Loading...

Daniel Wiffen: de figurante em Game of Thrones para o topo da natação da Irlanda

Jovem de 21 anos participou da famosa cena do Casamento Vermelho em Game of Thrones. Hoje, estrela da natação irlandesa, foi prata nos 1500m livre nos Jogos da Comunidade Britânica. O Olympics.com conversou com o atleta Olímpico e múltiplo recordista irlandês sobre sua ascensão na natação e as memórias daquele famoso episódio em um dos programas de TV mais comentados do planeta.

5 min Por Sean McAlister
Daniel Wiffen 
(Foto: 2022 Getty Images)

Onde você estava quando assistiu ao Casamento Vermelho?

Esse episódio de Game of Thrones (GoT) ficou para a história em junho de 2013, quando membros da família Stark, na série, encontraram sua morte prematura nas mãos de Lord Walder Frey, em um ato de traição que chocou o mundo.

Para Daniel Wiffen, um nadador da Irlanda que aos 21 anos já representou seu país em uma edição de Jogos, e foi medalhista nos recentes Jogos da Comunidade Britânica em Birmingham, a resposta provavelmente é um pouco diferente da sua. Ele estava na cena como figurante ao lado de seu irmão gêmeo, assistindo a Jon Snow em um dos episódios mais infames da televisão.

“Eu realmente não sabia sobre 'Game of Thrones' quando era mais novo”, revelou Wiffen ao Olympics.com de seu campo de treinamento de alta altitude nos arredores de Granada, na Espanha. “Meus pais não me deixavam assistir, mas acho que meu pai acompanhava o tempo todo, e então minha irmã conseguiu um papel muito bom em Game of Thrones – ela era uma das filhas Frey (Neyela Frey).

“Então ela foi, fez sua parte e acabamos também na cena do Casamento Vermelho, ao fundo – o que foi muito legal.”

Assumindo o trono

Ao contrário de Game of Thrones, onde a traição contra membros da família é a norma, Wiffen tem um vínculo estreito com seus próprios irmãos, grande parte decorrente de um amor compartilhado pela natação.

O irmão mais velho de Wiffen agora é treinador da modalidade, enquanto seu irmão gêmeo também é um nadador de elite que vive, estuda e treina com ele na Universidade de Loughborough, na Inglaterra.

“Eu realmente não tenho muita rivalidade com meu irmão mais velho – ele desistiu pouco antes de eu vencê-lo”, disse Wiffen com um semblante de brincadeira. “Mas eu e meu irmão gêmeo Nathan temos uma grande rivalidade porque treinamos juntos e ele está fazendo as mesmas provas que eu, ele fazia nado costas e agora faz livre.”

A ascensão de Wiffen no mundo da natação teve um pouco de drama.

Em 2021 ele fez parte da equipe irlandesa para Tóquio 2020. Foi uma conquista que ele esperava que acontecesse, embora muitas pessoas, mesmo dentro da equipe nacional, sequer soubessem daquilo que era capaz.

“Eu estava na minha melhor forma e sabia que provavelmente custaria muito para eu não estar no time”, explicou. “Eu tinha isso na minha cabeça, mas não queria contar para ninguém na Irlanda…

“Vim para a Irlanda três dias antes do encontro da equipe nacional e perguntei ao meu treinador quem ele achava que faria parte da equipe Olímpica, e ele nem me mencionou!”

Para surpresa de todos os presentes, além dele mesmo, Wiffen obteve o índice de classificação já nas baterias da primeira prova em que participou, para se tornar o primeiro nadador da Irlanda a garantir um lugar em Tóquio 2020.

Se as pessoas não estavam cientes de seu potencial antes daquele dia, certamente passaram a estar a partir dali.

Um ano histórico com a conquista do pódio

Tóquio 2020 foi um momento de destaque para esta estrela irlandesa da natação, em constante crescimento. Ele não apenas venceu sua bateria nos 800m, mas também estabeleceu um novo recorde pessoal ao desafiar as expectativas em seus primeiros Jogos Olímpicos.

Mas isso foi apenas o começo de uma temporada que o viu quebrar vários recordes nacionais da Irlanda - ele agora possui oito - e conquistar uma medalha em um dos eventos esportivos internacionais mais prestigiados do ano.

Depois de chegar à final dos 800m no Mundial de Esportes Aquáticos de Budapeste, em junho, Wiffen foi para os Jogos da Comunidade Britânica em Birmingham, onde, de cara, beliscou o pódio ao terminar em quarto - por centímetros - nos 400m livre.

Mas o melhor ainda estava por vir. Wiffen estabeleceu nos 1500m em um novo recorde irlandês de 14min51s79 e garantiu para o país uma histórica medalha de prata.

E as pessoas mais empolgadas com o drama que envolveu a medalha de Wiffen naquele dia foram da sua família, que reuniu-se para acompanhar a prova.

“Toda a minha família, todos os meus amigos de Loughborough e treinadores que me ensinaram desde bem jovem, vieram assistir a esta final dos 1500, então todos puderam assistir pessoalmente, o que foi muito legal.

“Acho que eles tentaram entrevistar meus pais durante a prova e meus pais ficaram tipo, 'você não pode nos entrevistar enquanto ele está competindo, nós estamos acompanhando!'”

Fora das águas, Wiffen ainda não desistiu de sua presença nas telas. Ele ainda registra os treinamentos e as competições dele e do seu irmão no canal Wiffen Twins, no YouTube.

Agora, quase 10 anos após o seu papel de figurante em "Game of Thrones", o recordista irlandês e medalhista dos Jogos da Comunidade Britânica certamente está no centro da preparação para Paris 2024, que acontece daqui a menos de dois anos.

E embora ele não tenha planos - ou tempo - para voltar a atuar com medalhas Olímpicas e mundiais em sua lista de desejos, é uma função que pode tentar se voltar ao universo da televisão.

“Se surgisse algo que eu gostasse, por exemplo, se eu quisesse estar na nova "House of Dragons", se me oferecessem, provavelmente eu dedicaria algum tempo para entrar nisso.”

Mas, por enquanto, com esta estrela do esporte em franca ascensão, a pergunta que as pessoas deveriam fazer é esta: onde você estava quando assistiu a Daniel Wiffen?

Adicione esses aos seus favoritos
Daniel WIFFENDaniel WIFFEN
NataçãoNatação
Mais de

You May Like