Comitê Paralímpico Brasileiro define os atletas para os Jogos Paralímpicos de Inverno Beijing 2022

Em transmissão ao vivo realizada nesta quinta-feira, entidade definiu os seis atletas que vão representar o Brasil entre 4 e 13 de março, em Pequim. O número de brasileiros dobrou em relação à última edição. Será a terceira participação do país, depois de Sochi 2014 e PyeongChang 2018.

Virgílio Franceschi Neto
Foto: 2018 Getty Images

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) anunciou nesta quinta-feira (13 de janeiro) os seis atletas que vão representar o Brasil nos Jogos Paralímpicos de Inverno Beijing 2022, que terá cinco competidores no para esqui cross-country e um no para snowboard. O CPB trabalhou em conjunto com a Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN) para definir a delegação.

Será a terceira participação do país em Jogos Paralímpicos de Inverno. Na primeira vez, em Sochi 2014, dois competidores: Fernando Aranha e André Pereira. Quatro anos depois, em PyeongChang 2018, foram três: André Pereira, Aline dos Santos Rocha e Christian Ribera. Para a edição do próximo mês de março o número de participantes brasileiros dobrou.

Em transmissão ao vivo pelas redes sociais do CPB, Presidente da entidade, Mizael Conrado, ressaltou o crescimento do Brasil nos anos recentes: "Os resultados ao longo do último ciclo foram muito positivos. Esta próxima edição será histórica," enfatizou Mizael.

"Estou muito contente com o trabalho que tem sido feito, o que está refletindo em mais atletas participando dos Jogos. A gente acredita muito em bons resultados," comentou Jonas Freire, diretor de esportes de alto rendimento.

No último ciclo o Brasil obteve vários bons resultados, com destaque para as medalhas de prata e de bronze na Copa do Mundo no para esqui cross-country em Vuokatti, na Finlândia, na temporada 2018/2019, além de um bronze na etapa da Copa do Mundo 2020/2021 em Planica, na Eslovênia, com Aline dos Santos Rocha.

Brasileiro André Pereira em ação durante o Parasnowboard masculino dos Jogos Paralímpicos de Inverno Sochi 2014.
Foto: 2014 Getty Images

Os convocados

  • Aline dos Santos Rocha (para esqui cross-country) que vai para a segunda participação em Jogos. "Estou muito feliz pela oportunidade de representar mais uma vez o Brasil. Conto com a torcida de todos," ela disse para as redes do CPB.
  • Cristian Ribera (para esqui cross-country), que ficou em sexto lugar no para esqui cross-country em PyeongChang 2018 (melhor resultado do Brasil na história).
  • Guilherme Rocha (para esqui cross-country). “Estou muito feliz, eu e minha família. Treinei por quatro anos para isso, uma bênção. Quero colocar em prática tudo aquilo que treinei e dar uma medalha para o Brasil,” manifestou o atleta nas redes sociais.
  • Robelson Moreira (para esqui cross-country).
  • Wesley dos Santos (para esqui cross-country), que comentou: “É um orgulho fazer parte da equipe, estou feliz com a convocação e espero poder fazer ótimos resultados, ter um bom desempenho e contribuir com a modalidade.”
  • André Barbieri (para snowboard). “Estou com muita expectativa, estou animado, tudo pode acontecer no snowboard, de quarto lugar você pode chegar em primeiro, estou animado e muito ansioso. Vamos, Brasil,” falou o catarinense pela internet.

Para além dos atletas, mais de 10 pessoas trabalharão no apoio à delegação do Brasil, nomeadamente: Mariana Rangel, Fernando Alves, Taylor Pereira, Leandro Ribela, Frederico Siqueira, Nuno Mendonça, Maria Cristina Miguel (Psicóloga), Lucas Garbuglia (Fisioterapeuta), João Augusto Barreto Lombardi (Médico), Pedro Cavazzoni, Gustavo Haidar e Anders Petterson (Presidente da CBDN), que vai ser Chefe da Missão Paralímpica do Brasil, bem como da Olímpica. "O que temos certeza é que vamos quebrar recordes pessoais, recordes de largada, o fato de haver dobrado o número de atletas de três para seis...e termos o melhor resultado da história dos Jogos Paralímpicos de Inverno," disse Petterson durante a realização da transmissão.

Os Jogos

Os Jogos Paralímpicos de Inverno Beijing 2022 acontecerão entre 4 e 13 de março e contemplarão algumas modalidades disputadas na neve: para esqui alpino, para esqui cross-country, para biatlo e para snowboard; e no gelo: para hóquei no gelo e curling em cadeira de rodas.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual