillon Maillet (França), Marte Olsbu Røiseland (Noruega), Tiril Eckhoff (Noruega), Sebastian Samuelsson (Suécia).

Não há brasileiros em Pequim.

Programação do biatlo

Combinado nórdico

Também a combinação de dois esportes: esqui cross-country e salto de esqui. É o único esporte exclusivo para homens.

Dois atletas imperdíveis: Jarl Magnus Riiber (Noruega), Eric Frenzel (Alemanha).

Não há brasileiros em Pequim.

Programação do combinado nórdico

Snowboard

Assim como no esqui estilo livre, o objetivo é ser criativo e radical e os vencedores têm as melhores notas (exceto no snowboard cross e no slalom gigante paralelo). A diferença é que, em vez de esquis, você faz as manobras com um ‘skate sem rodas’ preso aos pés.

Quatro atletas imperdíveis: Shaun White (EUA), Hirano Ayumu (Japão), Jamie Anderson (EUA), Chloe Kim (EUA).

Não há brasileiros em Pequim.

Programação do snowboard

Esportes de gelo

Patinação artística

Esporte de inverno mais antigo nos Jogos Olímpicos, a patinação artística lembra a apresentação de solo da ginástica artística, reunindo a beleza do balé com saltos e giros extremamente arriscados, que deixam os espectadores com o coração na mão.

Saiba qual é a diferença entre pares e dança no gelo

Quatro atletas imperdíveis: Hanyu Yuzuru (Japão), Nathan Chen (EUA), Kamila Valieva (ROC), Anna Shcherbakova (ROC).

Não há brasileiros em Pequim.

Programação da patinação artística

Patinação de velocidade

Uma espécie de ciclismo de pista em patins, neste esporte o tempo é só o que importa. Não tem mata-mata: os atletas fazem suas próprias corridas e quem tiver o melhor tempo no final é o vencedor. Tem exceção? Claro que tem: a prova de largada em massa.

Quatro atletas imperdíveis: Ireen Wust (Países Baixos), Sven Kramer (Países Baixos), Laurent Dubreuil (Canadá), Erin Jackson (EUA).

Não há brasileiros em Pequim.

Programação da patinação de velocidade

Patinação de velocidade em pista curta

A pista curta tem 111.12m, contra 400m da patinação de velocidade. Porém, há outra importante diferença: na pista curta, tem mata-mata. Os melhores de cada bateria avançam e se enfrentam em rodadas até a final. Com muitos atletas brigando por pouco espaço, os esbarrões e quedas são constantes.

Saiba mais sobre as diferenças da patinação de velocidade em pista longa e curta.

Quatro atletas imperdíveis: Arianna Fontana (Itália), Suzanne Schulting (Países Baixos), Shaolin Sándor Liu (Hungria), Pascal Dion (Canadá).

Não há brasileiros em Pequim.

Programação da patinação de velocidade em pista curta

Bobsled

Lembra de Jamaica Abaixo de Zero? No bobsled, os atletas 'voam' por uma pista estreita de gelo cheia de curvas sinuosas dentro de um trenó. Quem tiver o melhor tempo combinado das descidas é o vencedor.

Aprenda sobre as diferenças de bobsled, skeleton e luge

Quatro atletas imperdíveis: Francesco Friedrich (Alemanha), Kaillie Humphries (EUA), Johannes Lochner (Alemanha), Cynthia Appiah (Canadá).

Brasileiros: A equipe masculina compete nas provas de 2-man (dupla) e 4-man (quarteto).

Programação do bobsled

Skeleton

A pista é a mesma do bobsled, mas em vez de um grande trenó, o atleta desce sozinho em uma espécie de carrinho de rolimã, de bruços, com a cabeça para frente. O mais rápido é campeão.

Quatro atletas imperdíveis: Martins Dukurs (Letônia), Kimberly Bos (Países Baixos), Tina Hermann (Alemanha), Christopher Grotheer (Alemanha).

Brasileiros: Nicole Silveira tem potencial para ser top 15.

Programação do skeleton

Nicole Silveira, representante do skeleton do Brasil.
Foto: CBDG

Luge

Similar ao skeleton, mas neste esporte os atletas descem pela pista de gelo deitados de costas, com os pés para frente.

Quatro atletas imperdíveis: Johannes Ludwig (Alemanha), Toni Eggert (Alemanha), Natalie Geisenberger (Alemanha), Madeleine Egle (Áustria).

Não há brasileiros em Pequim.

Programação do luge

Hóquei no gelo

O grande esporte coletivo dos Jogos de Inverno tem um puck no lugar de uma bola e o mesmo objetivo do futebol: quem marca mais gols, ganha. São cinco jogadores de linha e um goleiro em cada time.

Muito básica essa explicação? Aprofunde-se com o glossário do hóquei

Quatro atletas imperdíveis: Vadim Shipachyov (ROC), Sergei Andronov (ROC), Hillary Knight (EUA), Maria Philip-Poulin (Canadá).

Não há brasileiros em Pequim.

Programação do hóquei no gelo

Curling

Xadrez no gelo, no curling os jogadores lançam grandes pedras de granito em uma pista de gelo com o objetivo de acertá-las no centro de um alvo. Quem tiver a pedra mais bem posicionada em cada end pontua. Os atletas usam vassouras para ajudar na curvatura (curl em inglês) da trajetória da pedra.

Se quiser se aprofundar mais no curling, veja o glossário

Quatro atletas imperdíveis: Niklas Edin (Suécia), Bruce Mouat (Grã Bretanha), Anna Hasselborg (Suécia), Silvana Tirinzoni (Suíça).

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual