Jogos Mundiais de Surfe: portugueses avançam nas repescagens, e brasileira Yanca Costa segue no torneio 

Em dia reservado às repescagens do masculino e do feminino, lusos Francisca Veselko, Guilherme Ribeiro e Frederico Morais seguem na disputa após grandes exibições. Yanca Costa também avança, agora como a única brasileira no evento, que tem transmissão ao vivo do Olympics.com.

Virgílio Franceschi Neto
Foto: Ben Reed | All rights reserved (benreedphoto@gmail.com)

Foi uma quarta-feira de muita ação nas repescagens feminina e masculina dos Jogos Mundiais de Surfe da ISA (sigla em inglês para International Surfing Association - Associação Internacional de Surfe). O evento dá uma vaga em cada gênero no surfe em Paris 2024, para o Comitê Olímpico Nacional (CON) da equipe do país vencedor.

Surfistas do Brasil e de Portugal caíram nas ondas de Huntington Beach, na Califórnia (Estados Unidos), neste quinto do evento para seguirem no torneio a fim de somarem pontos para as suas equipes. 

Um excelente dia para Portugal. Francisca Veselko, Guilherme Ribeiro e Frederico Morais obtiveram excelentes resultados e seguem na competição, assim como Yanca Costa (BRA), que agora é a única brasileira na disputa do feminino.

Saiba mais como foram as repescagens em mais um dia do evento, que está sendo transmitido ao vivo pelo Olympics.com.

Portugueses avançam na repescagem do masculino

No torneio masculino, disputas nas repescagens três, quatro e cinco.

Nas águas estiveram os portugueses Guilherme Ribeiro e Frederico Morais, surfista que esteve em Tóquio 2020.

Não desapontaram. Ambos avançaram no evento, ainda dentro da repescagem.

Na repescagem três, Ribeiro venceu a bateria com a maior nota entre todas da rodada: 15.53. Na seguinte, foi o vice-líder, atrás do indonésio I Ketut Agus e avançou para a repescagem cinco, a última da quarta-feira. Uma vez mais, terminou em primeiro, com 11.76.

Classificado para a sexta fase da repescagem, foi 'um dia bom' na avaliação do surfista da Caparica, como ele mesmo falou para a transmissão do evento: "Primeiro, segundo e primeiro (lugares). Foi um dia bom para mim e para Portugal também. Está cada vez mais difícil e sigo vivo na competição."

Ainda há muito pela frente e ele sabe disso. "Estou indo pela equipe. Não posso perder mais nenhuma bateria", finalizou.

Frederico Morais, como foi para a repescagem mais tarde, entrou apenas em sua quarta fase. Na nona bateria, terminou à frente de todos, com 12.46 pontos. Classificado para a quinta rodada da repescagem, repetiu a dose em primeiro lugar da sua bateria, com 14.37 e vaga garantida na rodada seguinte.

"Foi uma última bateria muito difícil esta última. O nível está alto, tem sido bastante disputada. Falta um pouco menos agora. Quero agradecer a todos os torcedores que estão conosco", comentou Morais para a transmissão oficial do evento.

Masculino: os confrontos da sexta repescagem

  • Bateria 4: Malakai Martínez (CRC) x Guilherme Ribeiro (POR) x I Ketut Agus (INA)
  • Bateria 5: Frederico Morais (POR) x Mihimana Braye (FRA) x Joshua Burke (BAR)
Frederico Morais, de Portugal, durante a terceira rodada dos Jogos Mundiais de Surfe ISA 2022.
Foto: Pablo Franco

Feminino: Francisca Veselko e Yanca Costa seguem na competição

Entre as mulheres foram disputadas a segunda, terceira e quarta repescagens.

Na repescagem inicial, a segunda, as brasileiras avançaram para a terceira, com Karol Ribeiro na segunda colocação e Mariana Areno em primeiro.

Na terceira repescagem, Karol Ribeiro terminou em terceiro lugar na oitava bateria e encerrou sua participação em Huntington Beach. Diferente de Mariana Areno, que na sétima bateria ficou em segundo e avançou para a quarta repescagem.

Yanca Costa venceu a sua bateria com 9.56 e também seguiu na competição. "Estou muito feliz de estar conseguindo surfar, na primeira eu não consegui. Isso me dá confiança para seguir em frente no torneio", comentou Costa para a transmissão oficial do evento.

Quando perguntada sobre a equipe brasileira, acrescentou: "Meu time é muito unido, nosso time é muito unido. E experiência do Miguel, Samuel e do Jadson, a energia de todos, nós meninas estamos evoluindo e eu sou muito feliz por poder representar o Brasil."

Na quarta fase da repescagem, ela repetiu o bom desempenho ao ficar em segundo lugar na sua bateria, com 7.7 pontos, atrás somente da britânica Alys Barton. O resultado deu à cearense um lugar na quinta rodada, ainda dentro da repescagem.

Minutos depois foi a vez de Francisca Veselko (POR) brilhar nas ondas californianas, ao fazer 11 pontos em primeiro lugar e também classificar-se para a quinta repescagem.

Mariana Areno (BRA) novamente foi às águas para a quarta repescagem, mas não repetiu o desempenho da anterior. Terminou em último na sua bateria e acabou eliminada da competição.

Feminino: os confrontos da quinta repescagem

  • Bateria 1: MATSUDA Shino (JPN) x Yanca Costa (BRA) x India Robinson (AUS) x Leilani McGonagle (CRC)
  • Bateria 4: Francisca Veselko (POR) x YANG Siqi (CHN) x Chelsea Tuach (BAR) x Arena Rodríguez (PER)
Mariana Areno em ação durante a repescagem no quinto dia dos Jogos Mundiais de Surfe 2022 da ISA, em Huntington Beach (Califórnia), Estados Unidos.
Foto: All rights reserved. benreedphoto@gmail.com

Brasil e Portugal no evento principal

Foi um dia de descanso para os surfistas do evento principal dos Jogos Mundiais de Surfe.

No masculino, estão na quinta rodada o português Guilherme Fonseca e todos os três brasileiros: Jadson André e os irmãos Miguel e Samuel Pupo.

No feminino, Portugal está representado por duas atletas na competição principal: Teresa Bonvalot e Yolanda Hopkins, que inclusive representaram o país nos Jogos Tóquio 2020.

A única brasileira ainda no evento é Yanca Costa, mas na repescagem.

Os Jogos Mundiais de Surfe estão programados para terminar em 24 de setembro.

Como assistir aos Jogos Mundiais de Surfe da ISA

Acompanhe todas as ações dos Jogos Mundiais de Surfe da ISA, ao vivo, através do Olympics.com.

Vale vaga em Paris 2024.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual