Gabi Nunes faz dois gols na vitória do Brasil sobre a Hungria

Com dois gols de Gabi Nunes e um de Bia Zaneratto, Brasil venceu a Hungria por 3 a 1 em amistoso realizado nesta segunda-feira. Foi o primeiro triunfo da equipe em 2022. Próximo compromisso será em junho, contra a Suécia, como parte da preparação para a Copa América de julho. 

Virgílio Franceschi Neto

A semana começou com uma vitória da seleção feminina de futebol. Em jogo realizado em San Pedro del Pinatar, na costa espanhola do Mediterrâneo, a equipe venceu amistoso contra a Hungria, 41ª colocada no ranking da FIFA (Federação Internacional de Futebol), por 3 a 1, com gols de Bia Zaneratto e Gabi Nunes, que marcou duas vezes. Foi o segundo de dois jogos do Brasil nesta digressão de abril pela Europa. Na quinta-feira dia 7 de abril, o time conseguiu um empate contra a Espanha em 1 a 1.

SAIBA MAIS: Lorena segura no final e seleção feminina empata amistoso com a Espanha

O Olympics.com conta como foi a vitória das brasileiras, a primeira deste ano, na preparação para a Copa América 2022, em julho, na Colômbia.

Primeiro tempo sem surpresas

Sem permitir quaisquer ações das húngaras, o Brasil foi bastante superior e abriu o placar aos 14 minutos, com Gabi Nunes, após toque de cabeça em cobrança de escanteio pela direita. A atacante de 25 anos de idade chegou antes da marcação e fez o gol. Aos 20 minutos, a posse de bola era de 60% das brasileiras, contra 40% das europeias.

Aos 23, Angelina saiu lesionada e deu lugar a Ingryd. A equipe pouco a pouco foi gostando do jogo, passou a colocar o seu ritmo, mas ao mesmo tempo permitiu com que Hungria começasse a ser mais ofensiva. Mesmo assim a goleira Lorena teve pouco trabalho. Apenas aos 35 a Hungria finalizou pela primeira vez.

No último lance da etapa inicial, Papp (HUN) salvou em cima da linha e impediu que seleção anotasse o segundo gol.

Placar parcial: Brasil 1 x 0 Hungria.

Segundo tempo mais movimentado

A treinadora Pia fez algumas modificações no intervalo, uma delas foi a entrada de Bia Zaneratto no lugar de Geyse. A atacante do Palmeiras deu logo o cartão de visitas. Para além de haver colocado um ritmo mais rápido e ofensivo para o time, aos sete minutos, com muito talento ela recebeu na intermediária e, com a bola em movimento, percebeu onde estava, ajeitou o esférico e acertou uma canhota indefensável, à esquerda da goleira magiar. Golaço. Brasil 2 a 0.

A seleção dominou todas as ações e a Hungria apenas se defendeu. O terceiro gol era questão de tempo. Aos 16 minutos, Kerolin arrancou do campo de defesa, escapou da marcação, deixou para Adriana pela direita que cruzou para o mergulho de Gabi Nunes, que aplicou uma cabeçada com destino certo: gol do Brasil, 3 a 0.

A Hungria passou a flertar com as redes a partir da metade desta parte derradeira do jogo. Aos 28, Csiszár recebeu dentro da área e foi derrubada por Ingryd. Pênalti assinalado a favor das europeias. Na cobrança, Csiki marcou e diminuiu a diferença. O Brasil ainda teve tempo para algumas chances. A principal delas foi aos 40, quando Adriana recebeu pela esquerda, entrou na área e chutou cruzado pela linha de fundo.

Fim de jogo e resultado de 3 a 1 para as brasileiras. Uma partida em que a seleção jogou como gosta, com a bola nos pés. Com posse de bola a equipe foi capaz de criar as chances e aproveitá-las. Com cinco jogos em 2022, o triunfo diante da Hungria também é a primeira vitória do time no ano - nos quatro anteriores, empates contra a Espanha, Finlândia e Países Baixos e uma derrota para a França.

Ficha técnica

BRASIL: 1 Lorena; 13 Antônia, 4 Thais Regina (19 Thais), 15 Tainara, 20 Fernanda; 8 Angelina (5 Ingryd), 21 Kerolin (10 Gabi Portilho), 11 Adriana, 17 Ary Borges. (23 Ana Vitória); 18 Geyse (16 Bia Zaneratto) e 14 Gabi Nunes (9 Debinha). Treinadora: Pia Sundhage.

HUNGRIA: 12 Bíró; 20 Lilla, 19 Németh (9 Szakony), 18 Kovács; 3 Csiszár, 5 Csiki, 11 Nagy, 6 Fenyvesi, 23 Papp (17 Kocsán); 10 Vágó (13 Pápai) e 21 Zágor. Treinadora: Margret Kratz.

Arbitragem: Ainara Acevedo Dudley (ESP); Matilde Estevez-García Biajakue (ESP) e Rita Cabañero Mompó (ESP).

Gols: Gabi Nunes (BRA) aos 14 minutos do primeiro tempo; Bia Zaneratto (BRA) aos 7, Gabi Nunes (BRA) aos 16 e Csiki (HUN) aos 29 minutos do segundo tempo.

Cartões: amarelo para Kocsán (HUN).

Este foi a quarta partida na história entre brasileiras e magiares. Nas três anteriores, vitória do Brasil:

  • Brasil 6 x 1 Hungria, em Águas de Lindoia/SP, em 21/4/1996
  • Brasil 3 x 0 Hungria, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas/SP, em 25/4/1996
  • Brasil 2 x 0 Hungria, em Rio Claro/SP, em 28/4/1996

Próximo jogo

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já confirmou o último compromisso da seleção antes da Copa América 2022, com data, local e adversário definidos: dia 28 de junho, em Estocolmo, contra a Suécia.

A Copa América vai acontecer na Colômbia, de 8 a 30 de julho.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual