Grandes rivalidades Olímpicas: Natalie Geisenberger vs. Dajana Eitberger no luge

A batalha pelo título feminino do luge em Beijing 2022 pode ser uma luta alemã, com Natalie Geisenberger e Dajana Eitberger lutando pelo pódio. Mas quem está na frente nesta corrida? O Olympics.com detalha essa rivalidade que pode chegar ao seu auge nos próximos Jogos de Inverno, que começam em 4 de fevereiro.

Foto: 2018 Getty Images

A história Olímpica do luge é sinônimo de sucesso alemão. Os atletas do país venceram 37 medalhas Olímpicas, incluindo 18 ouros. Os alemães são tão dominantes, que conseguiram ganhar nove dos 11 ouros do esporte em PyeongChang 2018, Sochi 2014 e Vancouver 2010.

Uma das razões para este sucesso é a ascensão de Natalie Geisenberger, que se tornou uma das maiores lugers da história. A atleta da Baviera, de 33 anos, tem incríveis quatro ouros Olímpicos, sem contar o bronze em Vancouver quando estava começando.

Geisenberger e Eitberger em PyeongChang 2018.
Foto: 2018 Getty Images

A grande Geisenberger tentará novamente o ouro feminino em Beijing 2022, mas ela pode ser superada pela compatriota Dajana Eitberger.

Apesar de seu currículo não ser tão ilustre quando o de sua compatriota medalhista de ouro, Eitberger produziu apresentações excelentes em sua carreira, incluindo a prata em PyeongChang 2018 no individual feminino, terminando atrás justamente de Geisenberger.

A ‘G.O.A.T.’ contra a desafiante

No luge feminino, é difícil não dizer que Geisenberger é a G.O.A.T (sigla em inglês para Greatest of All Time, Melhor da História em português). Com quatro ouros Olímpicos, hexacampeonato europeu e nove ouros em Mundiais, Geisenberger ganhou tudo que há para ser ganho no esporte. Sua busca incansável pela perfeição faz com que ela seja novamente favorita em Beijing 2022.

Enquanto Geisenberger domina o luge, sua compatriota Eitberger tem se provado uma competidora difícil nos últimos cinco anos. Durante os primeiros dias da rivalidade delas, em 2014/15, Geisenberger e Eitberger disputaram diretamente o título europeu, com a veterana tentando defender o título e a novata tentando causar uma zebra.

Em uma disputa memorável, Eitberger venceu a campeã Olímpica e levou o ouro por muito pouco. Geisenberger registrou o tempo de 1:40.520 e Eitberger venceu por um centésimo de segundo, com 1:40.510, para ganhar seu primeiro título europeu.

Três anos depois, as rivais se enfrentaram novamente, desta vez no maior palco de todos - os Jogos Olímpicos de Inverno. Depois de uma temporada incrível da Copa do Mundo em 2017/18, com Geisenberger no topo do ranking individual feminino, todos os olhos estavam em Eitberger, que tentava seu primeiro ouro Olímpico.

A atual campeã Olímpica Geisenberger começou como esperado, na liderança após a primeira descida. Eitberger, por sua vez, ficou apenas em sétimo antes da segunda descida.

Em um momento de sorte para Eitberger, Geisenberger errou, dando esperança à rival. Porém, Eitberger não aproveitou a chance e foi prata, com Geisenberger levando o ouro novamente.

O que esperar das alemãs em Beijing 2022?

Os Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022 prometem o mesmo das últimas edições, com os alemães ocupando vários lugares no pódio. Julia Taubitz, de 24 anos, está crescendo bastante e pode ser uma ameaça em Pequim.

No entanto, as maiores expectativas ainda estão sobre Geisenberger e Eitberger. A dupla será desafiada por Taubitz, Tatiana Ivanova (ROC) e a austríaca Madeleine Egle, mas a experiência dos grandes campeonatos ainda favorece as alemãs.

Geisenberger tentará sua terceira medalha de ouro seguida no individual, enquanto Eitberger busca seu primeiro título Olímpico individual.

O luge em Beijing 2022 começa em 4 de fevereiro na pista de Xiaohaituo, terminando em 10 de fevereiro.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual