Filipe Toledo triunfa em Bells Beach e assume liderança da World Surf League

Brasileiro é quarto surfista do país a badalar os sinos da tradicional praia australiana. Ele derrotou nas quartas de final John John Florence, devolvendo a derrota que sofreu para o havaiano na final de 2019. Italo Ferreira parou nas quartas de final.

Sheila Vieira
Foto: 2022 World Surf League

O brasileiro Filipe Toledo comemorou seu aniversário, em 16 de abril, da melhor forma possível. O surfista assumiu a liderança do ranking mundial quando completou 27 anos e, no dia seguinte, venceu a etapa de Bells Beach (Austrália) da World Surf League em 2022.

Na final, Filipinho derrotou o novato australiano Callum Robson. Esta foi a quarta etapa da temporada da WSL, segunda em que Filipe vai à final (foi vice em Portugal). Na carreira, ele soma 11 vitórias em 16 finais.

"É muito bom poder estar aqui nesse lugar especial, com muita história e eu não poderia estar mais feliz com esse presente”, disse o brasileiro, que badalou os sinos de Bells Beach pela primeira vez na carreira.

Filipe é o quarto surfista brasileiro a vencer a etapa mais tradicional da WSL. A primeira foi Silvana Lima em 2009. Adriano de Souza e Italo Ferreira venceram em 2013 e 2018, respectivamente.

“Eu levei nove anos para finalmente badalar esse sino e o Callum (Robson) já chegou tão próximo no seu primeiro ano, então ele pode esperar um pouco mais né”, brincou Felipe.

Essa foi a quarta final seguida com um brasileiro disputando o título em Bells Beach. Caio Ibelli tinha sido vice-campeão contra o sul-africano Jordy Smith em 2017 e Filipe também perdeu a decisão em 2019, para o havaiano John John Florence. A derrota foi devolvida no novo confronto entre eles, pelas quartas de final no sábado.

"Sim, todo mundo estava esperando essa bateria (contra Florence), mas eu me preparei mentalmente para vir com tudo pra vencer. Eu estava muito confiante em surfar o meu melhor em cada onda. Na verdade, eu orei bastante antes da bateria, pedindo a Deus para me mandar a primeira onda e minhas preces foram atendidas. Veio aquela onda incrível (9,63) e eu ganhei mais confiança para o restante da bateria”, comentou o brasileiro sobre o confronto das quartas.

O campeão Olímpico Italo Ferreira foi superado nas quartas de final em confronto duríssimo contra o australiano Jack Robinson. Ele está na sétima colocação no ranking após Bells Beach.

A campeã feminina em Bells Beach foi a australiana Tyler Wright, que derrotou a rival Carissa Moore, do Havaí, líder do ranking.

"Eu ganhei dois títulos mundiais, mas esta vitória parece tão grande quanto eles. Era o único evento que eu realmente sempre quis vencer e aqui estou eu, muito feliz”, disse Tyler Wright. “Já venho competir aqui, descendo essas escadas há 12 anos, para conseguir a vitória com toda minha família aqui, então estou me sentindo na lua agora. Foram 4 longos anos para me recuperar (síndrome pós-viral) e nunca me senti tão forte. Muitas vezes, pensei em desistir. Mas, trabalhei muito para estar aqui e agradeço por todo apoio, amor e cuidado que tive de tantas pessoas”.

A próxima etapa da WSL será em Margaret River, também na Austrália, a partir de 24 de abril, e Filipe tentará defender o título, assim como a brasileira Tatiana Weston-Webb, que está na sexta colocação do ranking.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual