Guilherme Costa é bronze no primeiro dia do Mundial de Esportes Aquáticos 

Nadador de 23 anos conquista primeiro pódio em Mundiais em Budapeste. Nicholas Santos se classificou para a decisão dos 50m borboleta. Katie Ledecky conquista seu primeiro ouro da competição e o francês Leon Marchand impressiona. 

Sheila Vieira
Foto: 2022 Getty Images

O Brasil conquistou medalha logo no primeiro dia do Mundial de Esportes Aquáticos de Budapeste, neste sábado, 18 de junho. Guilherme Costa, o "Cachorrão", foi bronze nos 400m livre, com tempo de 3min43s31.

Este foi o primeiro pódio de Guilherme em Mundiais aos 23 anos. Em 2019, ele foi campeão Pan-Americano nos 1500m livre.

O vencedor foi o australiano Elijah Winnington, com 3min41s22 e a prata ficou com o alemão Lukas Martens, com 3min42s85.

Guilherme estava em sétimo nos primeiros 200m e em quinto na última virada, acelerando nos últimos 50m para chegar ao pódio.

"Acertei a prova, mas acho que deveria ter passado mais forte. Sabia que tinha que crescer no final, que é o meu forte desde pequeno, é a minha característica", disse Guilherme ao Sportv.

A sessão também teve Nicholas Santos, 42, se classificando para mais uma final dos 50m borboleta. Com duas pratas e um bronze nesta prova, ele avançou com o oitavo tempo, 23s04. Os melhores tempos foram do britânico Benjamin Proud (22s76) e do americano Caeleb Dressel (22s79).

A final dos 50m borboleta masculino será neste domingo, 19 de junho, na sessão que começa às 13h (horário de Brasília).

O Brasil também teve Giovanna Diamante nas semifinais dos 100m borboleta feminino, com o décimo tempo, 57s94. Ela ficou fora da final por apenas três centésimos.

O dia acabou com os revezamentos 4x100m livre. No masculino, o Brasil formado por Gabriel Santos, Marcelo Chierighini, Felipe Ribeiro e Vinicius Assunção terminou em sétimo, com tempo de 3min12s21. O pódio foi formado por EUA, Austrália e Itália.

Já a equipe feminina brasileira fechou na sexta colocação, 3min38s10, com Ana Carolina Vieira, Stephanie Balduccini, Giovanna Diamante e Giovana Reis. A Austrália foi ouro, seguida por Canadá e EUA.

No nado artístico, o Brasil se classificou para duas finais: combo livre e dueto misto técnico, com Gabriela Regly e Fabiano Ferreira.

Leon Marchand na final dos 400m medley masculino em Budapeste.
Foto: 2022 Getty Images

Nasce uma estrela: Leon Marchand

O grande destaque do primeiro dia no masculino foi o francês Leon Marchand, de 20 anos, que fez o segundo melhor tempo da história nos 400m medley masculino, 4min04s28, conquistando sua primeira medalha em Mundiais. Prata e bronze para os EUA, com Carson Foster e Chase Kalisz.

"Não sabia que seria tão rápido hoje. O meu objetivo para Paris era fazer 4min04s", disse Marchand. "Melhorei muito no peito e no costas, por isso estava tão forte nos 300m. Dei tudo de mim nos 100m finais". O francês estava abaixo da linha do recorde mundial na virada de 300 metros.

Marchand é treinado pelo americano Bob Bowman, que foi mentor de Michael Phelps, recordista mundial dos 400m medley. Ele também é filho de Xavier Marchand, medalhista de prata mundial nos 200m medley em 1998.

A multicampeã Olímpica e mundial Katie Ledecky, dos EUA, conquistou o título dos 400m livre feminino com tranquilidade, com tempo de 3min58s15. A canadense Summer McIntosh (3min59s39) e a americana Leah Smith (4min02s08) foram prata e bronze.

Em maio, Ledecky perdeu o recorde mundial dos 400m para a australiana Ariarne Titmus, que não foi a Budapeste.

"Sempre estou tentando melhorar e seu que terei grandes provas pela frente. Summer [McIntosh] está agora no clube de menos de 4 minutos, então só vai ficar mais difícil. Sei que tenho que trabalhar e sei que aqui é uma boa base para os próximos anos pensando em Paris", disse Ledecky ao Olympics.com em Budapeste.

McIntosh comemorou o resultado próximo a Ledecky. "Eu baixava fotos dela na internet e fazia pôsteres na parede. Ela é um dos meus ídolos, então é muito bom enfrentá-la", contou a canadense ao Olympics.com.

Finais da natação deste domingo, 19 de junho

  • 100m peito masculino
  • 100m borboleta feminino
  • 50m borboleta masculino - com Nicholas Santos
  • 200m medley feminino

No Brasil, o evento tem transmissão do Sportv. Em Portugal, a transmissão é no AllAquatics. Para outros territórios, confira aqui.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual