Japão não será mais sede da final do Grand Prix de patinação artística

País fechou as fronteiras devido à nova variante do coronavírus. Evento exclusivo da patinação artística que aconteceria em Osaka entre 9 e 12 de dezembro foi cancelado pelos organizadores japoneses. Federação Internacional vai estudar o adiamento da competição para o final da temporada.

Shintaro Kano
Foto: Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved

A final do Grand Prix de patinação artística, marcada para entre os dias 9 e 12 de dezembro em Osaka, no Japão, foi cancelada pelos organizadores locais devido à variante Omicron, com o país fechando suas fronteiras por causa da pandemia.

Os organizadores fizeram o anúncio do cancelamento nesta quinta-feira (2 de dezembro). O evento reuniria os melhores patinadores artísticos em um único lugar às vésperas dos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022.

A União Internacional de Patinação (sigla ISU em inglês para International Skating Union) ainda vai estudar a possibilidade de a final ser adiada para uma outra data na temporada, sem mencionar se Osaka será considerada novamente ou se será escolhida uma outra sede.

Caso não seja remarcada, será o segundo ano consecutivo em que a final do evento é cancelada por causa da pandemia do coronavírus.

"Devido ao anúncio do governo em 29 de novembro relacionado ao reforço do controle das fronteiras que suspende a entrada de todos os cidadãos estrangeiros, informamos o cancelamento do evento," disse a Federação Japonesa de Patinação em comunicado.

"Nós pedimos imensas desculpas por quaisquer inconveniências e agradecemos a sua compreensão."

A ISU se pronunciou oficialmente: "A ISU lamenta que a realização do evento não seja mais possível na cidade de Osaka, em dezembro."

"A ISU vai avaliar um possível adiamento para realizar o evento no final da temporada e tomará uma decisão o mais rápido possível. A ISU agradece a Federação Japonesa de Patinação pelos esforços e cooperação."

O Primeiro Ministro Japonês, Fumio Kishida, anunciou na última segunda-feira (29 de novembro) que o país proibiria a entrada de quaisquer estrangeiros a partir do dia seguinte, terça-feira (30 de novembro).

A final - que seria realizada em alguns dias - reúne os seis melhores patinadores ou equipes em cada disciplina da série Grand Prix da Federação Internacional de Patinação (ISU).

No mês de novembro o Japão foi a sede do Troféu NHK, em Tóquio, a quarta etapa das seis que o Grand Prix possui.

Entretanto, com a descoberta da variante Omicron, as circunstâncias mudaram rapidamente desde a segunda semana de novembro, com o governo japonês não querendo correr riscos em relação à última cepa da Covid-19.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual